segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Campos Belos/GO: Prefeito e vice-prefeita já iniciam o ano rachados. Ambos negam



Começou tenso e azedo o clima entre Eduardo Terra (PR), novo prefeito de Campos Belos, e sua vice-prefeita, Brena Santos (PR).

Fontes informaram que dias antes da posse, ambos tiveram um diálogo rígido e neste domingo, durante a posse, o clima entre os dois era de frieza e cumprimentos protocolares.

Indagado sobre o racha, o prefeito Eduardo Terra disse que não há problema algum entre os dois.

"nosso relacionamento está tranquilo.

Hoje temos todo o apoio do grupo que nos elegeu e continuaremos assim, neste trabalho, escutando a todos. Mas a decisão está na mão do chefe do Executivo, sempre aberto ao diálogo, escutando todo o nosso grupo, nossos companheiros.

Acho que um ponto diferencial do nosso modo de administrar é realmente estar aberto ao diálogo. Não houve racha entre o prefeito e a vice-prefeita. De forma alguma", disse Terra.

Já no discurso de posse, a vice-prefeita disse que a comunidade votou em peso na chapa Eduardo Terra/Brena Santos com a ideia de mudança, de inovação e não seria justo e coerente a nova administração da prefeitura voltar com gestores ligados ao passado.

A recado tinha endereço: o ex-prefeito Sardinha, presente na solenidade, e que, segundo os bastidores, se tornou o homem forte do governo Terra, e estaria dando as cartas, formando o secretariado e indicando nomes para diversas pastas.

Assim, o grupo da vice-prefeita, que tem como principal timoneiro o vereador reeleito Márcio Valente, teria ficado muito insatisfeito com a perda de espaço na nova administração.

"Eles queriam a Secretaria de Ação Social de porteira fechada. Isso a gente não poderia ceder", comentou um influente nome do Governo Terra.

Ao ser questionada sobre o racha, a vice-prefeita Brena Santos, que esteve o tempo todo durante o ato de posse com o cenho cerrado (cara fechada), negou, de início, o racha, mas ao longo da entrevista disse que não foi ouvida sequer um momento para a formação do novo secretariado municipal.

"Não tem um racha, sabe. Eu acho que nós pregamos a mudança, a inovação. Eu não concordo com certas indicações porque acho que não é uma mudança.

Nós não nascemos já andando. Nós aprendemos a andar. Na política, eu e o Eduardo somos novos, como gestores e também acho que a gente aprende a administrar a nossa cidade.

Não precisamos de políticos velhos, porque foi pregada uma inovação e nós vivemos hoje uma mudança no país.

O povo quer mudança e tirar esses velhos políticos da política e colocar pessoas novas para gerir a União, os estados e os municípios.

Foi o que vimos nas últimas eleições.  Houve uma mudança geral em todo o país", disse Brena Santos.

Sobre o novo secretariado do município, ela disse que não sabe quem são os novos secretários.

"Eu não participei de nenhuma indicação, não fui chamada para ser ouvida, mas acho que o Eduardo vai indicar os melhores.

Eu espero e vou cobrar. Vou esperar Eduardo me ligar para ver quais são os primeiros passos da nova Administração", finalizou a vice-prefeita.

Fonte: Dinomar Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário