segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Prosa & Verso: Galheiros... E por que não?



Já diz aquele ditado:
“Deus é Pai dos Brasileiros!”
E Deus – vencendo as manobras
De grupos interesseiros-
Fez a vontade do povo:
Hoje GALHEIROS, de novo
é, por justiça, GALHEIROS!

Um nome tão popular,
Consagrado em tradição,
Ser mudado de repente?
Só sendo coisa do Cão!
GALHEIROS- o povo diz-
é, porque Deus assim quis,
a vontade do Povão!

Geração em geração
O nome se consagrou.
GALHEIROS chama-se o rio,
e GALHEIROS  se chamou
o nome da bela serra...
E de GALHEIROS a terra
um dia se batizou!...

Já tentaram várias vezes
da terra o nome trocar:
veio São João de GALHEIROS,
que não conseguiu pegar...
veio também Cirinópolis.
Por último, Divinópolis...
para a GALHEIROS voltar!
A Fazenda Galheirão,
que é do Dr. Minervino,

Já vem do nome GALHEIROS.
E homem, mulher e menino,
desde o tempo dos avós
todos dizem a uma só voz:
Quem muda o nome é assassino!

O grande São João Batista,
Padroeiro da cidade,
trançou no céu seus pauzinhos
a bem a comunidade:
se GALHEIROS todos querem,
GALHEIROS é o que preferem-
faz-se do povo vontade!

Através de plebiscito
não se ouviu a opinião
do povo- para mudar-se
o nome desse torrão...
Não houve democracia-
Fez-se tudo à revelia
e contra a população!...

GALHEIROS- nome bonito,
Claro, forte, musical,
Se refere à Ecologia,
liga-se ao mundo animal,
lembra a selva e lembra a caça
e diz da origem da raça,
lá do indígena ancestral...

Mangabeiras e Vazante,
Porteiras e Melancia-
o povo dos povoados
não se ouviu, como devia...
desde o mais pobre ao mais rico...
Quem ouviu Martinho Bico dizer o que preferia?!...

E os vendedores de leite
desse torrão GALHEIRINO-
Toinho dos Cais, Atanásio
junto com Joaquim Ludovino?
Quem urdiu essa manobra
não contou pra sua obra
com a aprovação do divino...

Do Domingo Tocador,
que acorda a gente bem cedo
puxando sua sanfona
e rezando sem ter medo
quem foi que o voto pegou?
Filó, que o nome mudou,
agiu no escuro, em segredo...

Domingo de Felismina
tem de ser ouvido, pois
ninguém vai mudar o nome
da cidade, a três por dois...
A pessoa carismática,
na teoria ou na prática
vai também dar nome aos bois!...

O pessoal das fazendas
GALHEIRÃO e Cabeceira,
GALHEIROS e Santa Helena
tem de consultar, quem queira
mudar o nome da terra...
Se não, só pode dar guerra
OU SÓ PODE DAR BESTEIRA...

Das Fazendas Vaca Preta,
Guanabara e São Luiz
quem ouviu o pessoal
sobre a mudança infeliz?
E da Fazenda Brejinho
todos conhecem o caminho.
Mas, ir lá ninguém não quis!

De Gustavo Balduíno
e o pessoal do seu lado
quem ouviu a opinião
para poder ser mudado
este nome de GALHEIROS?
Entre os nossos Fazendeiros,
qual o que foi consultado?

Raimundo Rodrigues Neto,
o Felício, o Cirineu,
Luiz, Eudóxio, Felão-
o pessoal que morreu,
com certeza, no outro mundo
sente o pesar mais profundo
pela troca que se deu...

Quem procurou o Reinaldo
na mercearia?
E a Valmira do Cartório,
quem procurou-a, algum dia,
a fim de seu voto ter
para a troca fazer?
Quem a mudança queria?

E lá do PRN
quem ouviu o Presidente
do Diretório, a respeito
dessa troca irreverente?
Sem Adésio de Amorim
Dar por escrito o seu “SIM”
a coisa não vai para frente!...

Quem consultou sobre a troca
Tio Edson, do Bar?
Mirtes,...
quem ouviu ela falar
que queria que mudasse,
que queria que trocasse
o nome de seu lugar?

E a Santa da Dadá?...
E o Divino do Tonico,
que no açougue faz seu tanto?
E o Santo, que é contador?
Que não teve consultor
sobre esse assunto, eu garanto!

Dona Maria Mingau,
a famosa professora,
quem tratou sobre a mudança
com a ilustre Educadora?
Agiu sem base e sem tino
contra o Povo GALHEIRINO
essa gente mudadora...

Joel da Farmácia,
que trata de todo mal,
que dá remédio pra tudo
quanto é doença, em geral,
no caso, não foi ouvido,
tal como foi esquecido
o resto do pessoal...

Jorjão Dentista, que pôs
dente de ouro no cão
para ficar mais bonito
seu bicho de estimação,
seu cachorro de renome...
Quem, sobre a troca do nome
pediu licença ao Jorjão?

Quanto ao filho de Docão,
o conhecido Aldiné,
quem ouviu seu parecer?
Me digam como é que é
que o povo assim se provoca
e o nome antigo se troca,
sem que isso mereça fé?

Prefeitos que trabalharam-
diz o povo, alto e bom som,-
foram Filú, Cirineu
e foi também Arizon...
Foi Sebastião Ferreira:
Nenhum deles fez besteira...
Ramiro Pinto foi bom.

A ponte sobre o GALHEIROS
no ano passado caiu.
Mas, a do Rio Vermelho
até hoje resistiu...
Estradas não asfaltadas
estão muito esburacadas...
só o governo não viu!...

GALHEIROS a São Domingos
a estrada ligando, é um elo;
GALHEIROS a Monte Alegre,
GALJHEIROS a Campos Belos-
quem fez esse itinerário
chega ao fim de seu calvário
nadando em pó amarelo...

Tem água da SANEAGO,
Também da CELG tem luz
e agora tem telefones-
tudo ao progresso conduz,
falta garra necessária!
De calcário e pecuária
GALHEIROS vive e produz...

Se houver governo e trabalho
GALHEIROS pode crescer,
GALHEIROS pode subir
e poderá vir a ter
no contexto deste estado
o seu nome respeitado
para o mundo ver.

Em vez de trocar de nome,
vamos mudar de atitude
trazendo pro Município
Educação e Saúde,
toda a ajuda necessária
para nossa Pecuária,
que quer que o governo a ajuda!

Abriu-se a Agência do BEG.
Mas o Banco Mercantil
do Brasil fechou a agência-
não foi um gesto gentil!
GALHEIROS, sem retrocesso,
tem que seguir o progresso
de Goiás e do Brasil!

Também foi fechada a firma
Oliveira Maciel-
para extração do calcário
isso representa um fel...
sem esforço e sem trabalho
ninguém quebra o nosso galho,
nem mesmo Papai Noel!

O Terminal Rodoviário
Por que está desativado?
Se o prédio foi construído
Com tudo pronto e acabado,
Por que o ônibus, então,
Vai parar lá na Pensão,
Deixando o povo imprensado?

É tem pra ser tratado
com Dim... e o Prefeito:
se o terminal está pronto,
se  mais difícil está feito,
por que continua a inzona
e a coisa não funciona
como é da lei, do Direito?

A CASEGO está fechada:
fechou por falta de grãos.
se os lavradores prosseguem
abandonados os seus chãos,
a coisa só vai pra trás...
Para haver Progresso e Paz
vamos todos dar as mãos!...

A Lavoura e a Pecuária
necessitam de incentivos.
A produção Mineral
precisa de homens ativos
para aumentar a riqueza:
falta pão em muita mesa...
Nós sabemos os motivos!

O governo abrindo as portas
pros produtos estrangeiros,
em vez de estender a mão
ajudando aos Brasileiros-
é isso o que a gente vê...
E isso explica bem porquê
falta ajuda pra GALHEIROS!

São João, nosso Padroeiro,
Batista do Carneirinho,
lá nos tribunais do Espaço
nosso Patrono e Padrinho,
na sua Luta sem pausa
defende bem nossa Causa
com coragem e com carinho!

Todo 23 de Junho
GALHEIROS vira um Festão:
Jesus se alegra no Céu
com a alegria do Povão
vibrando por todo canto,
festejando o grande Santo,
o Milagroso São João!

GALHEIROS ainda é GALHEIROS,
já não se faz mais suspense,
porque Deus, sendo a JUSTIÇA
e sendo DEUS, sempre vence!
Deus mande muita Fartura,
Saúde, Paz e Cultura Para o Povo Galheirense!...

Anápolis, 26 de julho de 1991.
Zé da Onça de Galheiros (Ao Dr. Minervino Francisco de Oliveira, filho de Galheiros, Nortense de berço, alma e coração).

Nenhum comentário:

Postar um comentário