domingo, 29 de janeiro de 2017

Empresária ensina a preparar duas receitas doces usando pequi



O Jornal do Campo deste domingo (29) mostra o preparo de duas receitas com pequi, fruto que é símbolo da culinária goiana.

Apesar de ser comum em pratos salgados, como a galinhada, ele também pode ser usado nas sobremesas.

A empresária Valéria Portilho, moradora de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, mostra como fazer um creme e também uma uma versão da "laranjinha", "dindin", "geladinho" ou "sacolé", que é o creme ou suco da fruta congelado em um saquinho plástico.

Segundo a empresária, as receitas são tradicionais entres os parentes dela e foram passadas de geração para geração. "Vem de família há muito tempo. Acredito que vem da minha bisavó", lembra.

A empresária lembra que a ideia de fazer o dindin surgiu porque, na época dos bisavós, não tinha sorveteria. "Eles reuniam todos os netos para aproveitar, assim como faziam abacate com leite, aproveitavam para fazer o pequi com leite", recorda.

Conforme Valéria, o creme é servido quente e pode acompanhar, torradas e bolos em um lanche. Já o dindin é servido frio e tem um sabor bem leve do pequi, sem deixar a marca forte do fruto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário