terça-feira, 8 de maio de 2018

Assaltantes explodem três agências bancárias e uma dos Correios, roubam joalheria e incendeiam caminhonete no interior de Goiás




Um grupo de assaltantes fortemente armados explodiu três agências bancárias, uma agência dos Correios, roubou uma joalheria e incendiou uma caminhonete, nesta terça-feira (8), em Ipameri, na região sudeste de Goiás. Moradores da cidade registraram dezenas de tiros por cerca de 40 minutos.

A Polícia Militar informou à TV Anhanguera que os criminosos estavam em vários carros, armados com fuzil. Equipes do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer), do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Comando de Operação de Divisas (COD) estão a caminho da cidade para reforçar o policiamento.

Conforme o Corpo de Bombeiros, apesar da violência dos assaltantes, não foi registrada nenhuma ocorrência com feridos.

O caso ocorreu por volta das 1h30 desta terça-feira. Conforme a PM, a ação durou cerca de 1h. Os criminosos explodiram as três agências bancárias da cidade, da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e do Itaú Unibanco, além de uma agência dos Correios, e roubaram joias e relógios de uma joalheria de Ipameri.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e apagou as chamas das agências bancárias atingidas pelos criminosos.

Na fuga, os assaltantes incendiaram uma caminhonete, bloqueando o tráfego na GO-330, rodovia que dá acesso a Goiânia. O fogo foi controlado por pessoas que passavam pela rodovia. Segundo moradores, o grupo ainda jogou pregos e objetos perfurantes ao longo da rodovia, para dificultar a perseguição dos policiais.

Moradores disseram que mais de 10 criminosos participaram da ação. No entanto, segundo a PM, até as 7h25 não havia a informação exata de quantos assaltantes haviam participado dos crimes.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que equipes do Grupo Antirroubo a Banco (GAB) estão na cidade em diligências.

Locais fechados

A assessoria de imprensa dos Correios informou em nota que não haverá atendimento ao público na agência da cidade nesta terça-feira. Segundo o comunicado, "não foram levados valores da empresa" e que o "prédio está isolado para perícia". A empresa disse ainda que está "fornecendo à polícia todas as informações úteis à investigação do caso e estão sempre à disposição da sociedade para os esclarecimentos necessários".

"Somente após o laudo da equipe de engenharia, que irá verificar os danos à estrutura do imóvel, será possível fornecer uma previsão de quando a unidade poderá ser reaberta. Por enquanto, a empresa está providenciado um novo local que será adaptado para que a agência funcione provisoriamente. O prédio também abriga a unidade de distribuição. Por isso, a empresa criou uma força-tarefa, que já está se deslocando de Goiânia para o município, e irá tomar as providências necessárias para que não haja prejuízos à distribuição de objetos na cidade", diz a nota.

Em nota, o Itaú Unibanco disse lamentar o ocorrido, "pois ações de vandalismo prejudicam a população" e informou que está apoiando as autoridades responsáveis na apuração do caso.

"A agência está fechada e os clientes estão sendo direcionados para agências do município de Catalão, mas também poderão realizar transações por meio do telefone, internet banking e aplicativos", afirma o comunicado.

A Caixa Econômica Federal esclareceu, também em nota, "que as informações sobre eventos criminosos em suas unidades são repassadas exclusivamente às autoridades policiais" e que a Caixa "está contribuindo com as investigações da polícia".

O banco informou também que a agência Ipameri está atualmente fechada para manutenção e os clientes poderão ser atendidos nas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui da região.

A reportagem também entrou em contato às 8h05, por e-mail, com a assessoria de imprensa do Banco do Brasil, e aguarda um posicionamento da instituição sobre os crimes e sobre como ocorrerá o atendimento aos clientes da cidade nesta terça-feira.




Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário