quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros volta a ser atingido por incêndio e tem visitação suspensa




O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, na região nordeste de Goiás, voltou a ter focos de incêndio. Mais de 100 brigadistas estão na unidade, que é considerada Patrimônio Natural da Humanidade, para combater as chamas nesta quinta-feira (19). Por questão de segurança, a visitação ao local está suspensa por tempo indeterminado.

“Fechamos o parque para visitação até que o fogo esteja controlado e não haja mais risco para os visitantes porque com o fogo fora de controle teríamos de fazer uma evacuação sem saber onde exatamente as pessoas estão”, explicou a reportagem o coordenador de prevenção e combate a incêndios do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Cristhian Berlinck.

Os focos de incêndio começaram na última terça-feira (17), um na região do Pouso Alto e outro nas proximidades do Rio Preto. De acordo com o ICMBio, o fogo já atingiu 9,4 mil dos 240 mil hectares da unidade.

A ação de combate às chamas é realizada pelo ICMBio em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Além dos 115 brigadistas e voluntários ligados aos órgãos, a força-tarefa conta com quatro aviões tanque de lançamento de água e um helicóptero.

As entidades informaram que solicitaram no fim desta manhã auxílio ao governo estadual no combate ao incêndio. Eles pedem o apoio do Corpo de Bombeiros e de aeronaves.

A Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídrico, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima) informou que busca soluções e traça estratégias integradas de ação que coíbam incêndios em unidades de conservação.

Incêndios criminosos

Coordenador do núcleo de operações de combate a incêndios do Ibama, Devalcino Francisco de Araújo explicou que, além do combate, as equipes também fazem trabalho de orientação e fiscalização para evitar que pessoas coloquem fogo na mata.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário