terça-feira, 6 de março de 2018

Criminosos explodem carro-forte, roubam dinheiro e armas na BR-040



Quatro criminosos explodiram um carro-forte, renderam vigilantes e roubaram armas e malotes de dinheiro, na segunda-feira (5), na BR-040, em Cristalina, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os assaltantes estavam encapuzados e divididos em dois carros.

Segundo a PRF, quatro funcionários estavam no veículo no momento do ataque. O motorista do carro-forte teve ferimentos leves no rosto, ao ser atingido pelos estilhaços. Ele foi socorrido e, conforme a corporação, passa bem. Os demais não foram atingidos.

O assalto ocorreu por volta das 18h10, no km 142 da BR-040, em Cristialina. Segundo a polícia, o carro-forte havia saído de Paracatu, no Triângulo Mineiro, e viajava em direção a Cristalina. Quando passava por uma subida na rodovia, foi surpreendido por disparos vindos de uma Toyota Hilux SW4.

A reportagem entrou em contato a Transfederal, empresa responsável pelo carro-forte, às 6h30, por meio do site da instituição, e aguarda um posicionamento sobre o caso.

De acordo com a PRF, os assaltantes fizeram dezenas de disparos e explodiram uma granada para parar o veículo. Após a parada do carro-forte, os quatro vigilantes foram rendidos por outros quatro homens encapuzados e tiveram, além de três malotes de dinheiro, duas carabinas, quatro revólveres e coletes à prova de balas levados pelos criminosos.

Os criminosos fugiram pela rodovia no sentido Paracatu e, quando chegaram no km 149 da BR-040, abandonaram e incendiaram a Hilux SW4.

Segundo a PRF, o grupo fugiu em uma Renaut Duster, que dava apoio aos assaltantes. Conforme a corporação, o veículo foi usado para bloquear o trânsito na rodovia enquanto o carro-forte era atacado.

Os vigilantes não souberam dizer para os policiais o valor levado pelos criminosos, mas relataram à PRF que havia pouco dinheiro dentro dos malotes.

A Toyota Hilux SW4 havia sido roubada no último dia 3, em Cristalina, e estava com os caracteres da placa alterados por meio de uma pintura.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Cristalina, que apura o caso.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário