terça-feira, 17 de outubro de 2017

Maior divulgação de edital do Pnae garante compra de peixe em Posse/GO



Uma vez por mês é servido peixe assado com batatas, arroz branco, alface e tomate para os 4,5 mil alunos das 22 escolas municipais de Posse, Goiás. A tilápia foi adicionada recentemente ao cardápio após o lançamento do edital do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que previa a compra de mil quilos de filé e foi mapeado pelo Sistema Oportunidades da Sead, em agosto.

O peixe é criado em tanques rede, que são como gaiolas fixadas em um lago, sem contato com a terra, como grandes reservatórios de água. O agricultor familiar responsável é Lucas Ferreira. Ele conta que é o único que comercializa tilápia pelo Pnae na região. “Pela primeira vez, o peixe está sendo servido em escolas de Goiás”, afirma, acrescentando que o produto é fresco, pois o abate se dá perto do prazo de entrega.

A chamada pública de Posse tinha valor total de R$ 77,8 mil, sendo que R$ 27 mil era destinado para aquisição de filé. Jackeline Oliveira, nutricionista da Prefeitura, diz que a inserção do peixe ao cardápio aconteceu em função de dois editais anteriores não terem tido procura, pela falta de conhecimento prévio por parte dos agricultores familiares. Agora, uma estratégia de divulgação mais ampla foi implementada.

A tilápia possui como valor nutricional proteínas, fibras, vitaminas A, C e D, ferro, cálcio e zinco, além de ômega-6 e ômega-3. “O peixe é de ótima qualidade e, para muitos alunos, será o primeiro contato com uma fonte de proteína diferente”, pondera Jackeline. Ela explica ainda que quanto maior a diversidade no cardápio escolar maior a qualidade nutricional dos alimentos a serem consumidos nas unidades de ensino.

Ana Lúcia Mello, diretora da escola Casinha Feliz de Posse, avalia que os alunos gostam de comidas encorpadas e suculentas, sobretudo de frutas. “Acho bom a complementação do cardápio com peixe, pois ajuda a manter a alimentação mais saudável”, comemora. Além da tilápía, o edital do Pnae previa a compra de hortifrútis, farinha, feijão e rosca caseira, que serão comercializados pela Cooper Paranã.

Participam da cooperativa 37 agricultores familiares, entre eles Ademir Vieira. Ele assegura que o Pnae é de grande importância para a produção local de alimentos do município. “É um programa excelente, que dá mais sustentação para a gente que trabalha na roça”, pondera. A Cooper Paranã fornece produtos para outras duas Prefeituras da região.

Fonte: MDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário