sexta-feira, 20 de abril de 2018

Operação Caifás: Ministério Público investiga mais um imóvel de padre



Dois dias após o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) conceder liberdade aos cinco religiosos acusados de participar de um suposto esquema de desvios da Dioceses de Formosa (GO), o Ministério Público de Goiás (MPGO) encontrou mais um imóvel vinculado a um dos padres alvo da Operação Caifás, deflagrada em 19 de março.

Uma escritura no nome de Waldson José de Melo, pároco da Paróquia Sagrada Família, em Posse (GO), mostra a compra de um apartamento de R$ 218 mil em Goiânia, em 2012.

A escritura em poder do MPGO foi emitida no Cartório Francisco Taveira, em Goiânia, que confirmou a reportagem a veracidade do documento. Esse imóvel se juntará à lista dos itens sob investigação.

Promotores e policiais civis comprovaram a aquisição de uma fazenda, em Formosa, e de uma agência lotérica, em Posse, por dois dos religiosos acusados de participação no desvio de dinheiro das doações e das taxas pagas por fiéis.

Os investigadores ainda não analisaram a procedência dos 160 veículos vinculados à Diocese de Formosa, responsável por 33 paróquias do Entorno do DF. Os promotores afirmam terem sido desviados mais de R$ 2 milhões nos últimos dois anos.

Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário