quarta-feira, 21 de junho de 2017

Ação Cidadã atua nesta quinta-feira em Alvorada do Norte/GO



O programa itinerante da Secretaria Cidadã, o Ação Cidadã, chega nesta quinta-feira, dia 22, na cidade de Alvorada do Norte, no nordeste goiano.

O  programa de promoção da cidadania beneficia os moradores da cidade e região com serviços públicos como emissão de documento civil (RG, Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento), Passaporte do Idoso, Passe Livre do Deficiente, entre outros.

São mais de 20 de serviços oferecidos em dois dias (Quinta e sexta). A oferta de serviços inclui ainda assistência jurídica, corte de cabelo, entrega de ktis para gestantes, orientação para programas sociais como Bolsa Família e Renda Cidadã.

O Ação Cidadã é um programa do Governo de Goiás que visa ampliar o acesso da população aos direitos sociais. Em sua rota, o programa prioriza as cidades distantes dos grandes centros e de unidades de prestação de serviços públicos, como o Vapt Vupt. Em 2016, o programa fez 260 mil atendimentos, beneficiando mais de 104 mil pessoas em 43 municípios.

A secretária Lêda Borges destaca a importância da retomada do programa. “Entramos no terceiro ano de prestação de serviços às populações mais vulneráveis do Estado e, o mais importante, indo até elas, poupando dinheiro e esforços a quem mais precisa exercer sua cidadania. Estamos muito contentes em retomar a continuidade deste trabalho muito importante para os pequenos municípios de nosso Estado”, comenta Leda.

Prêmio
Com o Ação Cidadã, o Estado de Goiás foi um dos vencedores da 22ª edição do Prêmio Direitos Humanos, a mais alta condecoração da área dada pelo governo brasileiro a pessoas e entidades que se destacaram na defesa, promoção, enfrentamento e combate às violações dos direitos humanos no País.

O Ação Cidadã foi o vencedor na categoria Acesso à Documentação Civil Básica.

“A divulgação de ações relevantes praticadas em prol dos direitos fundamentais de todos os seres humanos por meio de um prêmio com destaque nacional é de suma importância, tanto para o reconhecimento daqueles que atuam com consciência humanitária, como para a ampliação da sensibilidade da sociedade brasileira sobre a necessidade do respeito aos direitos humanos”, analisa a secretária Leda Borges.

Comunicação Setorial da Secretaria Cidadã

Nenhum comentário:

Postar um comentário