quinta-feira, 31 de maio de 2018

Campos Belos/GO: Turma de Agroecologia estará inaugurando a fazendinha agroecológica durante a Semana de Integração Acadêmica e Cultural da UEG





Dia 5 de Junho durante a Semana de Integração Acadêmica e Cultural da UEG e Comunidade o Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia estará inaugurando a Fazendinha Agroecológica no Campus da UEG de Campos Belos.

A partir das 8h da manhã do dia 05 os alunos e professores do Curso Tecnologia estarão recebendo a visitação da comunidade com o objetivo de demostrar a importante relação entre alimentação saudável e a conservação do meio ambiente. Segundo a Professora Francielle que é a coordenadora do curso este momento é um grande passo para a transformação regional voltadas aos cuidados com os recursos naturais.

Neste mesmo dia o curso também estará com três minicursos dois no período vespertino e um no período noturno que estará debatendo sobre a escassez da água.

Minicurso: Atividades Agrícolas de baixo custo (Oportunidade de renda e qualidade alimentar) (Prof. Carloeme Alves de Oliveira)

Local: Campus Campos Belos. Data: 05/06/2018. Horário: 14:00hàs 16:00h.

Minicurso: Educação empreendedora  (Prof. Reijane Tolentino de Deus Souza)

Local: Campus Campos Belos. Data: 05/06/2018. Horário: 14:00h às 16:00h.

Minicurso: Gestão de recursos hídricos em tempos de crise hídrica: “Cerrado, berço das águas”. Até Quando?  (Prof. Maximiliano Bayer – Instituto de Estudos Sócio-ambientais – IESA/UFG)

Local: Rotary Club. Data: 05/06/2018. Horário: 18h30 às 22:00h.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

São Domingos/GO: Prefeitura paga folha salarial antecipada pelo 17º mês consecutivo



A prefeitura municipal de São Domingos, no nordeste goiano, efetuou o pagamento da folha salarial antecipadamente pelo 17º mês consecutivo, mesmo diante das quedas drásticas nos repasses.

Os salários dos servidores já foram depositados nas respectivas contas.

“Mas, além disso, nossa saúde, educação, limpeza da cidade e povoados estão coerente ao que si diz, responsabilidade e obrigação. Nosso esporte estava morto e hoje é vivenciado, nossas máquinas eram sucatas, hoje estão trabalhando”, disse o prefeito.

“Nosso povo está sendo atendido no assistencialismo, o governo municipal itinerante, já é também a nossa marca e vamos avançando a cada dia respeitando nossa gente, sobre tudo, os recursos destinados a elas, um saliente! Em nossa gestão a ordem é fazer licitação na câmara, na casa corregedora, a briga é comprar pelo menor preço”, afirmou o prefeito Cleiton Martins.

“Vamos fazer jus a confiança a nós depositada, vamos enfrentar as dificuldades juntos, pois juntos somos mais fortes”, completou.

A prefeitura também iniciou há alguns dias a pavimentação asfáltica na cidade e inaugurou partes de obras que estavam abandonadas, e tão logo toda malha das estradas vicinais estarão em manutenção dando total condições de tráfego para a população, pois boa parte já está pronta, além disso as certidões do município estão em dias.

Previsão de chegada de combustível na sexta-feira em Divinópolis de Goiás



Com a falta de combustíveis no posto de gasolina em Divinópolis de Goiás e em cidades do nordeste goiano, muita gente ficou em alerta em busca de qualquer chance para abastecer.

Nos últimos dias a procura por postos com combustíveis aumentou após o anúncio de que o Governo Federal irá atender a parte das exigências dos grevistas.

No fim da tarde desta quarta-feira (30), uma notícia boa para a população de Divinópolis.

A administração do Auto Posto Matos informa aos consumidores que há previsão de chegada de combustível na sexta feira dia 1 de junho de 2018.

Divinópolis de Goiás: Prefeitura apresenta projeto para requerer ICMS Ecológico




O ICMS Ecológico nasceu como uma forma de compensar os municípios pela restrição de uso do solo em locais protegidos (unidades de conservação e outras áreas de preservação específicas). Ao longo do tempo, se mostrou um ótimo meio de incentivar os municípios a criar unidades de conservação, e a melhorar a qualidade das áreas já protegidas com o intuito de aumentar a arrecadação.

Para um município requerer o ICMS Ecológico é necessário ter em seu território uma Unidade de Conservação, devidamente registrada no Cadastro Estadual de Unidades de Conservação – CEUC, além disso, o município postulante precisa atender a critérios ambientais e de conservação do meio ambiente.

Pensando na conservação do meio ambiente e no aumento dos recursos, que a prefeitura de Divinópolis de Goiás apresentou o projeto para a criação do ICMS Ecológico.

A apresentação do projeto aconteceu na noite de segunda-feira (28), no clube Recreativo Monjolo.

Se o projeto for aprovado no órgão competente, o município terá um aumento considerável na arrecadação.


Samu terá sede própria em Campos Belos/GO



O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) terá sede própria, em Campos Belos, no nordeste goiano.

O serviço de atendimento móvel de urgência (samu), os anjos da guarda de saúde da Samu de Campos Belos terão sede própria para trabalhar e melhor atender a população.

Uma obra do governo em parceria da prefeitura municipal será construída ao lado do hospital municipal, pra facilitar ainda mais o atendimento e a logística dos pacientes.

O prefeito Eduardo Terra e toda a equipe da saúde se doaram ao máximo pra construção dessa obra “Corríamos o risco de perdemos a Samu para cidade de Formosa, mas graças a Deus conseguimos a permanência e os benefícios tão importantes para a saúde da nossa cidade”.

Comarca de São Domingos/GO lança projeto e solicita doação de livros



Arrecadar livros e permitir que os reeducandos possam vivenciar a leitura e literatura diariamente como medida de remição da pena pela leitura.

Com esse objetivo, a comarca de São Domingos, no nordeste goiano, lança o projeto ‘remição de pena pela leitura’ e solicita a população que tiver livros literários que façam doações para enriquecer o projeto.

Os livros serão destinados aos presos, que de forma voluntária manifestem o interesse de participar do projeto.

Ao final da leitura, o preso deve apresentar uma resenha sobre o livro à comissão organizadora da unidade prisional, que avaliará se o conteúdo está compatível com a obra literária.

Os livros poderão ser entregues na sede da comarca de São Domingos.

Mãe de Alto Paraíso de Goiás é denunciada ao MP e conselho tutelar por permitir que filho use “roupas femininas”



Construída em cima da camada de cristais batizada de Paralelo 14, a cidade de Alto Paraíso é um conhecido reduto esotérico e místico do interior de Goiás. Povoada e visitada também por comunidades alternativas, a cidade possui um laço com a diversidade de ideias, propiciada pela integração de povos diferentes, entre indígenas, quilombolas, religiosos e sincretistas.

Contudo, a sexualidade de um garoto de cinco anos, que segundo psicólogos deveria ser uma qualidade individual, tornou-se tópico de debate na cidade e vem chamando tanta atenção quanto as afamadas energia e belezas naturais do município. Por deixar que seu filho de 5 anos se vista como quer, com roupas consideradas femininas, a mãe do garoto, a professora Paula Smith, foi denunciada ao Ministério Público de Goiás e ao Conselho Tutelar da cidade.

Apesar das iniciativas anônimas, o caso foi encerrado sem interferência dos dois órgãos. De acordo com o conselheiro tutelar Uenis Ferreira, que recebeu o caso, quatro denúncias anônimas foram protocoladas no órgão municipal. “Segundo as denúncias, a mãe estaria obrigando o filho a se vestir com roupas femininas, então, convidei formalmente a mãe para comparecer no Conselho afim de esclarecermos os fatos”.

Para Uenis, ela explicou que a ideia partiu do próprio garoto. “Ficou evidente que era interesse dele e que não era uma coisa forçada. Conversamos com o menino também, que confirmou as informações passadas pela mãe com precisão e ciência do que estava dizendo.  Por fim, orientamos a mãe para que buscasse atendimento psicológico para tentar entender melhor a situação”.

O conselheiro reforça que procurou a família com a finalidade de esclarecer fatos apontados na denúncia e não para fazer juízo de valor sobre as escolhas da criança. “Em nenhum momento a gente impôs nosso conceito de certo ou errado à mãe ou à criança. Queríamos saber se era uma situação forçada. Como não era, o caso foi encerrado”.

Apesar das denúncias, Uênis revela que a população de Alto Paraíso, por ser mística, tende a respeitar os espaços individuais. “Tivemos denúncias, sim, mas a população de modo geral respeita a decisão, não há objeção quanto a isso. A cidade tem cerca de 7 mil habitantes, mas trata-se de um povo esclarecido”.

No MP de Alto Paraíso, o caso foi recebido pela promotora Josiane Correia. Após apurar a situação, ela entendeu que a criança não foi colocada em situação de vulnerabilidade e que não há motivos para que o órgão intervenha na situação. O Caso foi arquivado.  O Mais Goiás tentou contato com a promotora, mas foi informado de que Josiane está de férias e não concederá entrevistas.

Estilo de vida

Paula afirma que o ímpeto de escolher suas próprias peças de roupa ocorreu há dois anos, quando R.S. tinha apenas três. Segundo ela, em um dia de brincadeiras, o garoto pediu para uma amiga que emprestasse suas roupas para que ele as vestisse. À época, pensando se tratar de uma brincadeira comum, a mãe permitiu, mas acabou percebendo depois que, para o filho, atitude era um assunto sério.

“Ele tinha dois para três anos quando começou a vestir minhas roupas e sair andando pela casa. Foi aos quatro, quando viemos do Espírito Santo que pediu para brincar com as roups de uma amiga próxima, cuja residência nos serviu de abrigo por um tempo. Ele ficava encantando com as roupas dela. Foi nesse momento que ele decidiu o que queria”.

No início, Paula afirma ter pensado se tratar de uma brincadeira, coisas do mundo da fantasia. “Achei que ele estava interpretando um personagem, até que percebi que era uma vontade para além da brincadeira. Ele queria usar constantemente”. Levou um tempo até que a situação fosse entendida e aceita pela mãe. “Não sabia como lidar, conversei com ele, afirmei que era um menino e estava tudo bem que brincasse, mas pedi para dar um tempo dos vestidos”.

A reação de R.S. não foi boa. Sem saber como se expressar, passou a urinar pela casa. “Isso durou uns dois dias, até que me deu um ‘clique’ para deixar ele usar o que quiser. Essa foi uma forma dele demonstrar o que queria. Com a determinação dele, foi me ensinando a lidar com a situação nesse lugar não binário”. Apesar da preferência por roupas femininas, o garoto afirma que não quer ser menina. “Ele sempre gostou de cavalos, mas desde que adquiriu gosto por peças ‘femininas’ afirma que quer ser um unicórnio”, revela ela entre risos.

Familiares e vizinhos

Divorciada do Pai de R.S. há três anos, ela afirma que o ex-marido quer aceitar a condição do filho, mas precisa de que uma profissional ateste que ele é “normal”. A situação com o restante da família materna também não é simples. “Meu pai acha que ele brinca de boneca porque eu deixo. Minha mãe acolhe melhor, mas fica com receio de deixar ele sair na rua com vestido. Na casa deles, meu filho fica numa bolha”.

Na vizinhança, a reação é variada. Entretanto, por se tratar de uma cidade com apenas 7 mil habitantes, todos já o conhecem e até respeitam. “Tem meninos que não querem brincar com ele, mas tem outros que nem ligam para a roupas, respeitam a decisão dele. Não sabemos de nenhuma determinação de pais proibindo filhos de se relacionarem com meu filho. Ninguém, pelo menos, teve coragem de expor o preconceito, mas ele existe, as denúncias são prova disso”.

Problema

A discussão pública sobre a sexualidade e preferências pessoais de R.S. tiveram início em março deste ano, quando Paula foi aprovada em um concurso público e teria que adequar sua rotina ao cago de professora. “Não queria deixar de ver meus filhos então coloquei R.S. na escola onde meu filho mais velho, de sete anos, estuda. É uma escola tradicional, de freiras, sabia da possibilidade de não dar certo, mas era a única instituição da cidade a oferecer um horário que ficava bom para nós. Tive que tentar”.

A mãe destaca que a escola não esboçou reações com o fato de R.S. utilizar uniforme feminino. No entanto, após uma semana de experiência, pais de alunos passaram a reclamar da situação. “Uma professora disse que choveu de pais na secretaria perguntando qual banheiro ele iria usar, aí não deu certo. Ele também não quis ficar lá. Ele é muito livre e a instituição é muito rígida. São incompatíveis. Agora ele está sem estudar, mas cogito iniciar um processo de home schooling para ele retomar os estudos o quanto antes”. R.S. Está no Jardim Três.

Como as denúncias surgiram após a experiência no colégio, Paula suspeita que a iniciativa tenha partido de pais de estudantes. Abordada informalmente na feira pelo referido conselheiro tutelar, ela afirma que a postura do órgão foi de buscar entendimento sobre a situação.

“Estava na feira quando fui ‘convidada’ a comparecer no conselho. Queriam entender, porque as denúncias diziam que eu o obrigava a usar roubas femininas, o que já foi esclarecido. Estavam realmente querendo entender, apesar do pouco preparo. Afinal, não foram capacitados com leituras sobre questões de gênero, então vieram com bagagem que eles tem. Apesar da indicação, não o levarei em psicólogo, já que nós lidamos bem com a questão”.

Resiliência

Uma das características de R.S. que mais chamam atenção de Paula é a resiliência. Apesar de estar exposto a preconceitos e bullying, o garoto afirma “não ligar”. “Eu converso, alerto para a possibilidade das pessoas implicarem com ele, mas ele diz: não ligo, não em importo. Então procuro ficar bem perto e deixo ele fazer as próprias escolhas”.

O apoio dentro de casa não vem apenas da mãe. Segundo Paula, o irmão mais velho – apesar de ser mais alinhado aos padrões sociais – não entende o preconceito enfrentado pelo mais novo.

“Quando voltamos da reunião no conselho tutelar ele colocou um vestido para brincar com R.S. Foi uma forma de dizer que apoia o irmão. Ele me disse que acha chato que o ‘pessoal se preocupe com a roupa que R.S.veste’. Então a relação deles é bem natural mesmo”. Então, achamos tudo isso um absurdo. A princípio, nem entendi direito as denúncias. Mas é assunto superado. É vida que segue”, conclui.

Fonte: Mais Goiás

Governo de Goiás repassa R$ 400 mil para Guarani e R$ 998 mil para Posse/GO



O governador de Goiás José Eliton comandou nesta quarta-feira, 30 de maio, às 15 horas, a entrega de cheques referentes aos convênios do Programa Goiás na Frente (GNF). Foram repassados R$ 6 milhões em recursos para obras e investimentos em 21 municípios.

A solenidade ocorreu no Auditório Mauro Borges, do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, e contará com a presença de prefeitos, secretários de Estado e da comunidade em geral.

Com este repasse, o governo de Goiás registra 240 convênios com 187 cidades em todo o Estado. O valor referente aos convênios já assinados alcança o patamar de R$ 355,2 milhões.

O secretário de Governo e coordenador do programa Goiás na Frente, João Furtado, vai abrir a solenidade. Serão beneficiados os seguintes municípios:

-Amaralina (R$ 200 mil, referente à 5ª e 6ª parcelas);

-Campestre de Goiás (R$ 330,28 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Doverlândia (R$ 100 mil, referente à 3ª e 4ª parcelas);

-Edealina (R$ 100 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Gameleira de Goiás (R$166,66 mil, referente à 5ª parcela);

-Goianápolis (R$ 50 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Goianira (R$ 60 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Guarani de Goiás (R$ 400 mil, referente à 5ª e 6ª parcelas);

-Itapaci (R$ 400 mil, referente à 3ª e 4ª parcelas);

-Jataí (R$345,48 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Luziânia (R$ 1 milhão, referente à 5ª parcela);

-Moiporá (R$ 320,28 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Morro Agudo (R$ 166,66 mil, referente à 3ª parcela);

-Mundo Novo (R$ 147,18 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Nerópolis (R$ 300 mil, referente à 5ª parcela);

-Posse (R$ 998,38 mil, referente à 3ª e 4ª parcelas);

-Sanclerlândia (R$ 138,05 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Santa Rosa de Goiás (R$ 105 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Senador Canedo (R$ 282,26 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas);

-Urutaí (R$105 mil, referente à 1ª e 2ª parcelas).

Goiás na Frente

Idealizado pelo ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, sob a coordenação geral do governador José Eliton, o programa abrange, entre suas vertentes, os convênios com os municípios, que recebem recursos do governo estadual para realizarem obras urbanas. Considerado pioneiro no país, é o maior programa de investimentos regionais em curso no Brasil, com previsão orçamentária de mais de R$ 550 milhões.

É importante ressaltar que as obras e investimentos a serem realizados foram definidos pelos próprios municípios, cabendo ao governo de Goiás repassar o dinheiro, fiscalizar a correta aplicação dos recursos e acompanhar o bom andamento das obras. A obrigação da contrapartida municipal foi reduzida a simbólicos 1%.

Fonte: Governo de Goiás

terça-feira, 29 de maio de 2018

Resposta do prefeito Cleiton Martins...



Liberdade, liberdade? É jogar esgoto na porta de um colégio, é vender carne para o consumo sem condições adequadas, é comercializar produtos sem alvará de funcionamento e muito menos da vigilância sanitária.

O vereador deve conhecer bastante de contratos obscuros, pois faz e fez parte de um grupo político que nem si que balancetes entregavam em seus devidos prazos, nem controle interno si salvava, muito menos portal de transparência existia.

Quanto as estradas, estão sendo arrumadas, mesmo com as quedas drásticas dos repasses dos recursos e máquinas sucateadas que as recebemos, quanto ao vídeo, cada um tem a liberdade verdadeira de expressão, inclusive no dito vídeo, tem um cascalho escavado, fomos nós que o colocamos no ano passado. Vamos arrumar todas as estradas, como estamos arrumando, uma boa parte já está pronta.

Quanto a fiscalização foi feito por uma profissional, ante exposto, já havia comunicado e muitos já o havia reclamado da situação, mas sempre viveu da maneira amparado, sem cobranças, apoiava o errado, tinha apoio dos mesmo, cuidar do povo para quê? Como coordenador da escola no povoado Piteiras, iria quando queria.

Aqui tem compromisso com o povo, homem nasce homem e morre homem íntegro.

O povo está cansado de maquiagem, si adequa e respeita o povo.

Quanto as suas alertas, toma-te suas atitudes nas claras e não como terceiro, respeita o povo vereador, nesse município agora as coisa andam na moralidade e não vamos aceitar esses absurdos.

Preste atenção nas notificações, seja pertinente ao propósito, cuida da comunidade em que vive, o senhor vereador está sendo pago com o dinheiro do povo, ao menos deve respeito e não transtornos, muito menos prejuízos.

Todos nós somos falhos, agora querer sempre dá de bem nas costas dos menos favorecidos é no mínimo covardia.

Resposta do prefeito Cleiton Martins.

Prefeitura de Buritinópolis/GO suspende parte dos serviços públicos



A Prefeita de Buritinópolis, Ana Paula e demais prefeitos de outros municípios, juntamente com a AGM e a FGM promoveram uma ampla discussão avaliando as consequências da paralisação dos caminhoneiros para as administrações municipais.

Diante de tal situação e enquanto aguardamos um desfecho das negociações, fica suspenso o funcionamento de alguns serviços públicos entre os dias 28/05 à 04/06/2018 devido o período de escassez de bens, alimentos e combustível que tem afetado o transporte de alunos, pacientes e até mesmo alimento para merenda escolar.

Serviços considerados essenciais, como o atendimento à saúde (emergência ) e coleta de lixo serão mantidos conforme a demanda e posteriormente será feita a programação para a reposição das aulas suspensas.

Agradecemos a compreensão da população.

Prefeitura municipal de Buritinópolis - GO

“Liberdade, liberdade”



Diante de tantas baixarias proferidas nessa nota, caluniosa e inverídica desse cidadão que sempre trouxe transtorno a nossa humilde comunidade quando aqui residiu como pode ser atestado por todos residentes aqui no nosso povoado, não tenho muito a dizer, pois não tenho o seu "perfil de rolar na poeira e sair aos tapas pelas ruas da cidade" como tem feito o referido, a notificação existe, porem em momento nenhum me eximi de fazer as adequações ,é resplandecente o uso da vigilância sanitária do município para atingir um vereador que denuncia a falta do transporte escolar e que questiona contratos obscuro entre outros fatos recorrentes.

Sobre o carneiro, senhor prefeito, o vereador Odair José afirma não ser o possuidor e discorre ainda mais, dizendo não ter o hábito de apoderar de coisas alheias sem medir consequências, diz ainda que considera essas discussões imaturas e infundadas típicas de quem está "acuado" e sem rumo, uma vez que estamos regredindo ao ponto de pequenos produtores terem que arrumar as estradas de enxadas, e foices como esta bombando um vídeo na rede.

Pessoas têm me orientando sobre um possível risco de vida devido essa minha postura, mas vou continuar fazendo meu trabalho com fé em Deus, e no povo que estiver insatisfeito, "o que não podemos é nascer homem e morrer um menino."

Resposta do vereador Odair José.

Notícia sobre preço da gasolina a R$ 9,88 o litro em Divinópolis de Goiás é falsa



Em meio à greve dos caminhoneiros contra o preço dos combustíveis que está gerando desabastecimento e, consequentemente, aumentando ainda mais o preço da gasolina, uma imagem que circula na internet chamou atenção.

A imagem mostra que um posto de gasolina na cidade de Divinópolis de Goiás havia reajustado o preço para R$ 9,88 por litro.

O blog entrou em contato com um representante do posto, que informou que a noticia é falsa. Desde quando começou a greve dos caminhoneiros o posto não aumentou os preços dos combustíveis.

O representante informou ainda que atualmente o posto está sem gasolina e álcool. O preço médio da gasolina no local é de R$ 4,97.

Mesmo com aumento é o abuso de poder econômico de muitos postos de outros municípios o Auto Posto Matos manteve o preço no estabelecimento.

Prefeitura de Posse/GO decreta situação de emergência e suspende atividades do poder executivo



Por meio do Decreto Municipal nº 204/2018 a Prefeitura de Posse informa que declara situação de emergência no âmbito do município. O decreto foi assinado na segunda-feira, 28 de maio, e autoriza a adoção de medidas administrativas para o enfretamento das consequências resultantes da paralisação do transporte rodoviário de cargas.

Sendo assim, as atividades do Poder Executivo estão suspensas por tempo indeterminado, a partir desta terça-feira, 29/05. Não haverá expediente na Prefeitura, assim como também não haverá aula nas escolas municipais.

Conforme o Decreto, serão priorizadas as ações relativas às áreas de saúde, fornecimento de medicamentos, insumos médicos hospitalares, transporte de pacientes e coleta de lixo urbano.

Na Prefeitura, vai funcionar apenas o Departamento de Arrecadação.

Ao final desta situação de emergência, este Decreto será revogado e serão tomadas as medidas necessárias para que tudo volte à normalidade.

Por ora, agradecemos a compreensão de todos e pedimos desculpas pelos transtornos.

Assim que a situação se normalizar, as obras que pararam ou que tiveram atraso, em razão da paralisação nas estradas, serão retomadas e concluídas, assim como as demais atividades do Executivo.

São Domingos/GO: Prefeitura notifica vereador por comercializar carne bovina sem alvará




A prefeitura municipal de São Domingos, no nordeste goiano, notificou o vereador Odair José por comercializar carne bovina sem alvará de funcionamento e exigências de higiene.

De acordo com o prefeito Cleiton Martins, a notificação inclui ainda resíduos de cozinha jogados em frente à residência do vereador, que estaria causando mau odor. Ainda segundo o prefeito, a notificação ocorreu após várias reclamações de moradores e pais de alunos que estudam no colégio estadual do povoado de São Vicente.

“No ano passado após varias reclamações e denúncias foi preciso intervenção do poder municipal para evitar um acidente com um carneiro sendo criado pelo vereador Odair José no povoado São Vicente, o carneiro investiam nas pessoas causado pânico” Afirmou o prefeito.

“Como que um representante do povo não pode ter o mínimo de bom censo com a comunidade que vive e convive com as pessoas. Esse é o vereador que defende uma sociedade? Fica a indignação da comunidade e alunos do povoado São Vicente”, disse Cleiton Martins.

Procurado, Odair José disse que o prefeito usa o órgão para tentar calar o vereador e que logo se manifestaria sobre o caso.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros fecha para visitação devido ao protesto dos caminhoneiros



Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, localizado no norte de Goiás, anunciou que vai fechar as portas para visitação a partir de quarta-feira (30) devido ao protesto dos caminhoneiros. Segundo o chefe do parque, Fernando Tatagiba, os postos das cidades que norteiam a reserva estão sem combustível, o que impede não só a circulação de turistas, mas também os servidores de irem trabalhar.

No total, o parque possui cerca de 30 servidores. Destes, os analistas ambientais fazem o que é possível de casa. No parque, serão mantidos apenas a equipe de oito brigadistas para atuar em casos de emergência, como incêndios e invasões.

"Infelizmente tivemos que tomar essa atitude porque os postos nos arredores estão sem combustível. Pelo que levantamos, todos estão zerados. Os funcionários não podem vir e não temos condições, desta forma, de manter a operação para visitação", disse Tatagiba.

O parque compreende cinco cidades: Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e São João D'Aliança.

Por conta da falta de combustível, o chefe do parque disse que o turismo foi fortemente afetado. "Estamos em contato permanente com guias turísticos e donos de pousadas. O que foi nos passados é que nos últimos dias houve um grade número de cancelamentos de reservas", afirma.

Tatagiba explica que somente o parque está fechado para a visitação. Outros pontos turísticos da região, como o Vale da Lua e algumas cachoeiras estão abertas.

O parque recebe cerca de 5 mil pessoas por mês. Esse número aumenta nos feriados e em julho, chega a 12 mil. Por isso, o intuito é reabrir o local o quanto antes.

"Queremos reabrir a visitação o mais rápido possível, mas dependemos da paralisação. Tão logo o fornecimento de combustível se normalize, isso será feito", pontua.

Fonte: G1

Instalado Ecoponto da ENEL em Posse/GO



Os primeiros três ecopontos do Ecoenel foram instalados no município de Posse, na região Nordeste do Estado. Goiânia é a segunda cidade a receber um ecoponto e a previsão é de que, até o final de 2018, outros seis pontos sejam instalados em Goiás.

Além de conceder descontos na conta de energia, o Ecoenel contribui para a preservação do meio ambiente na medida em que garante a destinação correta de materiais recicláveis.

O programa é desenvolvido há 11 anos pela Enel no Ceará e no Rio de Janeiro, por meio das distribuidoras de energia Enel Distribuição Ceará e Enel Distribuição Rio. Durante esse período, cerca de 77 mil toneladas de resíduos já foram trocadas por aproximadamente R$ 5 milhões em bônus na conta de 610 mil clientes. Nos primeiros três meses de programa na Enel Distribuição Goiás, o Ecoenel já trocou mais de 17 toneladas de lixo reciclável por descontos na conta de 450 pessoas.

Para a diretora de Sustentabilidade da Enel no Brasil, Márcia Massotti, o programa se tornou referência e um modelo a ser multiplicado. “O Ecoenel não é um simples programa de desconto na conta de energia. Ele garante a destinação adequada dos resíduos recicláveis, ajuda no pagamento da conta de energia de muitas famílias e ainda contribui com as melhores práticas ambientais e sociais em prol de toda a sociedade”, reforça a diretora.

Como participar

Qualquer cliente, pessoa física ou jurídica, pode participar do programa. Para se cadastrar, basta ir a um ecoponto com a conta de energia e definir o número da unidade consumidora que receberá os bônus. Em seguida, o cliente recebe o cartão do Ecoenel, que funciona como cadastro no programa. Depois disso, basta levar os resíduos previamente separados por tipo, como papel, latas e garrafas PET. Os resíduos são pesados e o valor em bônus é creditado na conta de energia. Cada resíduo tem seu valor em quilo, unidade ou litro. Caso o valor da bonificação seja superior ao total da conta, o excedente é creditado automaticamente na fatura seguinte.

Os clientes podem acompanhar o impacto ambiental positivo do programa por meio do aplicativo Ecoenel - disponível nas plataformas Android e IOS -, que permite visualizar o histórico de coletas, os valores dos bônus, os ecopontos mais próximos e a tabela de preços dos resíduos recebidos em cada posto de coleta.

Dentro da lógica da bonificação na conta de energia elétrica, os clientes também podem doar seus bônus para qualquer outra unidade consumidora, seja de pessoa física, empresa, instituição ou projetos sociais. Basta informar no momento do cadastro o número da unidade consumidora para a qual os bônus serão destinados.

Resíduos que podem ser reciclados com o projeto

·         Papel e papelão;

·         Garrafas PET;

·         Latinhas de alumínio;

·         Embalagens de plástico.

Fonte: Diário de Goiás

Iporá e Posse/GO: Encontros Regionais suspensos



O TCMGO comunica aos jurisdicionados e ao público em geral que os Encontros Regionais de Iporá e Posse foram suspensos.

Os eventos de Iporá e Posse estavam programados para os dias 29 de maio e 5 de junho, respectivamente.

A razão da suspensão é o cenário atual de falta de abastecimento de combustíveis em Goiás e em todo o País.

Tão logo a situação seja normalizada, os referidos eventos serão remarcados e as novas datas serão amplamente divulgadas.

O TCMGO agradece a todos pela compreensão.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Impactar vidas: uma transformação necessária




Por Giovanni Santos,

Localizado no coração do Brasil, o Estado de Goiás é uma terra de oportunidades. Recentemente o governo goiano e a Federação das Indústrias do Estado de Goiás divulgaram os avanços da economia.

O balanço mostra que o setor industrial agregou mais de 103 mil empresas ativas e unidades industriais em todas as regiões do Estado, e isso representa mais de 25% do Produto Interno Bruto. A pesquisa também revelou que nos últimos seis meses, os novos investimentos anunciados pelo setor privado somam R$ 1 bilhão e meio, com geração de 43 mil empregos diretos e 10 mil indiretos.

As contratações deverão aumentar ainda mais. A assinatura de 20 protocolos de intenções com empresários e com o governo estadual para desenvolver as atividades em Goiás realizada no mês de maio, visa receber um aporte de R$ 698,5 milhões. Esse incentivo deve gerar mais de 1.736 empregos diretos.

Além disso, Goiás sedia o segundo maior polo de produção farmacêutica de medicamentos genéricos do país e se tornou polo nacional da indústria automotiva. Na produção mineral, ocupa a terceira posição nacional, com sete polos minerais distribuídos pelo Estado.

Toda essa pujança econômica, também aponta uma necessidade de preparar empresários, gestores e líderes para gerir equipes, obter resultados, aumentar a eficiência e produtividade, isso porque o ambiente corporativo somado à rotina frenética nossa de cada dia exige desenvolver a inteligência emocional dos profissionais.

Essa demanda para a capacitação não é peculiar apenas ao Estado de Goiás, mas em todo o Brasil. A inteligência emocional é a mola propulsora dentro do universo do Coaching, que a cada ano ganha novos adeptos no país e no mundo por ser uma ferramenta muito poderosa, e fazer a diferença em qualquer empresa e na vida de qualquer pessoa.

O Coaching é uma metodologia que reúne conhecimentos, ferramentas e técnicas de diversas ciências e áreas do conhecimento. Visa ao desenvolvimento e gerenciamento do comportamento humano, e tem como objetivo levar o indivíduo ao estado desejado por meio de mudanças e transformações com foco no aumento da performance e aceleração de resultado.

O resultado dessa transformação na vida de uma pessoa, reflete não apenas em uma área, mas em todas as áreas da vida, depende ainda do equilíbrio das emoções. Afinal, inteligência emocional é ter liderança, ousadia, empatia e autocontrole.

Empresas que utilizam técnicas do Coaching apresentam resultados extraordinários em um curto espaço de tempo. São marcas que prosperam na contramão de um país em recessão, isso porque o Coaching promove foco. Sabe-se que onde se foca, expande-se. Ou seja, manter o foco certo, com a atitude certa.

O Coaching também fomenta autoconsciência. A pessoa percebe as decisões que está tomando e as razões dos resultados de suas decisões. O Coaching também promove autorresponsabilidade, pois toda pessoa é responsável pela sua própria vida e pelos resultados que alcança em todas as áreas.

Já o Coaching como ferramenta de alta performance evita a procrastinação, elimina a autossabotagem e aumenta o nível de maturidade emocional. Permitindo também que a pessoa busque os recursos necessários (dentro ou fora dela), para que possa chegar ao seu objetivo.

Dentro desse universo de transformação, não só das empresas, mas de pessoas, que a Febracis está inserida. A maior instituição de Coaching das Américas, a Febracis já impactou mais de 20 milhões de pessoas direta e indiretamente em três continentes. A empresa é destaque no mercado por transformar vidas por meio do Coaching Integral Sistêmico (CIS), um processo que leva o aluno (coachee) a um estilo de vida abundante.

Ao longo dos anos, a marca se consagrou pelo emprego da metodologia do Coaching Integral Sistêmico, idealizada por Paulo Vieira, PhD em Coaching pela Flórida Cristhian University. Essa técnica integra dois hemisférios do cérebro: o lado direito (emocional) e o lado esquerdo (racional).

Consciente de que o Estado de Goiás vive nos dias de hoje uma perspectiva promissora, de gerar mais emprego e mais renda, porém, sabe-se que a essência do sucesso é preparação e que as empresas são feitas de pessoas. E é nesse clima de incentivo em um Estado empreendedor que a Febracis iniciará em Goiânia a terceira do Curso Formação em Coaching Integral Sistêmico em 2018, serão dois módulos nos meses de maio e junho. No Brasil, é a única capacitação certificada pela universidade americana Florida Christian University.

O programa é direcionado para quem quer investir em si mesmo e obter excelência na realização de suas metas e objetivos. O Coaching permite que o cliente desenvolva habilidades e alcance objetivos, explorando o máximo de seu potencial criativo, intelectual e emocional, promovendo grandes mudanças tanto na área pessoal quanto na profissional.

A música sertaneja diz que “quando eu quero mais, eu vou pro Goiás”. Que a transformação comece pelas pessoas, pelas empresas e pela nação.

Giovanni Santos é diretor-executivo da Febracis Brasília e Goiânia. É bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Christus e Master Coach e Master Trainer Internacional em Coaching pela Febracis. Contato: giovanni@febracis.com.br

Distrito do Rosário vai ganhar posto avançado da Polícia Rodoviária Federal



A informação foi dada ao assessor da secretaria de assuntos federativos da presidência da república, Sigi Vilares, que esteve no gabinete do deputado Antônio l Imbassahy (PSDB) solicitando redutores de velocidade para duas rodovias da região oeste.

Na ocasião, Sigi Vilares mostrou ao deputado uma matéria feita em três pontos de alto índice de acidentes nas BR's 242 e 020.

Durante a conversa foi discutida a necessidade de mais um posto da polícia rodoviária federal para a região oeste

O deputado Imbassahy se mostrou solidário a solicitação e de imediato ligou para o superintendente da PRF, Renato Dias, que atendeu a solicitação, garantindo para os próximos meses a instalação de um avançado posto da polícia rodoviária federal que irá ser construído na BR-020, na altura do distrito do Rosário, no município de Correntina.

"O único posto da PRF que há naquela região é em Ibotirama e Barreiras. Quando acontece acidentes na BR-020, entre Roda Velha e Rosário, a PRF tem que sair de Barreiras para atender essa ocorrência. Agora com a PRF tendo um posto avançado no Rosário as coisas mudam. Sem dizer que tem o fator segurança. Será mais segurança para quem trafega pela 020. Isso vai diminuir o número de assaltos e até de acidentes, por que onde tem um posto da PRF tem mais fiscalização", disse Imbassahy.

Na visita que Sigi Vilares fez ao deputado Antônio Imbassahy, ele estava acompanhado do empresário Jader Marabá, do agricultor Odacil Ranzi e do presidente da Cooperfarms, Marcelo Kappes.

Fonte: Blog do Sigi Vilares.

Morre ex-prefeito de São Domingos/GO, Alfredo Fernandes



Morreu neste final de semana o ex-prefeito de São Domingos, no nordeste goiano, Alfredo Fernandes Neto. Ele tinha problemas de saúde.

Alfredo foi três vezes prefeito do município de São Domingos, e deixou um grande legado de infraestrutura e administração.

O velório aconteceu na sede da prefeitura municipal de São Domingos.

Abaixo um vídeo da época em que Alfredo Fernandes era prefeito, na qual aparece sendo entrevistado na usina hidrelétrica de São Domingos;



Onça é vista no quintal de casa em Alvorada do Norte/GO



Na manhã desta segunda-feira (28), uma onça parda foi encontrada no quintal de uma casa do bairro Alvoradinha, em Alvorada do Norte, Região Nordeste de Goiás.

Os moradores da residência acionaram o Corpo de Bombeiros, mas o animal fugiu por um matagal antes de ser capturado.

Um vídeo do local onde o felino foi visto está circulando na internet. "Em Alvoradinha o povo cria onça no quintal de casa", brinca uma pessoa durante a filmagem.

Apesar da situação inusitada, ninguém ficou ferido. Assista ao vídeo:



Fonte: O Popular

Álcool e gasolina acabam em postos de São Domingos e Divinópolis de Goiás



Com a alta procura e a falta de abastecimento, o estoque de gasolina e o etanol acabaram nos postos de combustível de São Domingos e Divinópolis de Goiás.

A situação é reflexo da greve dos caminhoneiros que entrou nesta segunda-feira (28), no oitavo dia.

O desabastecimento também afeta vários outros municípios do nordeste goiano.

Os postos das cidades de São Domingos e Divinópolis tem apenas diesel disponível.

Além da falta de combustível, o gás de cozinha também já está em falta em cidades do nordeste goiano. Tem estabelecimento vendendo o gás a R$ 120,00.

O presidente Michel Temer anunciou a redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias, o estabelecimento de uma tabela mínima dos fretes e a isenção da cobrança de pedágio para eixo suspenso de caminhões vazios, em rodovias federais, estaduais e municipais.

O ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) disse não haver previsão de quando a paralisação dos caminhoneiros irá acabar, porque não há uma liderança única do movimento. "São vários líderes. Ouvimos vários desses líderes e, do que ouvimos, elaboramos essa pauta que nós entendemos que atende aos pleitos dos caminheiros e fomos ao máximo do que o governo poderia ceder", disse.

Governo de Goiás decreta recesso na rede pública de ensino



O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), divulgou nesta segunda-feira (28), uma portaria decretando recesso nas escolas da rede estadual de ensino a partir de terça-feira (29). A decisão foi tomada pelo governador José Eliton, após ouvir o secretário Marcos das Neves, e tem o objetivo de garantir a todos os alunos o direito de acesso ao ensino.

Nos últimos dias a paralisação do transporte rodoviário prejudicou o sistema do transporte escolar, uma vez que falta combustível para abastecer os ônibus que levam boa parte dos alunos às escolas. Também afetou diretamente o deslocamento de alguns professores para regiões de difícil acesso.

Diante da paralisação, o recesso surgiu como alternativa viável de proteger os alunos que estão sem condições de comparecer às aulas. A decisão do Governo de Goiás ganhou ainda mais força depois que as manifestações pelas rodovias entraram no 8º dia. A continuidade da paralisação tende a aumentar o número de ônibus escolares desabastecidos, prejudicando um número ainda maior de estudantes. Para evitar o agravamento da situação, optou-se pela publicação da portaria.

Desde a última sexta-feira, 25/5, a paralisação afetou a rotina de 311 escolas espalhadas por 17 municípios: Campos Belos (16), Catalão (8), Cidade de Goiás (14), Inhumas (28), Itaberaí (13), Itapaci (21), Itapuranga (15), Itumbiara (23), Jussara (24), Morrinhos (17), Piracanjuba (22), Piranhas (20), Pires do Rio (21), Planaltina de Goiás (18), Santa Helena de Goiás (15), São Luís de Montes Belos (23) e São Miguel do Araguaia (13).

O mau funcionamento do sistema de transporte escolar, causado pela falta de combustível, gerou ainda mais prejuízos nesta segunda-feira. Além das escolas já citadas, outras 141 unidades escolares precisaram paralisar as aulas de hoje pela ausência de grande parte dos alunos matriculados. São elas: Águas Lindas (25), Jataí (24), Novo Gama (26), Palmeiras de Goiás (01), São Miguel do Araguaia (02), Rio Verde (24), Faina (03), Aruanã (02), Iporá (25) e Caldas Novas (09).

A alternativa de recesso permite à Seduce reorganizar o calendário escolar. Desta forma, as aulas suspensas por causa da paralisação não serão perdidas. Ou seja: haverá reposição plena, cumprindo o ano letivo estabelecido pelo Ministério da Educação, que este ano prevê 200 dias de aula. As datas para reposição serão definidas pela Seduce, em parceria com as Coordenações Regionais de Educação, Cultura e Esporte (Creces), respeitando a agenda de cada região e adaptando tais dias às necessidades dos alunos, de forma que todos possam participar.

Nesta semana ocorre, ainda, um recesso em 139 escolas de Goiânia. Nesse caso, trata-se de uma medida já prevista no calendário escolar, e que não tem nenhuma relação com a paralisação do transporte rodoviário. O recesso nessa região está dentro do cronograma do ano letivo de 2018 e não causará nenhum prejuízo aos alunos, uma vez que a reposição foi antecipadamente programada.

*Informações da Assessoria de Imprensa

Dois meses após escândalo em Formosa/GO, papa Francisco se pronuncia indiretamente “É escandaloso administrar a Igreja como se fossem bens pessoais”



Dois meses após um escândalo em Formosa que envolveu o nome da Igreja Católica, a maior autoridade da religião, o papa Francisco se pronuncia indiretamente sobre o tema. À época o Ministério Público de Goiás desencadeou uma operação para prender o bispo, o juiz eclesiástico, mais sete religiosos e dois empresários. Todos eram acusados de desvios que superam R$ 2 milhões dos cofres da Diocese de Formosa.

“Quem crê não pode falar de pobreza e viver como um faraó,” observou. “É escandaloso administrar os bens da Igreja como se fossem bens pessoais. Me faz mal ouvir que um eclesiástico se deixou manipular administrando os trocados da ‘viúva’ (doações)”. As preocupações expostas pelo Papa Francisco foram ditas aos bispos italianos, na 71ª Assembleia Geral da Conferência Episcopal Italiana (CEI).

O Santo Padre também abordou sobre transparência com gastos dos dinheiros da igreja, de modo a evitar que despesas pessoais sejam custeadas com recursos da Santa Sé. “Conheço um de vocês que jamais convida alguém para o jantar utilizando o dinheiro da diocese, mas paga do próprio bolso. São pequenos gestos, mas são importantes.”

O papa também abordou sobre a diminuição de algumas dioceses (são as divisões de território, em que as igrejas daquela região são administradas por bispos). “Conheço um de vocês que jamais convida alguém para o jantar utilizando o dinheiro da diocese, mas paga do próprio bolso. São pequenos gestos, mas são importantes.”

OPERAÇÃO CAIFÁS

A operação, batizada de Caifás, foi deflagrada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), em Formosa, Posse e Planaltina, com objetivo de desarticular uma associação criminosa que desviava recursos da cúria, administração central, da Diocese de Formosa e de algumas paróquias ligadas a ela.

À época, dos 13 mandados de prisão requeridos, nove foram autorizados, os quais somam-se aos 10 mandados de busca apreensão executados. Segundo informações da assessoria de imprensa do MP, nas residências inspecionadas, foram apreendidos dinheiro em espécie, joias e relógios entre outros objetos de valor, os quais seriam frutos das condutas criminosas.

No dia 17 de abril, o bispo de Formosa Dom José Ronaldo Ribeiro teve alvará de soltura expedido após decisão unânime da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), que realizou nova análise do processo seguindo orientação do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A decisão do colegiado foi comunicada pela relatora do processo, desembargadora Carmecy de Oliveira.


Fonte: Mais Goiás