quinta-feira, 21 de junho de 2018

Ação e Cidadania em Flores de Goiás entrega títulos e contratos de crédito




Cerca de 2 mil pessoas participaram, dia 16 de junho, do ato de encerramento do Programa Ação e Cidadania no município de Flores de Goiás, a 235 quilômetros de Brasília.

Durante a cerimônia foram entregues cerca de 600 documentos entre Contratos de Concessão de Uso (CCU), Títulos Definitivos e Contratos de Crédito. Flores de Goiás possui 2.624 famílias em 20 assentamentos da reforma agrária.

O agricultor Francisco Vidal da Costa tinha 47 anos quando iniciou a luta por um pedaço de terra para plantar e sustentar a família em Flores de Goiás. Hoje, quase 20 anos depois, Francisco tem dificuldade em conter a alegria ao receber o Contrato de Concessão de Uso (CCU). “Agora eu tenho um endereço” comemora o assentado.

Mamede Lima (48) também não escondia a alegria ao finalmente conseguir o seu CCU. Ele cultiva milho, mandioca e cria algumas cabeças de gado em um lote no assentamento Gameleira e agora quer prosperar. “Com esse documento vou buscar crédito e aumentar minha produção”.

Recorde

Para garantir a regularização de cadastro, expedição de documentos, emissão de contratos e outros serviços, a Superintendência do Incra no Distrito Federal e Entorno (Incra/DFE) bateu o recorde em número de solicitações atendidas em uma única edição do programa Ação e Cidadania. Conforme o balanço final, divulgado na sexta-feira (15), em pouco mais de 40 dias de trabalho os 30 servidores, deslocados pelo Incra para o município, atenderam 13.165 solicitações.

Nos 40 dias foram mais de 2.600 atualizações cadastrais; 929 entregas de Contrato de Concessão de Uso; 940 supervisões ocupacionais e cerca de 300 contratos de crédito para investimento em atividades produtivas, que vão injetar R$ 1 milhão na economia do município, além de outros serviços oferecidos aos agricultores.

O superintendente regional do Incra/DFE, Igor Lelis, comemorou os números durante o ato de encerramento do programa. Ele agradeceu a prefeitura pela parceria e destacou que o instituto está “fazendo acontecer” ao levar até o assentado os serviços que ele necessita. “Vamos seguir aprimorando nosso trabalho e melhorando o serviço que oferecemos aos agricultores assentados”, disse. O superintendente também agradeceu o empenho e a dedicação dos servidores.

Título

O resultado positivo do trabalho da autarquia em Flores de Goiás estava nos olhos da agricultora Maria da Conceição Silva. Com o título definitivo do lote no assentamento Macacão, ela comemorava. “Agora posso dizer que tenho um pedaço de terra”. O objetivo agora é ampliar a produção do lote por meio de linhas de crédito voltadas aos agricultores familiares.

A agricultora Simara Ferreira dos Santos também recebeu o título definitivo de sua terra. Mãe de três filhos, ela trabalha em um lote no Assentamento Bom Jesus. “Para muitos esse título é só um pedaço de papel, para mim é a realização de um sonho”, disse orgulhosa.

Coordenação

O coordenador-geral de Educação do Campo e Cidadania do Incra, Iradel Freitas da Costa, destacou a importância das ações desenvolvidas pela autarquia. Segundo ele, havia assentados que aguardavam há mais de 15 anos por serviços do Incra, como a emissão de títulos definitivos. “Estamos atendendo estas demandas sem que o agricultor precise sair do seu município”, disse.

Iradel também lembrou da importância da parceria com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead). “O Termo de Execução Descentralizada (TED), que assinamos com a Sead, assegurou a incorporação de uma unidade móvel de atendimento ao projeto, beneficiando ainda mais nossos assentados”, disse.

Assessoria de Comunicação Social do Incra/DF e Entorno


Nenhum comentário:

Postar um comentário