segunda-feira, 23 de abril de 2018

São Domingos/GO: Parque Terra Ronca é o destino certo para vivenciar aventuras subterrâneas



O Parque Estadual de Terra Ronca (PETeR) é um verdadeiro paraíso de grutas e cavernas. Com uma área de 57 mil hectares, a principal porta de entrada para o local é o município de São Domingos, no nordeste goiano. Considerado uma das maiores concentrações de cavernas da América Latina, o parque é, definitivamente, uma aventura para mochileiro nenhum botar defeito.

Morros, colinas, águas cristalinas e cachoeiras são outros itens que compõem o visual dessa região que é tão única. Há uma estimativa de que o local ainda conte com mais de 1.000 grutas em um raio de apenas 40 km. Sem sombra de dúvida, uma das regiões escondidas do Brasil que merece ser explorada.

A singularidade do parque chega a atrair estudiosos, turistas, aventureiros e curiosos de todas as partes do mundo. São mais de 300 cavernas mapeadas, mas apenas 49 abertas para visitas e um número ainda menor disponível para turistas. Há atrações que exigem um alto nível técnico, e, com isso, acabam sendo exploradas apenas por espeleólogos experientes e bem equipados.

De maneira geral as cavernas com formações calcárias raras ainda são bem preservadas graças ao cuidado dos guias que trabalham na região, a maioria nativos que lutam para manter de pé esse espetáculo da natureza subterrânea.

Para ter acesso ao parque não é muito difícil. Além de São Domingos, também é possível acessá-lo pelo município de Guarani. A entrada fica a 45 km de qualquer uma das duas, porém, as atrações principais estão espalhadas em uma área de aproximadamente 40 km de extensão.

Os passeios

Todos os passeios devem ser feitos com a ajuda de um guia turístico local. Não adianta insistir em ir por conta própria, pois apenas eles sabem os lugares exatos por onde os turistas podem passar de maneira segura. De qualquer forma, tentar entrar em uma das cavernas sem ajuda de um profissional é algo extremamente perigoso devido ao breu.

Alguns passeios podem ser fechados com a direção da Pousada Terra Ronca. A média de preços é R$ 100 pela diária ou R$ 20 por pessoa. Ou seja, se o passeio for feito em dupla, cada pessoa pagará R$ 50. Porém, caso o grupo tenha no mínimo cinco pessoas, o valor individual ficará R$ 20.

Segundo guias locais, o ideal é conhecer apenas uma caverna por dia. Para duas, é necessário muito preparo físico e disposição. O recomendado é combinar uma caverna e uma cachoeira por dia, pois fica menos cansativo e o visitante pode aproveitar mais a viagem.

Curiosidades

Que o Parque Nacional de Terra Ronca é, possivelmente, um dos mais belos recantos naturais do Brasil, não há dúvidas. Goiás, especificamente, é um estado repleto de cachoeiras e oportunidades para quem quer se aventurar em meio a natureza.

Sete das 30 maiores cavernas do país estão localizadas no PETeR. Elas possuem uma extensão que ultrapassa mais de 24 km de condutos subterrâneos interligados, sendo este o caso da Caverna de São Mateus, uma das cavidades mais ornamentais do mundo.

Estima-se que a idade destas cavernas possa ultrapassar 60 milhões de anos. Algumas delas, inclusive, possuem impressionantes pinturas rupestres que comprovam a presença do homem primitivo no Planalto Central Brasileiro há mais de 10 mil anos.

O parque anualmente recebe uma das mais importantes manifestações culturais e religiosas da região, a Romaria do Bom Jesus da Lapa de Terra Ronca, que acontece nos dias 5 e 6 de agosto. A primeira celebração foi datada no ano de 1926, e desde a década de 40 ela acontece regularmente.

Fonte: A tarde/Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário