domingo, 13 de maio de 2018

Estrada Parque: Estrada do Ecoturismo em Terra Ronca



Aliando turismo e preservação ambiental, é nesse sentido que o Governo do Estado de Goiás priorizou a pavimentação rural da GO-453 Estrada Parque, a estrada do Ecoturismo que levará você rumo ao Parque Estadual de Terra Ronca no Município de São Domingos.

O investimento de cerca de R$ 63 milhões, de um trecho de 30 quilômetros de estrada, ligando Posse à cidade de Guarani de Goiás em sua primeira etapa, deverá beneficiar mais de 300 famílias moradoras do meio rural e impulsionará também a agricultura familiar e a criação de oportunidades de emprego e geração de renda.

Nesta empreitada, vale ressaltar que o asfaltamento é uma velha reivindicação de políticos da região, dos moradores e também do Instituto Sócio Ambiental da Universidade Federal de Goiás - UFG, que às vésperas da Copa do Mundo em 2014 no Brasil, com uma comitiva de vários profissionais em caráter oficial visitaram Posse.

O objetivo era de mapear o que o Nordeste Goiano tem de melhor na divulgação e promoção do Ecoturismo: rios; montanhas; trilhas; cavernas; pousadas e comunidades quilombolas.

Na ocasião, algumas recomendações foram feitas para que o Poder Público sinalizasse às vias de entrada da cidade, instalasse um stand de recepção aos turistas com um ou mais atendente bilíngue, manutenção e pavimentação das estradas de acesso aos pontos pontos turísticos e, que os empresários do ramo hoteleiro se readequassem à nova realidade.

A intenção era que as delegações durante estadia em Brasília, pudessem conhecer nossas paisagens entre um jogo e outro, especialmente às atrações não tão visíveis que estão embaixo da terra.

O lugar considerado um paraíso pelos mais renomados paleontólogos do planeta é, um dos 100 lugares mais lindos do mundo para se visitar, conforme descreveu um fotógrafo, jornalista e globetrotter com mais de 80 países em seu currículo, de acordo com artigo da "REVISTA VIAGEM E TURISMO".

"As maiores cavernas do país, impressionam pela beleza das formações de suas entradas, pelos raios de luz que incidem em claraboias e pelos rios de água potável que as atravessam, com destaque para Angélica, a maior delas com 14 quilômetros de galerias com seus rios interiores. Sem sombra de dúvida de que a alma do parque é suas cavernas que seduzem seus visitantes".

Com a palavra, os moradores beneficiados das Fazendas: Marmelada; Boas Tardes; Paraná, Assentados do Jatobá, Povoado Claretiana e Guarani. Nesse percurso, os cidadãos são testemunhas oculares das obras que se realizam: Terraplanagem; drenagem; Ponte em concreto armado, rebaixamento da serra para receber a pavimentação asfáltica.

Com a conclusão da obra, os condutores de veículos motorizados, ciclistas e pedestres se sentirão mais seguros com a inclusão de uma ciclovia. Falta agora o seguimento mais extenso de 40 quilômetros, que ligará à cidade de Guarani à Terra Ronca, que se encontra em fase de licitação.

Depois de tantas polêmicas, fui em loco confirmar de perto às ações que a obra de pavimentação vem causando.

No Povoado da Claretiana, os cidadãos ao serem abordados por essa reportagem se mostraram satisfeitos a exemplo do comerciante Sérgio Reis Pereira Rosa. Morador há mais de 12 anos na região, disse:

“O asfaltamento da estrada vai beneficiar diretamente à todos, o transporte escolar, veículos de emergência, o deslocamento dos pequenos agricultores até a feira aos domingos e também aumentará o fluxo de turistas e moradores da região em busca de tranquilidade e paz, proporcionado pelo Rio Água Quente aqui na Claretiana, alavancando o nosso empreendimento às margens do rio".

Referindo-se ao Bar do Barack de propriedade de seu pai José Pereira Rosa.

O Vereador Walmir Botelho, que ali tem residência fixa, se emocionou ao relembrar que a pavimentação asfáltica é um sonho e reivindicação de anos do seu saudoso Tio Clarismino Ribeiro (Seu Doca), quando Vice-prefeito em 1982 na Gestão de José Eliton de Figuerêdo (Dr.Eltim) em ambos desbravaram a estrada com o propósito de beneficiar os moradores e pequenos agricultores.

" Graças à Deus que o Governo do Estado teve a iniciativa de pavimentar essa estrada ao priorizar o meio rural ao contrário de muitos que aqui passaram e nada fizeram pela comunidade. E hoje só temos que agradecer". Afirmou o parlamentar.

Como diz o velho jargão:

"Se todas às estradas levam à Roma", por que duas estradas em pontos distintos não podem levar à Guarani, onde somente uma terá acesso ao parque? Ficando a conclusão de que contra fatos não há o que se discutir.

Fonte: Revista Viagem e Turismo/ Texto: Ivan Carlos Brasileiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário