quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Deputado Henrique Arantes propõe diálogo e articulação para derrubar veto do governo às emendas parlamentares



Os vetos do governador de Goiás, Marconi Perillo às emendas individuais dos deputados estaduais praticamente dominaram a primeira sessão ordinária do ano na Assembleia Legislativa.

O deputado estadual Henrique Arantes, que apresentou um projeto de lei que determina que presidiários condenados paguem por suas despesas no regime prisional, quando estes tiverem condições financeiras para tal, lamentou a decisão do governo.

Na tribuna, Henrique Arantes propôs diálogo e articulação entre os deputados, para derrubar o veto do governo às emendas parlamentares e garantir que os recursos orçamentários sejam aprovados para atender às demandas dos municípios.

O governador Marconi Perillo (PSDB) sancionou apenas uma das 934 emendas ao orçamento de 2018 apresentadas pelos deputados na Assembleia Legislativa. A exceção foi uma emenda protocolada pelo relator da matéria, Lincoln Tejota (PSD), que destina R$ 14 milhões para a construção de unidades operacionais do Corpo de Bombeiros em seis municípios.

O resto dos pedidos vai depender de articulações individuais de cada um dos parlamentares com o governador, apesar do acerto firmado no ano passado para que cada deputado tenha direito a uma cota de R$ 3 milhões. Entre as 934 emendas, há sugestões feitas não só pela base governista, mas também pela oposição. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário