quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Após rebelião, Governo de Goiás convoca 1.600 vigilantes penitenciários



O Diário Oficial do Estado, que circula nesta quarta-feira, dia 03, concretiza o primeiro ato do pacote de medidas emergenciais visando a melhoria no sistema prisional do Estado, anunciado na terça-feira (2/1) pelo governador Marconi Perillo. Saiu a homologação do edital e o chamamento de 1.600 vigilantes penitenciários temporários (VPT), do processo seletivo realizado em 2016 pela Escola de Governo Henrique Santillo, da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan).

De imediato, a Secretaria de Segurança Pública está convocando 700 aprovados no processo seletivo, que consistiu em provas escritas e análise curricular, para tomarem posse e fazerem o curso de formação profissional, que tem duração de 15 dias, e começarem a trabalhar. Os nomes dos convocados estão nos sites: http://www.ssp.go.gov.br/ e http://www.seap.go.gov.br/ .

Os convocados devem apresentar a documentação pessoal, exames médicos e as certidões negativas civil e criminal. Mais informações podem ser obtidas através do telefone: 3201-8194. Todo o processo de chamamento e contratação dos aprovados está agora a cargo da Secretaria de Segurança Pública.

O processo seletivo estava suspenso pelo Tribunal de Justiça, contudo, a decisão judicial foi revogada, o que possibilitou o Estado homologar o processo e fazer o chamamento dos aprovados. Ao todo, 3.579 pessoas estão aptas a serem contratadas para o cargo de vigilante penitenciário temporário, pelo período de 12 meses.

Contudo, a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária decidiu pelo chamamento imediato de 1.600 aprovados no processo, em duas fases para que possam fazer os cursos de formação, e deixar os demais (1.979) em cadastro de reserva.

Comunicação Setorial – Segplan

Nenhum comentário:

Postar um comentário