quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Avião com candidato ao governo Daniel Vilela sai de pista durante o pouso em Itapaci/GO. Deputado Pedro Chaves estava presente




O avião que transportava o candidato ao governo de Goiás Daniel Vilela (MDB) saiu de pista durante o pouso nesta quinta-feira (6), em Itapaci, na região central de Goiás. Segundo a assessoria de imprensa, o piloto errou durante a aproximação e o trem de pouso bateu contra uma cerca. Ninguém se feriu. Ao todo, 9 pessoas estavam na aeronave no momento.

O avião, com prefixo PT-LJN, decolou às 8h de Goiânia. O avião ficou com as asas e hélices danificadas. Estavam no voo, além de Daniel Vilela, os deputados e candidatos à reeleição Bruno Peixoto (MDB), Waguinho Siqueira (MDB), o deputado federal e coordenador da campanha, Pedro Chaves (MDB), três integrantes da equipe do candidato ao governo, o piloto e o co-piloto.

O avião estava regular e cabia até 10 pessoas. A aeronave pertence à empresa Voar Táxi Aéreo LTDA, que não possuiu licença para operar na modalidade táxi-aéreo, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O órgão disse ainda que o bimotor “não possui certificação para operar na modalidade táxi-aéreo”, pois ela está registrada como serviço privado.

A assessoria do candidato explicou que o avião estava arrendado, portando atuava como serviço privado, e não táxi-aéreo.

A Voar Táxi Aéreo informou que o avião foi arrendado no dia 16 de agosto deste ano e que a operação da aeronave era conduzida pela equipe do candidato desde então. "A aeronave estava perfeitamente aeronavegável e com manutenção atualizada. Falhas mecânicas foram descartadas", diz o comunicado.

A reportagem procurou a Força Aérea Brasileira para saber se há alguma investigação sobre o acidente, mas ainda não obteve resposta até a publicação dessa reportagem.


Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário