segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Ascensão e queda de Alex Santa Cruz



Agosto de 2016, véspera para encerrar o prazo de registro de candidatura, Alex Santa Cruz registra sua candidatura a prefeito de Divinópolis de Goiás pelo PPS, surpreendendo a oposição e a base governista. Mesmo largando atrás, Alex via grandes possibilidades de chegar forte a disputa graças aos problemas dos outros candidatos na justiça eleitoral.

Na época, dos 5 candidatos a prefeito, Alex Santa Cruz era o único em situação regular. Com o passar dos dias, Alex Santa Cruz recebeu o apoio da base aliada que teve seu candidato indeferido. Começava a ascensão de Alex Santa Cruz e a busca pelo cargo de gestor do município de Divinópolis de Goiás.

Alex Santa Cruz venceu a disputa contra Silvio Abreu (PSDB), na eleição mais acirrada da história do município, com apenas 20 votos de diferença. Alex precisou apenas de uma semana de campanha para derrotar seu adversário.

Enquanto Alex Santa Cruz articulava a equipe de governo, o Ministério Público se municiava de provas para cassar o prefeito eleito antes de assumir o cargo.

No inicio de dezembro daquele ano, faltando ainda quase um mês para Alex Santa Cruz assumir a prefeitura de Divinópolis de Goiás, ele e o vice tiveram o registro cassado pelo juiz da 47ª Zona Eleitoral.

Dia 19 de dezembro, faltando 12 dias para a posse, Alex Santa Cruz consegue uma liminar e é diplomado, posteriormente no dia primeiro de janeiro, Alex toma posse como prefeito de Divinópolis de Goiás. O sonho estava realizado, agora era colocar os projetos em prática.

A equipe montada por Alex foi praticamente a mesma do governo anterior, mudou apenas algumas peças. Apesar de ser o prefeito, Alex sofria resistência de membros do seu próprio governo.

Em 2017, Alex sofreu mais um duro golpe, a corte do Tribunal Eleitoral de Goiás confirmou sua cassação. Apesar da pressão, Alex conseguiu permanecer no cargo.

O governo de Alex foi de altos e baixos, fez uma boa gestão nos seis primeiros meses de mandato, no segundo semestre de 2017, a prefeitura se endividou e a gestão quase perdeu o controle.

Em 2018, a gestão de Alex conseguiu fazer algumas inaugurações, asfalto e veículos novos para a frota da prefeitura. Com uma equipe desgastada, Alex não fez mudanças, e quando o Tribunal Superior Eleitoral confirmou sua cassação, Alex ainda tentou na justiça continuar no cargo, mas foi afastado, e o presidente da câmara de vereadores assumiu a gestão interinamente.

Em setembro, de 2018, após um ano e nove meses a frente da prefeitura de Divinópolis, Alex Santa Cruz sofria a queda. Chegou ao fim uma trajetória de poucos aliados e muitos comissionados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário