quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Baldy garante R$ 50 milhões em Cartão Reforma para quase 9 mil novas famílias goianas. Município de Posse/GO foi selecionado



Milhares de famílias goianas já podem comemorar o sonho da casa reformada. Responsável pelo comando do Ministério das Cidades e um incansável lutador pelas causas dos goianos e brasileiros, Alexandre Baldy garante R$ 50 milhões em Cartão Reforma para 8,6 mil novas famílias goianas.

A seleção final das propostas foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). Os recursos beneficiarão 8,6 mil novas famílias goianas de 51 municípios do estado.

O Programa Cartão Reforma permite a famílias com renda de até R$ 2,8 mil que reformem suas casas e que vivam com mais conforto e dignidade.

“É meu compromisso com os brasileiros e goianos garantir moradia digna a todos, melhorando a qualidade de vida de cada cidadão, de cada pai e de cada mãe de família. Assim como a moradia, o Cartão Reforma é extremamente importante. Porque ele oportuniza as famílias a rebocarem a casa, a construírem um bom banheiro, um novo cômodo ou por uma bela pintura na parede”, afirma o ministro Baldy.

A expectativa é de que, em 40 dias, o Ministério das Cidades assine os contratos com a Caixa Econômica Federal. Em seguida, os recursos serão enviados às Prefeituras, que os repassarão às 8,6 mil famílias beneficiadas.

Neste processo, foram selecionadas propostas dos municípios de Americano do Brasil, Anápolis, Anicuns, Araçu, Buriti de Goiás, Caçu, Caldas Novas, Campos Verdes, Castelândia, Cezarina, Cidade Ocidental, Cidade de Goiás, Cocalzinho, Corumbaíba, Cristalina, Cumari, Doverlândia, Edealina, Gameleira de Goiás, Goianápolis, Goiânia, Gouvelândia, Guaraíta, Heitoraí, Hidrolândia, Itaguari, Itajá, Itapaci, Jataí, Joviânia, Luziânia, Matrinchã, Morro Agudo, Nazário, Orizona, Paranaiguara, Pilar de Goiás, Piracanjuba, Porteirão, Posse, Rianápolis, Sanclerlândia, Santa Bárbara, Santa Fé, Santa Helena, São Francisco, São João D’Aliança, São João da Paraúna, São Luís de Montes Belos, Trindade e Valparaíso.

Fonte: jornal Hora Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário