segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Posse/GO: Câmara de vereadores rejeita pedido de abertura de processo para cassar o prefeito Wilton Barbosa




Em sessão realizada na manhã desta segunda-feira (01), a Câmara de Vereadores rejeitou levar adiante o pedido de abertura de processo de cassação do prefeito de Posse (GO), Wilton Barbosa (PSDB).

Na votação, os parlamentares que apoiam a permanência do prefeito no cargo conseguiram a maioria dos votos, com 09 votos contra e 04 a favor. Os Treze vereadores participaram da sessão.

Um pedido de cassação havia sido protocolado na casa pelo sindicato dos trabalhadores, pedido esse negado pela maioria dos vereadores.

O blog apurou que a denúncia tratava-se de violação de leis, de princípios e, tinha fundamento, baseada em leis do município. Ajustes obrigatórios não estavam sendo feitos pela prefeitura.

Assessoria jurídica da câmara e os vereadores que votaram contra a denúncia argumentaram que a denúncia trata-se de reajuste salarial, o que foi negado pelo denunciante.

A câmara de vereadores estava lotada durante a sessão, funcionários públicos reivindicavam seus direitos. Toda vez que alguém se manifestava contra o recebimento da denúncia, as vaias ecoavam pelo plenário.

Ainda durante a sessão, que foi tumultuada ocorreu uma discussão entre grupos opostos no final.

O prefeito Wilton Barbosa esteve presente e acompanhou a votação na câmara de vereadores.

Veja como votou cada vereador

Contra a abertura da investigação:

Glauber Ribeiro dos Santos (PP)
Zilmar Alves de Oliveira (PP)
Antônio Gleivonilson Teixeira Siqueira - Piu (PSD)
Geraldo Farley Sousa Santos (PTN)
Vanilva Maria Gonçalves Cruz Lima Costa (PP)
Hebert Renann da Silva Santos (PSDC)
Milton Diego Ferreira Junior (PDT)
Valdenite Dias de Santana (PTB)
Geraldo José da Rocha (PSDB)

A favor da abertura da investigação:

Maria Elinira Paiva Ferreira dos Santos (PTB)
Andre Luiz Marques de Brito - Dedé (PMDB)
Gercivando Santana dos Santos - Choca (PMDB)
Fabrício Alves de Sousa (PSB)

Wilton acompanhou a votação na câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário