quarta-feira, 25 de julho de 2018

Mais de 40 ações na justiça contra a Operadora Vivo, em São Domingos/GO



Mais de 40 ações foram protocoladas na justiça de São Domingos, no nordeste goiano, contra a operadora de telefonia Vivo. As reclamações são questionando a qualidade do sinal oferecido pela operadora na cidade.

Também foi realizado uma denúncia e aberto um processo administrativo no Procon – Goiás, onde a Operadora Vivo pode ser multada em até R$ 6 milhões.

Os reclamantes alegam a péssima qualidade do sinal oferecido pela Vivo, ligações não são concluídas, telefone fica sem serviço e a internet não funciona. São raros os pontos na cidade em que se consegue efetuar ligações.

“São 44 ações protocoladas na comarca de São Domingos, e este numero está crescendo diariamente. Todos os dias novas pessoas me procuram”, relata o advogado Pedro Celestino Chaves.

É importante ressaltar que serviços de telefonia móvel possuem relevância significativa para a economia e para as relações sociais no cotidiano da população brasileira, caracterizando-se como essenciais.

As reclamações são antigas, em 2014 a juíza Simone Pedra Reis proibiu a Vivo de habilitar novas linhas no estado, em uma ação proposta pelos promotores Diego Braga, Paulo Brondi e Douglas Chegury.

Na época, a ação civil contra a operadora Vivo foi proposta em razão das reivindicações da população da região Nordeste de Goiás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário