terça-feira, 8 de novembro de 2016

Alto Paraíso/GO: Universitária maior de idade tem direito à pensão alimentícia



Roberta trancou a faculdade devido às sucessivas mensalidades atrasadas. Morando longe de casa, havia ficado impossível arcar com as despesas de aluguel e estudo sem a contribuição mensal do pai.

Contudo, após audiência realizada durante o Justiça Ativa, em Alto Paraíso, foi possível acordo com seu genitor: ele pagará a dívida com a instituição de ensino e parcelará os alimentos devidos.

A mediação foi realizada pelo juiz Fernando Ribeiro de Oliveira, titular do Juizado Especial Cível e Criminal da comarca de Trindade, que foi designado, especialmente, para atuar no evento, que começou nesta terça (8) e vai até sexta-feira (11), na comarca.

Segundo a jovem alegou, o pai deixou de pagar o valor combinado em 2014, sem qualquer aviso. Na defesa, o homem argumentou, além de sua suposta dificuldade financeira, que a filha completou 21 anos e, por causa disso havia deixado de fazer jus ao pensionamento.

Contudo, o magistrado ponderou que, como Roberta é universitária, ainda depende financeiramente dos pais.

Por causa disso, ficou sugerido que ela receberá os valores até o término dos estudos, se comprometendo a retomar a matrícula assim que a dívida for quitada, sob pena de suspensão automática da pensão.

Fonte: TJGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário