domingo, 14 de janeiro de 2018

Marconi Perillo e colegas lamentam morte do jornalista Isanulfo Cordeiro



"O jornalismo de Goiás e do Brasil perdeu um de seus maiores mestres no final da noite deste sábado. Valéria, Isabella, Ana Luisa e eu estamos profundamente tristes com o passamento do nosso amigo e companheiro de administração Isanulfo Cordeiro", disse Marconi Perillo, em nota e em suas redes sociais, na manhã deste domingo (14).

O governador lamentou a morte do jornalista Isanulfo Cordeiro, que integrava a equipe de auxiliares do Governo de Goiás como secretário-chefe do Gabinete de Gestão de Assuntos Internacionais.

Na nota, Marconi afirma que "Isanulfo foi um dos jornalistas mais vibrantes, cultos e atuantes de sua geração, modelo para quem estudou e trabalhou ao seu lado e referência para todos os profissionais da comunicação do Estado que vieram depois dele". Em suas redes sociais, o governador disse que Isanulfo "foi um grande profissional do jornalismo goiano, se tornando referência para várias gerações".

O secretário de Assuntos Internacionais de Goiás, Isanulfo Cordeiro, morreu na noite de ontem (13) vítima de um câncer no intestino. O velório será realizado no Cemitério Parque Memorial a partir das 10 horas neste domingo. No mesmo local ocorrerá o sepultamento, às 17 horas.

Isanulfo foi editor-chefe do Jornal O Popular entre os anos de 1999 e 2007.

Leia, abaixo, a íntegra da nota de pesar do governador Marconi Perillo:

"O jornalismo de Goiás e do Brasil perdeu um de seus maiores mestres no final da noite deste sábado. Valéria, Isabella, Ana Luisa e eu estamos profundamente tristes com o passamento do nosso amigo e companheiro de administração Isanulfo Cordeiro. Isanulfo foi um dos jornalistas mais vibrantes, cultos e atuantes de sua geração, modelo para quem estudou e trabalhou ao seu lado e referência para todos os profissionais da comunicação do Estado que vieram depois dele.

Natural de Campos Belos, Isanulfo nunca se esquecia de sua cidade natal, mesmo tendo vindo para Goiânia com apenas 4 anos de idade. Na capital, se formou em Direito e em Jornalismo, e sua vocação para a comunicação prevaleceu. Sua irretocável formação, marcada por sua obstinação em permanecer sempre aprendendo, e sua competência o conduziram aos postos mais importantes do jornalismo goiano, com destaque para a Editoria-Chefe do jornal O Popular, que ocupou entre 1999 e 2007. No Governo de Goiás, tivemos a honra de partilhar do brilhantismo e da competência de Isanulfo à frente do Gabinete de Gestão de Imprensa do Governador (2011-2014) e do Gabinete de Gestão de Assuntos Internacionais, posto que ele comandou até agora.

Isanulfo foi um dos homens mais educados, gentis e inteligentes que tivemos a oportunidade de conhecer. Amava o jornalismo, a leitura, os idiomas, as artes e a cultura, que absorvia e praticava com o entusiasmo da primeira descoberta; admirava seu país, seu Estado e seu povo, a quem conhecia como poucos; cultivou grandes e eternos amigos, para os quais nunca faltavam tempo e palavras carinhosas; construiu uma linda família, sobre a qual sempre falava com orgulho e emoção.

Isanulfo partiu jovem, com apenas 66 anos, com muito ainda a partilhar conosco, mas seu exemplo de vida transcende a existência material e continuará nos guiando. Lembraremos dele com saudade, carinho e gratidão. Nossas condolências a Beatriz, aos filhos Pedro Ivo, Lorena e Alexandre e aos netos João Pedro, Larissa, Ana Lis, Júlia e Heitor, aos demais familiares, amigos, colegas de profissão e trabalho. Nos juntamos a todos na corrente de orações pela memória deste grande brasileiro chamado Isanulfo Cordeiro."

MARCONI PERILLO

Governador de Goiás

De O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário