sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Projeto Bem Educar de Cavalcante/GO acompanha articulação para cursos e construção de obras




Foram promovidas, no início desta semana, em Cavalcante, duas reuniões de trabalho do Projeto Bem Educar. A primeira delas tratou de viabilizar a realização de mais um curso de mediação no âmbito da rede municipal de ensino, voltado para professores e alunos. A psicóloga Mônica Café, da Coordenadoria de Apoio à Atuação Extrajudicial (Caej) do MP-GO, entregou aos representantes da prefeitura vídeos sobre mudança de comportamento e de sensibilização de professores, bem como material bibliográfico do Centro de Apoio Operacional da Educação sobre mediação de conflitos.

A ideia é que o psicólogo Flávio Serafim de Lima, do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Volante de Cavalcante faça a formatação do curso, tendo como base o material indicado pela analista do MP e observando as especificidades locais.

A segunda reunião teve como tema a construção de pontes que interligam áreas cortadas por rios na comunidade calunga de Vão de Almas. Com verba já destinada para as obras, cuja empreitada, no entanto, pode ser prejudicada por erro de engenharia no cálculo da extensão das pontes. Assim, representantes da prefeitura estiveram com a promotora de Justiça Úrsula Catarina Fernandes Pinto relatando as possibilidades de alternativas e as iniciativas que serão tomadas para que o recurso em questão seja efetivamente empregado.
Em Cavalcante, o Bem Educar foi implantado em 2011, tendo como eixos principais o transporte escolar, a qualidade de ensino e infraestrutura escolar. Ao longo dos anos, no entanto, foram inseridas novas metas como o monitoramento do Plano Municipal de Educação, a fiscalização do serviço do transporte escolar e da alimentação escolar, análise da aplicação da verba do Fundeb, acompanhamento de licitações do setor e inspeção das escolas.

Neste período, conforme histórico do programa, dezenas de metas foram alcançadas: a formação do grupo de trabalho do projeto; a construção da sede e de refeitório da Escola Estadual Elias Jorge Cheim, em Vão de Almas; encontro com professores para debate da temática da sexualidade na adolescência; diversas visitas às comunidades quilombolas; melhoria das estradas vicinais que cortam o território calunga; escuta de alunos e professores; realização do curso de mediação de conflitos no contexto escolar; participação em diversas ocasiões da tradicional Festa Nossa Senhora D'Abadia, levando atividades pedagógicas para os presentes; capacitação dos conselheiros do Fundeb de Cavalcante e Teresina de Goiás; articulação da rede de proteção de crianças e adolescentes em situação de violência.

O levantamento aponta também como conquistas do projeto a realização de curso de formação para professores sobre violência sexual contra crianças e adolescentes, em parceria com o TJGO; organização das auditorias cívicas nas escolas de Cavalcante, videoconferências, entre outras atividades realizadas.

O projeto Bem Educar de Cavalcante ficou em quarto lugar na categoria Transformação Social no Prêmio CNMP de 2014, recebeu ainda menção honrosa no II Concurso de Boas Práticas da Escola Superior do MP-GO/2014.

A partir de 2017, o Projeto Bem Educar do Ministério Público de Goiás, em âmbito estadual, passou a ter como ponto principal de atuação o fomento ao controle social do setor.

Fonte: MPGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário