quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

MPE instaura procedimento para apurar segurança de barragens no município de Arraias/TO




Após se reunir com moradores da zona rural de Arraias (TO) que relataram o receio de serem impactados em caso de rompimento, vazamento ou infiltração no solo das duas barragens construídas pela mineradora Itafós Mineração S/A no rio Bezerra, o promotor de Justiça João Neumann Marinho da Nóbrega instaurou, na quarta-feira, 27, procedimento para fiscalizar o cumprimento dos padrões de segurança nas duas represas.

Segundo o procedimento, será apurado se o poder público e a mineradora estão cumprindo as obrigações especificadas na Política Nacional de Segurança de Barragens (Lei n° 12.334/2010).

Nesse sentido, serão requisitadas pelo Ministério Público Estadual (MPE) informações técnicas ao Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), à Agência Nacional de Mineração e à Agência Nacional das Águas, sobre a observância das condições de segurança, de manutenção da integridade estrutural e operacional e dos riscos concretos de danos potenciais associados às barragens, após realização de atividades de fiscalização.

Também será marcada audiência administrativa com representantes da Itafós Mineração S/A e moradores para esclarecimentos e informações iniciais sobre a situação e condições de segurança das duas barragens.

Procuraram o Ministério Público para manifestar receio sobre a sua segurança moradores da comunidade Cajueiro e da fazenda Capim Puba, que, juntas, reúnem cerca de 36 famílias.

Fonte: MPTO

TRF-1 aumenta pena de ex-prefeito de Simolândia/GO acusado de desviar verbas públicas



A 3ª Turma do TRF 1ª Região negou provimento à apelação do réu e deu provimento à apelação do Ministério Público Federal (MPF) da sentença do Juízo da 5ª Vara da Seção Judiciária do Estado de Goiás, que julgou procedente a denúncia para condenar o ex-prefeito do município de Simolândia, no nordeste goiano, por ter recebido verbas públicas para execução de posto de saúde e transferido os recursos para conta bancária de sua titularidade, deixando de executar as obras, o que caracteriza delito tipificado no art. 1º, I, do Decreto-Lei nº 201/67.

Ao analisar o caso, o relator, juiz federal convocado Marllon Souza, destacou que, no caso, está mais que claro que houve dolo na conduta do réu. “O acusado, como ordenador de despesas do município, tinha o dever legal e jurídico de empregar as verbas recebidas do governo federal em estrita observância às normas do convênio assinado, bem como deveria prestar contas de tudo o que fizesse com os valores recebidos.

Os saques anteriores ao procedimento licitatório, a documentação forjada e as condutas realizadas pelo réu para não prestar contas das verbas indevidamente sacadas das contas da prefeitura de Simolândia/GO e aplicadas em finalidade diversa da prevista no convênio com o governo federal dão conta de que o réu possuía a deliberada vontade de não só desviar o dinheiro público, como também não queria ter sua trama descoberta a qualquer custo. Portanto, está mais que claro o dolo na conduta do réu, pois tinha perfeita ciência de que os valores sacados e apropriados eram recursos do município destinados à construção do posto de saúde de Simolândia/GO, e não patrimônio particular do acusado”, afirmou.

Pela conduta do réu, o magistrado decidiu, ainda, aumentar a pena-base de reclusão e manter a pena de inabilitação para qualquer cargo público.

“Conforme examinado, a culpabilidade do réu deve ser valorada negativamente. O acusado valeu-se do cargo de maior relevo na municipalidade e da facilidade de acesso direto às verbas públicas que a posição de prefeito lhe propiciava para cometer o delito, o que indica um desvalor da ação maior que a culpabilidade ordinária. As consequências do crime foram péssimas para a sociedade, que se viu alijada da construção de um posto de saúde, que deveria prestar serviços básicos para os moradores de Simolândia/GO, sem falar no desfalque enorme aos cofres públicos, que pagou por uma construção não executada e deverá desembolsar novos valores para o término da obra”, finalizou.

Fonte: TRF4

Justiça manda prender assassino do ex-prefeito de Alto Paraíso de Goiás


Ary da Abadia Garcez

Ex-prefeito foi morto em 2010


Horas após tomar conhecimento do mandado de prisão contra Ary da Abadia Garcez, policiais da 14ª CIPM (Alto Paraíso de Goiás/São João d’Aliança) o prenderam na periferia da cidade, numa área de sítios, próximo ao reservatório de água da Pontezinha.

Ary Garcez é condenado a 19 anos de reclusão em regime inicialmente fechado por matar, na noite do dia 02 de setembro de 2010, o então prefeito de Alto Paraíso de Goiás, Divaldo William Rinco. Ele responde pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Acionada no COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) sob o atendimento do soldado Bianchini, por parentes, amigos e populares, a viatura ocupada pela Sargento Berliane e pelo Sargento Costa Silva passou a fazer uma varredura na região, filtrando as principais informações.

Na parte da cidade, conhecida como Pontezinha, onde familiares do acusado tem uma propriedade, os Policiais Militares localizaram o acusado, que foi preso sem oferecer resistência.

Fonte, que não quer ser identificada, e que presenciou o momento da prisão, disse a reportagem de O VETOR que Ari Garcez afirmou aos policiais que mora atualmente em Aparecida de Goiânia, e que ao saber que sua prisão seria decretada, veio espontaneamente para Alto Paraíso, onde pretendia se entregar na manhã de quinta-feira.

Preso, Ary da Abadia Garcez foi levado ao hospital municipal Gumercindo Barbosa, onde foram realizados os exames de praxe, e depois encaminhado para uma cela do presídio local.

Por telefone, o comandante da 14ª CIPM, Major Ferreira afirmou que a agilidade na prisão do acusado se deu pela dedicação de sua equipe, sempre atenta, e a integração da comunidade através dos vários grupos em uma rede social, onde todos se auxiliam na questão segurança.

“As denúncias que nos chegam, auxiliaram na prisão deste, como de vários outros acusados. Colocamos em ação a Operação Viúva Negra, realizando Blitz em locais e horários alternados. Com isso já nos preparamos para o carnaval, quando a região é visitada por milhares de turistas do mundo todo. Drogas, armas, munições, veículos e pessoas de má índole estão sendo presas, e colocadas a disposição da justiça.”, afirmou o comandante.

Fonte: O Vetor

Com salários atrasados, professores protestaram na Secretaria da Fazenda. Docentes de Campos Belos/GO participaram



Professores da rede estadual de Educação de Goiás se manifestaram na sede da Secretaria da Fazenda (Sefaz), em Goiânia, na tarde desta quarta-feira (27). A principal solicitação é pelo pagamento dos servidores aposentados, que não têm previsão de recebimento.

“Vamos cobrar o dos aposentados primeiro. Vamos cobrar da secretária uma data para realização do pagamento. Os da ativa já têm uma previsão para ir liberando. Porém, quanto ao salário dos aposentados, o governo até agora não deu nenhuma posição”, afirma Bia de Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego).

Ainda segundo o sindicato, caso o governo estadual não dê previsão ainda nesta quarta-feira para efetuar o pagamento de todos os servidores e aposentados, eles devem ocupar a Sefaz.

O último grupo que recebeu o salário de dezembro foram os servidores ativos com salários de até R$ 3.600. “Estamos atrás de todos os recursos para sair o pagamento integral da educação. Estamos aqui ocupando e vamos aguardar a secretária atender nossa demanda”, informou o Sindicato.

A justificativa do governo de Ronaldo Caiado (DEM) é que o valor não havia sido empenhado pelo governo anterior, do tucano José Eliton (PSDB). Além disso, a dívida herdada impediria que os valores fossem repassados.

“A gente não quer nada de graça. Queremos o salário que trabalhamos muito para isso”, afirma a professora aposentada, Emilce Queiroz de Oliveira. Ela ainda disse o governador estaria “jogando” com os servidores, pois hora diz que vai pagar o salário de dezembro, hora que será pago apenas o do mês atual.

“Ele não se lembra que quem está aposentado são pessoas de mais idade, que necessitam de alimentação, como ele. E que necessitam de remédios mais do que ele, que está saudável. A gente está aposentada mas não está morta”, completou a professora.

Participam do ato docentes de cidades como Goiânia, Iporá, Caldas Novas, Piracanjuba, Goiatuba, Palmeiras, Rio Verde, Uruaçu, Niquelândia, Campos Belos, São Luís, Cidade de Goiás, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Jataí e Morrinhos. Antes disso, os professores estavam na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), onde a secretária da Fazenda, Cristiane Schmidt, participava da Comissão de Finanças.

Ao sair da reunião, Schmidt não quis falar com os professores. “Ela correu e não quis falar conosco, por isso estamos aqui, para buscar falar com ela agora e buscar definitivamente o pagamento de dezembro dos aposentados da educação. Porque no ano passado o governo de Goiás não gastou os 25% previstos para a educação, gastou apenas 22,5%. Com esse dinheiro daria para pagar os da ativa e também os aposentados”, afirma a presidente do Sindicato.

A manifestação foi convocada pelo Sintego. O grupo Mobiliza Goiás não participou porque estavam em outro ato, no mesmo horário, no Centro de Aparecida de Goiânia.

Fonte: Mais Goiás

Caiado recebe coreanos para instalação de usina fotovoltaica em município do Nordeste Goiano



Estudos técnicos para a instalação da usina fotovoltaica em São João D’Aliança, no Nordeste do Estado, foram entregues ao governador Ronaldo Caiado nesta quinta-feira, dia 28. Há pouco mais de 30 dias, o governador e representantes da empresa sul-coreana KSB e do conglomerado de investimentos Enspire Group assinaram o protocolo de intenções para instalação da usina, que será uma das maiores do mundo.

Nesse novo encontro com os empresários coreanos, Caiado avaliou sob o ponto de vista técnico o projeto, que agora entra na etapa de licenciamento jurídico e estudos ambientais. “A tecnologia coreana será um marco no desenvolvimento do Estado de Goiás”, ressaltou o governador.

O projeto entra agora na fase de apresentação dos documentos solicitados pelo Banco Central e pelo governo federal. Na sequência, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente irá realizar o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA), fundamentais para um projeto dessa extensão.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Adriano da Rocha Lima, detalhou as próximas etapas. “Uma delas é todo o processo de licenciamento ambiental que, por mais que tenhamos celeridade e disposição para adiantar, tem um rito mínimo a ser seguido. Precisa passar pela estação chuvosa e de seca, para que tudo seja feito conforme a legislação ambiental. Há também toda uma exigência jurídica para que investimentos de fora entrem no Brasil e para a empresa, que vai fazer todas as instalações da fábrica, se estabeleça no país”, ponderou.

O secretário estima que sejam necessários mais seis meses para finalizar a fase jurídica. “É o prazo para o recurso chegar ao Brasil, a empresa estar aberta e todos os trâmites concluídos. A parte ambiental leva um pouco mais tempo. Acreditamos que, até o final deste ano, todo o processo ambiental esteja concluído, para que no início do ano que vem comece efetivamente a instalação da usina e da fábrica”, estimou.

Caiado também recebeu um estudo técnico que determina o local escolhido para a instalação da usina e da fábrica. “Há todo um trabalho feito de planimetria, mostrando que o relevo é ideal e a luminosidade é perfeita, e a avaliação da proximidade com as redes de alta tensão, com as quais o Estado nutre o país todo”, avaliou o governador. “Além de mostrar toda a beleza da região, isso permitirá aos turistas apreciar o que eles vão mostrar em termos de tecnologia e de melhoria das condições de desenvolvimento da região”, observou.

Complexo Turístico

O projeto prevê ainda a construção de um parque temático. A ideia é construir um complexo turístico de referência nacional, que abrigue atividades de lazer e tenha condições de receber turistas de todo o país. A própria usina já se transformará em uma atração aos visitantes do Nordeste goiano. Com investimentos previstos de US$ 2 bilhões (aproximadamente R$ 8 bilhões), a usina deverá produzir 600 MW de energia e ser uma das maiores do gênero no mundo. Inicialmente a instalação da indústria deve gerar mais de 1 mil empregos diretos, levando desenvolvimento e oportunidades ao Nordeste goiano.

Adriano da Rocha estima que serão gerados uma quantidade significativa também de empregos indiretos, que devem transformar a região. “Há toda uma cadeia produtiva envolvida, com os mais diversos fornecedores, que vão gerar empregos também. A instalação não é só da usina, mas da fábrica das placas fotovoltaicas, parques temáticos e de outras empresas de tecnologias que vão compor este parque tecnológico”, afirmou.

Fonte: Governo de Goiás

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Cavalcante/GO está no Top 10 de novos destinos de carnaval



Entre os destinos nacionais mais procurados para passar o carnaval, duas cidades goianas se destacam entre as que mais cresceram como destino alternativo na plataforma de aluguel por temporada Airbnb. Cavalcante, que fica ao norte da Chapada dos Veadeiros, está na quinta colocação no ranking entre as que mais aumentaram o número de hóspedes para a data no Brasil.

O município ampliou a demanda em 109% para o feriado em comparação com o mesmo período de 2018. A outra cidade que aparece no Top 10 da plataforma é Caldas Novas. A terra das águas quentes ficou em sétimo com aumento de 108% na procura. A lista do Airbnb considera o aumento de chegadas de hóspedes para os cinco dias de carnaval (1º a 6 de março) e destaca os locais que não fazem parte do eixo turístico tradicional.

Segundo a empresa, o crescimento dos destinos alternativos indica que há maior procura por viagens voltadas a fugir do agito e descansar. No topo do crescimento (253%), está Três Corações, em Minas Gerais.

“As cidades já conhecidas e relacionadas ao carnaval continuam crescendo, mas o movimento em direção a locais fora do eixo turístico tradicional gera excelentes benefícios à economia local dessas comunidades, com a entrada de recursos para o comércio e os serviços. O crescimento da renda extra dos anfitriões também beneficia as cidades, pois parte dela retorna para a economia local”, afirma o diretor geral do Airbnb Brasil, Leo Tristão..

Com base nas reservas efetuadas até o último dia 25, somente na plataforma, serão mais de 228 mil chegadas de hóspedes no País (entre domésticos e internacionais), o que representa uma renda extra total de R$ 87,3 milhões aos anfitriões do Airbnb.

Praia

Nos destinos mais populares e que são os mais procurados, os praianos se destacam. O Rio de Janeiro segue como o mais tradicional para o carnaval. Atrás dele, na lista feita pela empresa das cidades que recebem a maior quantidade de viajantes, estão Florianópolis, São Paulo, Guarujá e Ubatuba.

Top 10 destinos nacionais que mais cresceram em números de hóspedes no Carnaval:

1 - Três Corações, MG - 253%

2 - Paranaguá, PR - 168%

3 - Caxias do Sul, RS - 141%

4 - Jaboatão, PE - 110%

5 - Cavalcante, GO - 109%

6 - Olímpia, SP - 109%

7 - Caldas Novas, GO - 108%

8 - Mata de São João, BA - 107%

9 - Guaratuba, PR - 106%

10 - Sorocaba, SP - 102%

Fonte: O Popular

Dom Adair J. Guimarães é nomeado bispo de Formosa/GO



Dom Adair J. Guimarães utilizou seu perfil no Facebook para comunicar sua transferência da Diocese de Rubiataba e Mozarlândia para a Diocese de Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Na publicação, o religioso conta que a mudança foi autorizada pelo Papa Francisco, mas ainda não há uma data para a posse na nova cidade. No entanto, a troca de comando deve ocorrer em um prazo de dois meses.

No texto, ele agradece a todos da Diocese de Rubiatada pela convivência nos últimos 11 anos e pede orações. “Foram muitas bênçãos recebidas. Aprendi muito com essa abençoada família diocesana. Solicito as orações de todos vocês em favor de minha nova missão”, finaliza.

Desde março do ano passado, o arcebispo Metropolitano de Uberaba (MG), dom Paulo Mendes Peixoto, atua como administrador apostólico da Diocese de Formosa. Ele foi nomeado para o cargo após o bispo local, dom José Ronaldo Ribeiro, ser preso na Operação Caifás, do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), que investiga desvios de recursos da Cúria, a maior parte dízimo de fiéis.

Após a prisão de dom José, dom Paulo emitiu uma nota informando que foi nominado pelo papa Francisco como administrador apostólico sede vacante, que significa que ele é o responsável pela Diocese de Formosa até que um novo bispo seja nomeado. A nota informava ainda de que a renúncia de dom José Ronaldo foi aceita pelo papa.

Dom Paulo, através do site da diocese de Formosa, emitiu um comunicado confirmando a vinda de Dom Adair e desejando boas vindas. “Em nome da Diocese de Formosa, presbíteros, religiosos e religiosas, leigos e leigas e todo o povo de Deus, acolhemos com muita alegria e expectativa aquele “que vem em nome do Senhor”. Dom Adair José Guimarães, Formosa abre seu coração para viver nova experiência de Igreja e quer empregar todos os esforços para receber a fecundidade da ação do Espírito através de seu pastoreio.”

Assim que Dom Adair tomar posse na Diocese de Formosa e assumir a administração dom Paulo passa a responder somente pela Diocese de Uberaba (MG), onde é arcebispo metropolitano.

Perfil de Dom Adair

Adair J. Guimarães nasceu em 1960, em Mara Rosa, a aproximadamente 347 km de Goiânia. Aos 20 anos ingressou no Seminário de Brasília onde cursou o Ensino Médio e os primeiros anos do curso de Filosofia.

Em 1982 concluiu o curso no Instituto de Filosofia João Paulo II, da arquidiocese do Rio de Janeiro. Ele também estudou Teologia, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Puc-Rio). Tem especialização em Direito Canônico Matrimonial, pela Faculdade São Bento do Rio de Janeiro.

Ordenado padre em 21 de dezembro de 1986, já exerceu os postos de Pároco na Catedral de Uruaçu (1987 a 1998), na Paróquia Santo Antônio, em Mara Rosa (1999 a 2005) e na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Minaçu (GO). Adair foi, também, reitor do Seminário de Uruaçu; responsável pela Pastoral Vocacional e da Juventude na diocese; coordenador diocesano de pastoral; presidente da Organização dos Seminários e Institutos Filosófico-teológicos do Brasil (OSIB), entre outras funções.

No dia 27 de fevereiro de 2008, foi nomeado bispo pelo papa Bento XVI para a diocese de Rubiataba-Mozarlândia. A posse, como terceiro bispo da diocese aconteceu no dia 25 de maio de 2008. Como prelado assumiu as funções de Juiz Presidente do Tribunal Eclesiástico da arquidiocese de Goiânia; membro da Equipe do Seminário Interdiocesano de Goiânia e bispo referência para a liturgia no Centro-Oeste.



Fonte: O Popular

Deflagrada Operação Queronéia em Formosa/GO, que apura desvio de recursos em fraudes de licitações



O Ministério Público, com apoio da Polícia Militar de Goiás, deflagrou na manhã de hoje (27/2), em Formosa, a Operação Queronéia, um desdobramento da Operação Gaugamela realizada no início deste mês.

A mobilização tem por objetivo o cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão em residências de pessoas investigadas pela prática, em tese, de atos de improbidade administrativa, por desvio de recursos públicos em fraudes de licitações e contratos administrativos, entre 2017 e 2018.

Os mandados foram cumpridos nas casas de duas ex-presidentes da Comissão de Licitação do município, Chayane de Melo Gontijo e Bianca Castro Valadares, o ex-gestor do Executivo Eliardo de Oliveira Faria e o ex-controlador interno, Humberto Marques da Costa Pinto.

A operação é coordenada pelos promotores de Justiça da comarca de Formosa Caroline Ianhez, Fernanda Balbinot e Douglas Chegury, com auxílio do promotor de Campos Belos, Bernardo Fraya, e de Posse, Frederico Machado.

Conforme explicam os coordenadores da operação, Queronéia foi a primeira batalha travada por Alexandre da Macedônia, no ano de 338 a.C., e que resultou na unificação das cidades-estado da Grécia antiga.

Fonte: MPGO

Em Campos Belos/GO, vaqueiro que matou ex-mulher com gargalho de garrafa é condenado a quase 20 anos de reclusão




O Tribunal do Júri de Campos Belos, nordeste de Goiás, decidiu nesta segunda-feira (25) e considerou o vaqueiro Irapuã Luciano da Silva culpado pelo crime de homicídio doloso qualificado, por motivo fútil e com recurso que dificultou a defesa da vítima.

Ele matou a ex-mulher a golpes de gargalo de garrafa, em setembro de 2014.

O rapaz estava respondendo ao processo em liberdade, mas diante da condenação e do recente entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal) de que as condenações proferidas pelo Tribunal do Júri devem ser cumpridas imediatamente, o promotor de Campos Belos, Bernardo Monteiro, pediu a imediata prisão e ele saiu do fórum preso, após o juiz deferir o pedido.

O feminicídio ocorreu no Setor Bem Bom.

Irapuã Luciano, inconformado com a separação, matou a ex-mulher dentro de um bar, no início da noite do domingo, 28 de setembro.

Segundo as informações divulgadas por testemunhas, na época, o casal bebia dentro de um bar, por volta das 7h da noite, quando, depois de uma breve discussão entre ambos, o algoz quebrou uma garrafa e, com o gargalho, aplicou um golpe no pescoço da vítima.

Gravemente ferida, a mulher chegou a ser socorrida ao Hospital Regional de Campos Belos (Anjo Galvão), mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante o transporte feito pelo SAMU.

O assassino, logo após a covarde agressão, fugiu do local. Uma testemunha contou o drama dos familiares da moça na porta do hospital, durante o socorro feito pelo SAMU.

"Estava lá no hospital com meu irmão - que está internado - e vi quando deram a notícia à família. Muitas pessoas desesperadas, sobrinhos, irmãs. Não conheço a mulher e não me recordo do nome. Foi o maior desespero".

O vaqueiro foi condenado a 19 anos e 6 meses de reclusão, no regime fechado, onde passou a cumprir a pena imposta pela Justiça Criminal a partir de ontem, 25 de fevereiro.


Fonte: Dinomar Miranda

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Deputado Paulo trabalho manda prefeito de Posse/GO “tomar vergonha” e diz que surto de dengue na cidade é histórico



O deputado estadual Paulo Trabalho (PSL) deu um belo sermão no prefeito de Posse, Wilton Barbosa (PSDB), na sessão desta terça-feira na Assembleia Legislativa.

Paulo Trabalho afirmou que Posse enfrenta o maior surto proporcional de dengue do Estado e sofre com buracos, que transformaram a cidade num queijo suíço.

“Tome vergonha, prefeito”, disse o deputado Paulo Trabalho.

Fonte: Goiás24hs

Justiça manda soltar tenente-coronel Carlos Eduardo Belelli



O tenente-coronel Carlos Eduardo Belelli teve a soltura determinada, nesta terça-feira (26), pelo Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO). De três desembargadores, dois votaram pela liberação do policial militar, que está preso desde o último dia 18 de dezembro de 2018, suspeito de integrar grupo de extermínio. Outros quatro PMs que haviam sido presos na mesma data já foram liberados.

O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) informou que vai recorrer da decisão.

O advogado de Belelli, Ricardo Naves, disse que espera a emissão do alvará de soltura do seu cliente para ir buscá-lo no Presídio Militar, onde está detido, em Goiânia.

"Ficamos satisfeitos com o resultado. Acreditamos mesmo que não justifica a prisão dele tanto tempo depois dos fatos. Os argumentos da acusação para mantê-lo preso eram meras suposições: se ele coagir testemunhas, se ele fizer isso ou aquilo. Então não tinha contemporaneidade", defendeu.

Investigações

De acordo com o Ministério Público, Belelli e os outros quatro PMs são suspeitos de "divulgar mortes em confronto policial como atitudes legítimas, quando, na realidade, há suspeitas de homicídios praticados pelos militares investigados e até mesmo de simulações de situações de confronto com as vítimas”.

Conforme a denúncia, Belelli e os demais investigados mataram Darlei Carvalho da Silva e Dallyla Fernanda Martins por motivo torpe e com recursos que impossibilitaram as defesas delas. O corpo da segunda vítima, conforme o órgão, foi escondido.

Antes de ser preso, o tenente-coronel Belelli divulgou nas redes sociais um vídeo se defendendo. Disse que já esteve à frente de operações contra o crime e justificou que as mortes ocorreram em confrontos com criminosos que reagiram contra a PM.

Fonte: G1

Polícia recupera em Anápolis gado roubado em Iaciara/GO



Um homem foi preso na última quarta-feira (20) após trocar 63 cabeças de gado furtadas por um carro e sair para passear na Praça Dom Emanuel, região Central de Anápolis.

Conforme o 4º Batalhão da Polícia Militar, a equipe recebeu a informação que os bovinos tinham desaparecido de uma fazenda no município de Iaciara, no nordeste goiano, há cerca de 20 dias, e os envolvidos no crime estariam escondidos no município.

Os policiais iniciaram um patrulhamento e visualizaram Guilherme Carvalho Mendonça nas imediações da praça com um carro modelo Corsa Classic.

Percebendo que as características dele batiam com a aparência de um dos suspeitos, foi feita uma abordagem e Guilherme confessou que tinha conseguido o carro em uma troca por cabeças de gado.

Em uma rápida averiguação, ficou constatado que se tratava dos animais furtados no município de Iaciara.

Guilherme foi encaminhado à Delegacia da Polícia Civil e autuado por furto. Como o crime aconteceu há vários dias e não cabia mais prisão em flagrante, ele foi liberado.

Já os bovinos foram entregues novamente ao proprietário.

Fonte: Portal6

Operação apreende pés de maconha em Alto Paraíso de Goiás



A Delegacia de Polícia (DP) de Alto Paraíso de Goiás deflagrou, no último final de semana, operação para coibir o uso de entorpecentes na região da Chapada dos Veadeiros.

Dentre os locais que receberam a presença dos policiais estão Alto Paraíso, Distrito de São Jorge, Cachoeiras e Zona Rural.

Na operação foram apreendidos vários pés de canabis sativa (maconha), nas proximidades do município de Alto Paraíso, que seriam usados para venda.

Não foi possível identificar o(s) cultivador(es). Além da apreensão da droga, a equipe lavrou diversos TCO’s em desfavor de usuários.

Os trabalhos investigativos da Polícia Civil continuam no sentido de identificar a participação de moradores do município na venda de entorpecentes na região da Chapada dos Veadeiros.

Fonte: Polícia Civil

Homem morre e outro fica ferido em acidente entre carro e carreta na BR-020



Um homem morreu e outro ficou ferido em um acidente envolvendo um carro de passeio e uma carreta, no início da tarde de segunda-feira (25), na BR-020, próximo ao município de Vila Boa, Entorno do Distrito Federal.

Segundo informações preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta de 12h, no quilômetro 94 da rodovia. O condutor do Ford Fiesta teria perdido o controle da direção e invadido a pista contrária, colidindo de frente com a carreta. Com o impacto da colisão, o carro foi jogado para fora da rodovia e ficou destruído.

O condutor do carro do Fiesta, Domingos Pascoal das Neves, de 44 anos, estava sem cinto de segurança e ficou preso às ferragens. Domingos não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Conforme a corporação, o motorista do caminhão, Edson Cardoso Martins, de 46 anos, ficou levemente ferido. Ele foi levado ao Hospital Municipal de Vila Boa para receber atendimento médico. O teste do bafômetro não o acusou de embriaguez.

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Distrito Federal (DF) estiveram no local do acidente.

Fonte: Mais Goiás

Suspeito de matar menina de 8 anos em Formosa/GO vai a júri popular



A Justiça decidiu mandar a júri popular Jailton Alves dos Santos, suspeito de matar Echiely Vitória Lopes de Jesus, que na época tinha 8 anos, em Formosa no Entorno do Distrito Federal, em 2015.

O homem também vai responder por deixar paraplégico o irmão da garota, Wender Cauã Lopes de Sousa, que na época estava com 11 anos.

A seção está marcada para a quinta-feira (28), às 8 horas, na Primeira Vara Criminal.

De acordo com o processo, as duas crianças foram atingidas por disparos de arma de fogo que podem ter sido efetuados por Jailton. A situação ocorreu durante um desentendimento entre o homem e Fernando Alves Martins, que trocaram tiros em um posto de gasolina.

As investigações apontaram que a discussão começou após uma colisão entre os veículos dos dois homens. As vítimas, Echiely e Wender, estavam a caminho da escola quando foram atingidas por balas perdidas.

Logo após o ocorrido, os atiradores foram presos. Jailton fugiu da cadeia em 2016 e foi recapturado em 2018 pela Polícia Civil (PC). Fernando já foi julgado e condenado a 43 anos e 9 meses de prisão por este caso. A reportagem não conseguiu localizar a defesa dos dois homens.

Fonte: O popular

MP recomenda a prefeito de Formosa/GO realização de concurso para cargos ocupados por temporários



O Ministério Público de Goiás expediu recomendação nesta terça-feira (26/2) ao prefeito de Formosa, Gustavo Marques, para que promova, no prazo de um ano (365 dias), os atos necessários para a realização de concurso público visando preencher os cargos atualmente ocupados por servidores temporários, o que viola a Constituição Federal.

O documento foi encaminhado pelo promotor Douglas Chegury, com atuação na 6ª Promotoria de Formosa, que tem atribuição na defesa do patrimônio público.

O MP apurou que foram realizados vários processos seletivos simplificados para contratação de servidores empregando critérios puramente subjetivos, como, por exemplo, uma simples entrevista. Essas contratações abrangeram cargos em todas as áreas, mas, especialmente, as de educação, saúde e assistência social.

Foi detectado ainda que os processos seletivos estabeleceram contratação para o prazo de dois anos prorrogáveis, o que contraria a legislação federal e estadual. A este respeito, lembra o promotor, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) declarou a suspensão da eficácia de Lei Estadual nº 18.190/2013 em ação direta de inconstitucionalidade proposta pelo procurador-geral de Justiça.

A recomendação expedida orienta, por fim, que o município, dentro de seu poder normativo, e em atenção à Súmula 473, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogue os atos ilegais identificados. E ressalta que os servidores que foram contratados para atividades ou funções próprias ou rotineiras da administração municipal sem prévia aprovação em concurso deverão ser exonerados, no mesmo prazo para realização do concurso, visando garantir a continuidade dos serviços públicos.

O documento alerta o gestor que o descumprimento do que foi recomendado pode levar à responsabilização pela prática de ato de improbidade administrativa.

A promotoria investiga ainda possível improbidade na realização de processo seletivo e contratação de servidores de forma ilegal pela gestão municipal.

Fonte: MPGO

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Posse/GO registra 809 casos de dengue e 3 óbitos



Boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) aponta que o estado já notificou mais de 15 mil casos de dengue neste ano. Os dados referem-se até o dia 16 de fevereiro. Ao todo, 16 mortes que teriam sido causadas pela doença são investigadas.

Apesar disso, o número de notificações é 9,3% menor que o mesmo período do ano passado.

Goiânia é a cidade com maior número de registros, com 2.546, seguida de Aparecida de Goiânia (1.638), Anápolis (960), Posse (809) e Rio Verde (426).

A capital também é a cidade com mais óbitos apurados, sendo seis no total, seguida de Posse, com três. Contabilizam um caso Caldas Novas, Morro Agudo de Goiás, Rio Verde, São Luiz do Norte, Senador Canedo, Silvania e Turvânia.

A aposentada Maria Barbosa de Lima é uma das pessoas que já contraíram a doença em 2019. Ainda se recuperando, ela afirma que faz questão de se prevenir, mas que nem todos os vizinhos têm o mesmo pensamento.

“Cuido bem da minha casa, mas eu vejo que os vizinhos não colaboram com [a resolução] do problema. [A doença] me deixou muito debilitada”, reclama.

Dengue tipo 2

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), Flúvia Amorim, o Aedes transmite até quatro tipos de dengue, sendo que o tipo 2 - considerado o mais perigoso - é o que predomina no momento.

“Ele é considerado, dos quatro tipos de vírus, o que causa formas mais graves e mais mortes, principalmente entre crianças e idosos. Então essa preocupação nossa aumenta cada vez mais”, explica.

Para o infectologista Boaventura Braz, é preciso ficar atento, pois o número de incidência deste tipo da doença está crescendo de forma muito rápida.

"Na realidade, o que nós estamos assistindo é o ressurgimento da dengue tipo 2, mais grave. Tivemos uma queda nos números de 2015 e 2016. Como tem aumentado o número de casos tipo 2, nossa incidência é muito alta, a maior do país por estado", pontua.

O poder público tem intensificado o combate ao mosquito no intuito de diminuir a quantidade de criadouros. Com base em uma lei municipal de 2015, o fiscal pode multar o morador entre R$ 2 mil e R$ 15 mil em caso de reincidência.

Fonte: G1

Enel distribuição Goiás troca geladeiras em Campos Belos/GO



A Enel Distribuição Goiás vai trocar 120 geladeiras de moradores de Campos Belos, no nordeste goiano, nesta semana e na próxima.

Para participar, os clientes podem se cadastrar nesta terça (26), quarta (27), quinta (28) e sexta-feira (1°), das 9h às 17h, no Centro Olímpico Padre Magalhães; e na próxima quarta (6), das 14h às 17h, e quinta (7) e sexta-feira (8), das 9h às 17h, na Associação Viver para Servir. Desde que iniciou, em novembro de 2017, o programa de sustentabilidade Enel Compartilha Eficiência já trocou cerca de 7 mil geladeiras em todo o Estado.

Por meio da iniciativa, refrigeradores antigos podem ser trocados por novos com selo de eficiência A do Procel.

O Enel Compartilha Eficiência é suportado pelo Programa de Eficiência Energética da Enel Distribuição, que tem foco no consumo consciente de energia, melhoria das instalações elétricas e ações educacionais. O programa é regido pela legislação federal, em especial a Lei n° 9.991, de 24 de julho de 2000, e regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Ao assumir um compromisso público com as Nações Unidas com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), a Enel através do seu Programa de Eficiência Energética, coloca em prática iniciativas capazes de levar energia limpa e acessível, colaborar com a educação das comunidades atendidas, promover a eficiência do uso de recursos energéticos e contribuir para as mudanças climáticas do planeta. Com tudo isso, o Programa impulsiona, no mínimo, os ODS’s de número 4, 7, 12 e 13.

Em pouco mais de um ano de existência, o programa beneficiou alguns bairros de Goiânia, Aparecida, Anápolis, Águas Lindas, Bela Vista, Caldas Novas, Cachoeira Alta, Cachoeira Dourada, Catalão, Colinas Sul, Corumbá de Goiás, Cidade Ocidental, Cristalina, Formosa, Goianira, Hidrolândia, Itarumã, Itumbiara, Jaraguá, Jataí, Luziânia, Morrinhos, Montividiu do Norte, Novo Gama, Paraúna, Pirenópolis, Rio Verde, Santo Antônio do Descoberto, São Miguel do Araguaia, Cavalcante, Santa Helena, Senador Canedo, Trindade e Valparaíso.

Os moradores que quiserem participar do cadastro precisam levar um documento oficial com foto e a última conta de energia paga. No momento do cadastro, o cliente pode trocar até duas lâmpadas incandescentes ou fluorescentes, que têm alto consumo de energia, por outras duas lâmpadas LED, que são mais econômicas. Após o cadastro, os clientes participam de um sorteio para garantir a troca do equipamento. Todo o material retirado dos aparelhos velhos é reciclado, como gás refrigerante, compressores, óleo compressor, isolamento térmico, plásticos, aço, cobre e alumínio.

Economia

Uma geladeira nova pode consumir até 70% menos que uma antiga. Em watts, esse valor representa, para um aparelho antigo, o consumo médio de 90kWh/mês, enquanto um novo consome somente cerca de 24kw/hora/mês. As geladeiras do programa têm selo de consumo tipo “A”, que significa eficiência no consumo de energia elétrica.

De acordo com estudo feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a geladeira é responsável por quase um terço de toda a energia consumida em uma residência. Os aparelhos antigos e em mau estado, além de consumirem mais energia que o recomendado, emitem gases que destroem a camada de ozônio, agravando o aquecimento global.

Projetos

A Enel está trazendo para Goiás uma série de projetos sociais que já são desenvolvidos regularmente nas outras duas distribuidoras do Grupo no Brasil, localizadas no Rio de Janeiro e no Ceará. Todas as atividades, desenvolvidas de forma integrada, fazem parte do Programa Enel Compartilha, plataforma de Sustentabilidade da Enel no Brasil, que busca promover o consumo consciente e o acesso à energia a todas as pessoas e impulsionar o desenvolvimento socioeconômico local.

Dentre os objetivos do Programa de Sustentabilidade, está a promoção de sua integração ao negócio do Grupo, de acordo com a metodologia de Criação de Valor Compartilhado (CSV) que integra as demandas sociais e comerciais das comunidades, além de difundir o compromisso da Enel com a sustentabilidade para a sociedade. Exemplo disso são as palestras e oficinas realizadas periodicamente, destinadas à população atendida pelos CRAS, ONGs e instituições do Estado. A iniciativa busca conscientizar o público sobre o consumo consciente de energia.

Serviço

Troca de geladeiras

1ª semana

Cadastramento para participar do sorteio – 26/02/19, 27/02/19, 28/02/19 e 01/03/19, das 9h às 17h.

Sorteio das geladeiras para os cadastrados – 01/03/19, às 18h30.

Entrega das geladeiras – 02/03/19, das 8h às 10h.

Endereço – Centro Olímpico Padre Magalhães: Rua C-12, n° 130, Campos Belos de Goiás.

2ª semana

Cadastramento para participar do sorteio – 06/03/19 das 14h às 17h; 07/03/19 e 08/03/19, das 9h às 17h.

Sorteio das geladeiras para os cadastrados – 08/03/19, às 18h30.

Entrega das geladeiras – 09/03/19, das 8h às 10h.

Endereço – Associação Viver para Servir: Avenida Joedir Assunção Costa, qd C, lt 2, nº 23, Setor Industrial, Campos Belos de Goiás.

Fonte: DM

Raio mata mulher natural de Cavalcante/GO em Niquelândia Goiás



Gracemilde Oliveira da Silva, 44 anos, morreu na noite de sexta-feira (22) no distrito de Muquém, município de Niquelândia, depois de ser atingida por uma descarga elétrica atmosférica durante um temporal com trovoadas. Foi o segundo caso na região em pouco mais de dois meses.

No dia 15 de janeiro o trabalhador rural Weverton Mendonça da Rocha, 30 anos, perdeu a vida quando um raio caiu num cômodo onde ele estava num fazenda próxima ao povoado do Faz Tudo. O Corpo de Bombeiros de Niquelândia chegou a atender a mulher, mas nada pode fazer.

A mulher, que é natural de Cavalcante (GO), foi socorrida inicialmente por terceiros. Ela estava sendo levada para Niquelândia quando o grupo encontrou a equipe do Corpo de Bombeiros.

Familiares disseram que Gracemilde, que usava marcapasso no coração, estava na cozinha da casa, próximo da geladeira e do fogão, quando o raio caiu.

Este ano em Niquelândia, além das duas vítimas fatais, uma descarga atmosférica pode ter provocado um início de incêndio num cabo de TV de uma residência no Jardim Atlântico.

Fonte: O popular

domingo, 24 de fevereiro de 2019

Piloto morre após avião agrícola cair em plantação de soja no Distrito de Roda Velha, no Oeste da Bahia



O piloto de um avião agrícola morreu após a aeronave cair em uma plantação de soja, na manhã de sábado (23), na cidade de São Desidério, no oeste da Bahia.

O acidente ocorreu no distrito de Roda Velha. De acordo com a Polícia Civil, a vítima, identificada como Bruno Prado Amui Araújo, de 31 anos, fazia pulverização da plantação, quando o avião caiu.

O piloto chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Luís Eduardo Magalhães, também no oeste, mas não resistiu aos ferimentos.

O corpo da vítima foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade de Barreiras, na mesma região do estado.

Ainda não há informações sobre o que provocou o acidente. Uma perícia será realizada na aeronave para determinar as causas da queda. O caso será investigado pela Polícia Civil.

De acordo com o coordenador regional da Polícia Civil, delegado Rivaldo Almeida Luz, testemunhas e os donos da fazenda onde ocorreu o acidente serão ouvidos.




Fonte: G1

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Barragens de Buritinópolis e Mambaí/GO são vistoriadas por fiscais da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás




Na última quarta-feira (20), fiscais da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad) estiveram nos municípios de Buritinópolis e Mambaí, na região noroeste do Estado, para vistoriar barragens de três usinas hidrelétricas.

Segundo Rômulo José Fagury, fiscal da Secretaria, todas as barragens estão em processo de renovação de licença para PCH – Pequena Central Hidrelétrica.

Os proprietários serão notificados pela Semad para apresentar a documentação pendente. Também foi solicitado um laudo de estabilidade das barragens.

A avaliação quanto à segurança será feita após a apresentação dos documentos pelo empreendedor.

A fiscalização das barragens faz parte do Plano de Ação para o Controle de Segurança de Barragens (PACSB), uma ação do Governo de Goiás sob a coordenação da secretária Andréa Vulcanis (Meio Ambiente).

O Plano envolve o cadastramento, a classificação de risco, o potencial de dano, as documentações, inspeções e vistorias necessárias, planos de emergência e outros critérios para a regularização das barragens.

Fonte: Secima

Estreia “Alaska”, filme goiano que traz a Chapada dos Veadeiros para a telona



A Chapada dos Veadeiros vai invadir as telonas em 22 salas de cinema de 20 municípios brasileiros. É que vai estrear em 21 de março Alaska, do cineasta goiano Pedro Novaes. A pré-estreia aconteceu na sexta-feira (22), no Cine Lumière no Banana Shopping, com a presença do diretor e de Jarleo Barbosa, seu parceiro no roteiro.

Alaska conta a história do casal Ana (Bella Carrijo) e Fernando (Rafael Sieg) que se reencontra durante uma viagem pela Chapada, dez anos depois de uma separação abrupta. A paisagem torna-se o terceiro personagem do filme. Além dessas cenas bem conhecida dos goianos, o dietor transformou pessoas reais em personagens de Alaska.

Entre eles estão José Ronaldo e Ananias, amigos do diretor, que vivem o amigo do pai de Fernando e o peão da fazenda na Chapada dos Veadeiros.

O aproveitamento de pessoas reais como personagens de filmes de ficção tem sido uma tendência do audiovisual na atualidade, observa o diretor Pedro Novaes, nascido no Rio de Janeiro, mas que vive em Goiânia desde a infância. “Há uma crise da ficção, daí a busca de representação de personagens reais que levam um naturalismo aprofundado ao cinema de ficção”, disse em entrevista à Sagres 730 nesta sexta-feira.

O lançamento de Alaska ocorreu durante um boom do cinema goiano. Dois outros filmes, o documentário sobre a invasão e desocupação do Parque Oeste Industrial, em 2014, e a ficção Vermelha, foram premiados no principal festival de cinema do país. Há seis longas goianos na 12ª Mostra O Amor, a Morte e as Paixões, que começou na quarta-feira (20) e vai até o dia 6 de fevereiro, no Banana Shopping.

Pedro Novaes explica que isso acontece por uma conjugação de vários fatores. Politicas de incentivo para produções audiovisuais, tanto por parte do governo federal quanto do estadual, como Lei Goyazes e Fundo Estadual de Cultura, e pelos cursos de formação na área cinematográfica, como a graduação em Áudio Visual da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Getúlio Ribeiro é egresso da UEG.



Fonte: Sagres online

Ministério Público suspende leilão de veículos usados em Campos Belos/GO




O Ministério Público de Goiás determinou a suspensão do leilão público que seria feito pela prefeitura de Campos Belos nesta semana.

A prefeitura queria se desfazer de diversos veículos usados, entre motos, carros, tratores e outros maquinários. 

A notícia do leilão foi publicado aqui no blog.

O promotor de Justiça, Bernardo Monteiro Frayha, informou, no documento, que encontrou diversas ilegalidades no processo e por isso pediu a suspensão do feito.

Na peça, o promotor informou que chegou ao conhecimento do Ministério Público o Edital de Leilão Público nº 001/2019, que objetivava leiloar veículos pesados e leves, utilitários e máquinas considerados inservíveis pela Administração Municipal de Campos Belos.

No entanto, segundo a autoridade, a alienação de bens públicos móveis pode  ocorrer, mas desde que atenda ao disposto na Lei nº 8.666/1993 (lei federal de licitações), que determina que “a alienação de bens móveis da Administração Pública, subordinada à existência de interesse público devidamente justificado, será precedida de avaliação e de licitação”.

Para o representante do MP, no processo do Edital de Leilão Público de Campos Belos, não ficou demonstrada a existência de interesse público devidamente justificado e que os bens foram avaliados em valores muito abaixo dos valores de mercado.

Ainda segundo o MP, o pedido de autorização para a realização do leilão fundamentou-se no suposto fato de existir veículos inservíveis à Administração Pública, e que dentre os bens constava, a título de exemplo, o veículo Ford Fusion, placa ONL 5251, ano 2013 e modelo 2014, adquirido pelo município e tido como o carro oficial do Gabinete do Prefeito, em perfeito estado.

"Também estão na lista, dentre os veículos a serem alienados, vários carros e dois tratores cujo estado de conservação é ainda desconhecido, e que se bem cuidados, podem servir ao município, evitando os famigerados contratos de aluguel de veículos particulares", fundamentou o promotor.

Para Bernardo Monteiro Frayha também “constitui ato de improbidade administrativa que causa lesão ao erário qualquer ação ou omissão, dolosa ou culposa, que enseje perda patrimonial, desvio, apropriação, malbaratamento ou dilapidação dos bens ou haveres, permitir ou facilitar a alienação, permuta ou locação de bem integrante do patrimônio de qualquer das entidades pública  ou ainda a prestação de serviço por parte delas, por preço inferior ao de mercado”.

Por fim, o Ministério Público pediu à prefeitura de Campos Belos que fosse dada a devida divulgação da Recomendação do MP, mediante publicação no Diário Oficial do Município de Campos Belos ou, se não existir, em jornal de circulação local, além de inserir no sítio eletrônico e no Portal da Transparência do Município de Campos Belos e que fosse encaminhado, no prazo de 24 horas, reposta, por escrito, informando sobre o acatamento ou não da presente Recomendação.

Fonte: Dinomar Miranda