domingo, 18 de fevereiro de 2018

Na BR-020 houve 18 acidentes, 43 feridos e 25 mortos em 2018



Dados assustadores mostram um alto número de acidentes e mortes na BR-020, em 2018. A rodovia tem um trecho muito longo de pista simples que passa pelo estado de Goiás até o nordeste do país.

Entre 1º de janeiro até 18 de fevereiro foram registrados 18 acidentes, com 43 feridos e 25 mortos.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os acidentes ocorrem em razão da ultrapassagem indevida, excesso de velocidade, sono e ingestão de álcool.

“Os motoristas são imprudentes. Ninguém respeita a sinalização. Os acidentes acontecem por causa da imprudência. Muitos dirigem em alta velocidade. Se duplicassem a pista até Goiás, os acidentes poderiam ser reduzidos”, disse um motorista.

Em 2017, na BR-020 foram registrados 119 acidentes, com 86 feridos e 66 mortos. Sendo a rodovia mais perigosa que corta o Distrito Federal.

Segundo o professor de engenharia de tráfego da Universidade de Brasília (UnB) Paulo César Marques, quanto maior o movimento, mais risco de acidentes. Ele diz ser mais comum batidas em pistas duplicadas e em trechos lineares do que em estradas de pista simples e com curvas. “Apesar de serem mais seguras, nas rodovias de pistas duplas as pessoas se expõe mais ao risco e o comportamento do motorista acaba sendo mais relapso”, avalia.

No entanto, ele pondera que, em estradas de mão única, o tipo de colisão mais comum é a frontal. Na opinião do especialista, só melhorar a infraestrutura das rodovias não é suficiente. “É necessário também atuar no comportamento dos condutores, com fiscalização e investimento em educação. Não é só a falta de infraestrutura que contribui para os acidentes. O fator comportamental das pessoas é muito forte para evitar as colisões.”

As informações são da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário