sábado, 30 de março de 2019

Deputado Estadual Paulo Trabalho diz que não houve golpe em 1964 e que Brasil não teve ditadura militar



Em meio à discussão sobre as comemorações do golpe militar de 31 de março de 1964, orientadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), o deputado estadual Paulo Trabalho (PSL) declarou, na última quarta-feira (27) durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa, que a tomada do poder pelos militares “não foi golpe” e tampouco uma ditadura.

“O presidente João Goulart foi cassado à época pelo Congresso Federal, portanto eles são representantes do povo e tinham legitimidade para fazer aquilo”, argumentou ele em entrevista.

Paulo Trabalho pontuou ainda que a ditadura foi responsável por grandes obras de infraestrutura no Brasil e que João Goulart foi cassado porque estava “colocando o Brasil à beira do comunismo”. “O presidente está reverenciando o trabalho das forças armadas em não terem permitido a entrada do comunismo no Brasil e exaltando as grandes obras que eles fizeram.”

Questionado sobre as violações de direitos humanos e constitucionais no período, ele afirmou que só “bandidos” e “quem não queria trabalhar” sofreu com o regime. “Quem era pessoa de bem, podia andar tranquilamente na rua. Os bandidos é que estavam sendo perseguidos, terroristas, inclusive deixaram escapar Dilma Rousseff e o Lula (ambos ex-presidentes do PT)”, sustentou.

Depois da declaração, Amilton Filho (Solidariedade) e Lucas Calil (PSL) repudiaram as afirmações do deputado.

Fonte: O Popular

Morador de São Domingos/GO reclama de cratera em rua




Um morador da Rua Adalice Regis valente em São Domingos, no nordeste goiano, reclama de uma cratera que foi aberta na via após as chuvas. De acordo com ele, solicitou a prefeitura para fazer a manutenção da via, mas o pedido não foi atendido.

“Cansei de pedir os reparos, deixaram ficar desse jeito por pura falta de compromisso para com os moradores da rua”, disse o morador da cidade Amós Araújo.

Segundo o morador, o problema é antigo, desde o ano passado pede pela manutenção da via, com a demora, a rua fica cada dia mais intransitável.

A rua não tem pavimentação asfáltica e está impossível transitar com veículos. A noite o local fica perigoso devido a falta de iluminação.

“Está impossível entrar ou sair de minha residência”, completou o morador Amós Araújo.

Ex-governador José Eliton presta depoimento a Polícia Federal



O ex-governador José Eliton presta depoimento na sede da Polícia Federal em Goiânia na tarde de sexta-feira (29). Segundo assessoria dele, o depoimento estava marcado para quinta-feira (28), mas foi adiado porque o político estava na cidade de Posse. Ele é investigado pela corporação em operação que apura possíveis desvios da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago).

José Elition chegou por volta de 16h ao local para ser ouvido. Ele foi embora do local ao final desta tarde.

O depoimento ocorre um dia depois do cumprimento de cinco mandados de prisão e oito de busca e apreensão da Operação Decantação 2. A casa do ex-governador foi um dos endereços investigados. Lá, foi apreendido um computador.

Na decisão que determinou a prisão de cinco pessoas constam mensagens que apontam que José Eliton usava o avião de um dos presos em campanha eleitoral. De acordo com o documento, essa a ação era “doação eleitoral” da empresa Sanefer, que recebia, por meio da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago), os supostos pagamentos indevidos da Secretaria de Segurança Pública (SSP), na época que o político acumulava a chefia da pasta e a vice-governadoria.

A denúncia também afirma que as transferências feitas para a empresa vinham “majoritariamente” da SSP. O mesmo sócio da Sanefer “retornava parte dos valores a José Eliton de outras formas, ainda não esclarecidas”.

Ainda conforme a decisão, uma terceira forma de contrapartida eram doações eleitorais para campanhas entre 2008 e 2014 do também ex-governador Marconi Perillo (PSDB).

Fonte: G1

sexta-feira, 29 de março de 2019

Estão abertas as inscrições para o Encontro Regional em Campos Belos/GO



As inscrições para a segunda edição do 9º Encontro Regional do TCMGO – 2019, que será realizada na 3º Região, em Campos Belos, no dia 2 de abril, podem ser feitas pelo site: www.tcm.go.gov.br/sophos

O tema do Encontro Regional deste ano é “Pela Efetividade das Políticas Públicas”. O objetivo do tribunal é capacitar gestores, para que consigam resultados cada vez mais eficientes em suas administrações públicas. São esperados prefeitos, vereadores, secretários, gestores e agentes sociais das 40 cidades da regional (veja tabela).

O evento será realizado na Câmara Municipal de Campos Belos, das 7h30 às 13 horas. Depois da abertura oficial, será ministrada a palestra: “Operação do Sistema Colare”.  

A partir das 10h45 estão programados os painéis: Preços Referenciais para Orçamentos de Obras e Serviços de Engenharia, Portal da Transparência e Aspectos Relevantes no Controle da Gestão de Pessoal.

A Prefeitura e a Câmara Municipal de Campos Belos são parceiras do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás e do Ministério Público de Contas dos Municípios na realização do Encontro Regional.


Fonte: TCM-GO

Mensagens interceptadas pela PF indicam que avião de preso em operação foi usado por José Eliton em campanha política



Mensagens de aplicativo interceptadas pela Polícia Federal indicam que o ex-governador José Eliton (PSDB) usava o avião de um dos presos na Operação Decantação 2 durante campanha política.

Na decisão que determinou a prisão de cinco investigados consta que essa a ação era “doação eleitoral” da empresa Sanefer, que recebia, por meio da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago), os supostos pagamentos indevidos da Secretaria de Segurança Pública (SSP), na época que o político acumulava a chefia da pasta e a vice-governadoria.

Nas mensagens entre um contato, que seria o piloto da aeronave, e um dos sócios da empresa, o empresário cita o então chefe de gabinete de Marconi Perillo (PSDB), que também foi preso durante a operação. O documento diz ainda que foi usado “terminal telefônico em nome da SSP para o agendamento” das viagens, o que, segundo a decisão, “robustece os indícios da irregularidade” cometidas por José Eliton.

O documento também afirma que as transferências feitas para a empresa vinham “majoritariamente” da SSP. O mesmo sócio da Sanefer “retornava parte dos valores a José Eliton de outras formas, ainda não esclarecidas”.

Ainda conforme a decisão, uma terceira forma de contrapartida eram doações eleitorais para campanhas entre 2008 e 2014 do também ex-governador Marconi Perillo (PSDB).

Investigações

A Operação Decantação 2, que apura suspeitas de pagamento de propina ao ex-governador de Goiás José Eliton, deixou cinco presos e cumpriu oito mandados de busca e apreensão em Goiânia, Aparecida de Goiânia e outras regiões da Região Metropolitana.

José Eliton foi alvo de mandados de busca, mas teve pedido de prisão negado. A ação da Polícia Federal apreendeu R$ 2,3 milhões que seriam fruto de irregularidades.

As investigações constaram que três empresas, de um único dono, foram beneficiadas em contratos com a Saneago, mesmo com "impedimentos fiscais e não sendo especialistas na prestação dos serviços demandados, o que indica direcionamento de licitação".

Conforme a PF, os envolvidos devem responder, na medida de suas participações, pelos crimes de associação criminosa, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, fraudes em processos licitatórios e lavagem de dinheiro.

Outro lado

A Saneago informou, em nota, que "a atual gestão da empresa tem priorizado a implantação das melhores práticas de governança, para garantir a lisura em todos os processos da companhia, como a criação da Superintendência de Governança". A Saneago completou que "permanece prestando toda a colaboração necessária às investigações".

Na nota enviada pelo advogado de José Eliton, Tito Amaral, ele informou que, no momento da operação, o cliente estava em Posse, no interior de Goiás, onde participaria de uma audiência como advogado, mas retorna na tarde de quinta-feira para Goiânia. Conforme o texto, a PF cumpriu mandado de "busca de documentos no apartamento do ex-governador, quando foi apreendido apenas um computador de uso pessoal".

Segundo Tito Amaral, "convém enfatizar que os fatos investigados pela operação teriam ocorrido entre 2014 e 2016, período que José Eliton exercia mandato de vice-governador. Não existem fatos ou elementos nesta investigação que coloquem em suspeita a lisura de José Eliton como vice-governador ou governador".

Já a assessoria de Marconi Perillo informou que ele não é investigado na operação e, por isto, não vai se manifestar.

Fonte: G1

quinta-feira, 28 de março de 2019

Morre um dos acusados de desvio de dinheiro da Diocese de Formosa/GO



Morreu, nesta quinta-feira (28/3), o vigário-geral da cidade de Formosa, em Goiás, Epitácio Cardoso. Ele era um dos investigados em uma operação do Ministério Público de Goiás (MPGO), que investiga o desvio de R$ 2 milhões dos cofres da Igreja Católica.

Segundo a defesa do religioso, ele estava internado, ao menos, desde o início deste mês, e faleceu em decorrência de complicações no quadro de pneumonia.

Os advogados não deram detalhes a respeito do quadro de saúde do vigário, mas lamentaram, por meio de nota, a morte do religioso. Os defensores consideram as investigações "uma ação penal midiática sustentada tão-somente em condutas atípicas. Hoje, todos nós temos a firme convicção de que as injustiças e as misérias do processo penal também causam mortes diretas".

Deflagrada em 19 de março de 2018, a Operação Caifás resultou na acusação de 11 pessoas, incluindo o vigário. Além dele, são investigados Thiago Wenseslau, juiz eclesiástico; Waldson José de Melo, pároco da Paróquia Sagrada Família, em Posse (GO); Guilherme Frederico Magallhães, secretário da Cúria de Formosa; Darcivan da Conceição Serracena, funcionário da Diocese de Formosa; Edmundo da Silva Borges Junior, advogado da Diocese de Formosa; Pedro Henrique Costa Augusto e Antônio Rubens Ferreira, empresários apontados como laranjas do esquema; Mario Vieira de Brito, pároco da Paróquia São José Operário, em Formosa; Moacyr Santana, pároco da Catedral Nossa Senhora da Imaculada Conceição, também em Formosa; e José Ronaldo Ribeiro, bispo da mesma cidade. 

Em 12 de setembro do ano passado, o bispo dom José Ronaldo Ribeiro, acusado de ser mentor do esquema, renunciou ao cargo.

Fonte: CorreioWeb

Tribunal do júri de Posse/GO condena integrante do grupo “Os três Patetas”



O Tribunal do Júri da comarca de Posse, localizada no Nordeste goiano, condenou Florisvan Guedes da Silva, integrante do grupo denominado “Os Três Patetas”, a pena definitiva de 28 anos, oito meses e 11 dias de reclusão, em regime fechado, pelos homicídios duplamente qualificado contra as vítimas Joelma Sousa Rodrigues e Lucas Pereira de Almeida, durante uma brincadeira conhecida por “Zerinho ou Um”, que decide quem matará o rival por uma dívida de droga e que também vitimou Jonathan Juran da Hora Silva.

Quanto a este último homicídio qualificado, Florisvan foi absolvido, vez que foi executado por um outro integrante do grupo, Douglas Maciel, já falecido. Contudo, ele foi condenado, ainda, pelo crime de associação para o tráfico de droga, a 700 dias-multa, sendo cada dia-multa fixada em 1/30 do salário mínimo vigente na época do fato, ocorrido em 2016.

Segundo denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), no dia 10 de maio de 2016, por volta das 21 horas, na Rua Hidelbrando Pereira de Souza, Setor Mãe Bela, Florisvan Guedes, à época com 19 anos, juntamente com Douglas Maciel e Tharly Oliveira Souza (falecidos em 29 de maio de 2016), de “forma livre, consciente e voluntária, por motivo torpe” - dívida de drogas -, matou Jonathan Juran da Hora Silva.

Nesta mesma noite, por volta das 22h58, e na mesma circunstância, o grupo matou Lucas Pereira de Almeida, na Rua Nelson Vieira de Brito, Setor dos Funcionários, tendo no dia anterior e também em igual situação, matado Joelma Sousa Rodrigues. O crime aconteceu às 19h10, na Rua José Balduíno, Centro.

Os autos noticiam que o grupo se autodenominava “Os Três Patetas”, e aterrorizouos moradores de Posse, até a morte de Douglas e Tharly, durante confronto com a Polícia Militar.

De acordo com os autos, os três “uniram-se em comunhão de esforços para a prática de tráfico de drogas neste município ao longo do ano de 2016, tendo comercializado o entorpecente junto a pequenos usuários de droga, assim como realizado a cobrança de dívidas de tráfico empregando métodos extremamente violentos e até mesmo mortais”.

Sorteio macabro

De acordo com o Inquérito Policial, Joelma Sousa, usuária de crack, procurou mais de uma vez o grupo em busca de droga para seu consumo. Os três traficantes, contudo, já planejavam a sua morte em razão de dívidas não pagas e também porque acreditavam que ela seria informante da polícia e os estaria delatando aos policias.

O grupo realizou um macabro sorteio para decidir qual dos “Patetas” iria desferir os tiros fatais, tendo os mesmos logo depois se encontrado com a vítima em via pública. Florisvan atraiu a atenção de Joelma para que o “Pateta” Douglas efetuasse os disparos fatais, tendo ambos em seguida se evadido do local.

Também foi apurado que a vítima Lucas de Almeida devia aos “Três Patetas” volumosa quantia de drogas, o qual recusava-se a pagar, mesmo tendo sido cobrado pelo grupo por diversas vezes. A sessão do Tribunal do Júri foi realizada na sexta-feira (22) e presidida pelo juiz Pedro Henrique Guarda Dias.

Fonte: TJGO

José Eliton está em Posse/GO e foi alvo de pedido de prisão, negada pelo juiz



O ex-governador José Eliton (PSDB) foi alvo de pedido de prisão (preventiva ou temporária) por parte da Polícia Federal, mas o juiz federal Rafael Ângelo Slomp indeferiu na decisão da Operação Decantação 2, deflagrada nesta quinta-feira (28).

A manifestação do Ministério Público Federal, do procurador Helio Telho, foi contrária à prisão, alegando falta de atualidade nos fatos imputados a ele.

"A medida não se mostra adequada, embora haja fundadas suspeitas de que integre a organização criminosa e tenha efetivamente agido para beneficiar a empresa Sanefer possivelmente em troca de propina", diz.

Em nota, a assessoria de José Eliton informou que ele está em Posse, no nordeste goiano, numa audiência como advogado, mas retorna nesta tarde para Goiânia. Conforme o texto, o ex-governador "confirma que a PF cumpriu mandado de busca e apreensão em seu apartamento na capital, em que foi apreendido um computador, usado por seu filho mais novo". Ele informou ainda que dará uma declaração assim que tiver acesso ao inquérito da continuação da Operação Decantação.

Foram presos durante a operação:

Luiz Alberto de Oliveira - chefe de Gabinete de Gestão da Governadoria até meados de 2017;

Gisella Silva de Oliveira Albuquerque - filha de Luiz Alberto;

Carlos Eduardo Pereira da Costa - sócio da Sanefer Construções e Empreendimentos;

Nilvane Tomás de Sousa Costa - sócio da Sanefer Construções e Empreendimentos;

Robson Borges Salazar - ex-diretor de gestão corporativa da Saneago.


Fonte: O Popular e G1

Polícia Federal faz buscas em endereços do ex-governador de Goiás José Eliton



A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (28) mandados de busca e de prisão na Operação Decantação 2, que investiga fraude em licitações e desvio de dinheiro na Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago). O ex-governador José Eliton (PSDB) é alvo de mandados de busca e apreensão.

A reportagem pediu um posicionamento às assessorias de José Eliton e da Saneago e aguarda retorno.

De acordo com a Polícia Federal, empresários, dirigentes da empresa e agentes públicos são investigados pelos desvios, cometidos entre os anos de 2012 e 2016.

Ao todo, a operação cumpre cinco mandados de prisão temporária e oito de busca em endereços de investigados e pessoas ligadas ao ex-governador, em Goiânia e Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

Durante as buscas, os policiais acharam uma mala de dinheiro na casa de uma das mulheres detidas. Segundo a PF, há R$ 800 mil.

A polícia informou que os desvios investigados na operação realizada nesta manhã ocorreram na gestão de José Eliton, que ficou no lugar de Marconi Perillo (PSDB) quando ele renunciou para concorrer à eleição de 2017.

Os mandados judiciais também envolvem sequestro de 65 imóveis, avaliados em R$ 35 milhões.

De acordo com a PF, foi constatado que três empresas, de um único dono, foram beneficiadas em contratos com a Saneago, mesmo com impedimentos fiscais e não sendo especialistas na prestação dos serviços demandados, o que indica direcionamento de licitação.

Fonte: G1

quarta-feira, 27 de março de 2019

Família de Alvorada do Norte/GO pede ajuda para custear cirurgia de garoto de 5 anos



A família de Arthur Barbosa, um garotinho de 5 anos, de Alvorada do Norte, no nordeste goiano, pede auxilio para ajudar seu filho. Arthur foi diagnosticado com pólipo antrocoanal nasal, e precisa ser operado urgente.

Uma espécie de tumor, provavelmente benigno, o garotinho está a 5 meses na filha do SUS aguardando a cirurgia.  A mãe está com ele em uma casa de apoio em Goiânia.

São três tumores, dois no nariz e um na garganta. Os médicos alertaram que o quadro é delicado e que o garoto precisa ser operado o quanto antes.

A família quer ajuda financeira para custear a cirurgia do garoto. Ele está com febre, vomitando e mal consegue dormir durante a noite, e o quadro clínico tem piorado a cada dia.

Ajude o pequeno Arthur realizando deposito na conta: Agência: 3620x Conta Corrente: 19989-8 – Banco do Brasil – Ricardo Ferreira da Silva, pai do Arthur.

Detran não renovará contrato com UEG para exames de CNH em Goiás



O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) anunciou, nesta quarta-feira (27), que não renovará o contrato com a Universidade Estadual de Goiás (UEG), atualmente responsável pelas provas práticas para ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O órgão deverá decidir, nos próximos 30 dias, se reassume a responsabilidade pelos exames ou se abre nova licitação para terceirizar o serviço.

A medida tomada pelo Detran-GO atende a um pedido do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO), que avaliou como irregular continuar a parceria com a UEG por “dispensa de licitação”.

O atual contrato será encerrado no próximo mês de agosto. Até lá, o presidente do órgão, Marcos Roberto Silva, disse que o Departamento fará o possível para cumprir as medidas determinadas pelo TCE.

Segundo o presidente do Detran, o contrato sem licitação com a UEG está em vigor desde 2006 e hoje tem um custo anual de R$ 16 milhões. “Se a gente assumir o serviço teremos uma redução no valor do contrato de 40% a 50%”, informou.

Caso assuma o serviço, o presidente do Detran disse que terá que investir em mais estrutura e ainda ampliar o quadro de 150 funcionários aptos atualmente para aplicar os exames.

"Tudo ainda está sendo avaliado. Estamos conversando direto com o governador. A decisão final é dele. Se for ficar com o Detran, vamos treinar o pessoal para cumprir o que pede o Denatran”, afirmou Marcos.

A UEG assumiu o serviço em uma época na qual havia várias denúncias de possíveis fraudes na realização dos exames. Sobre a possibilidade deste tipo de problema voltar a acontecer, Marcos Roberto disse que hoje existem muito mais instrumentos de fiscalização do que naquela época.

"Hoje, por exemplo, tem a telemetria com uma câmera dentro do carro, que impede fraudes por parte dos instrutores", afirmou o presidente.

Ainda de acordo com ele, a recomendação do TCE foi feita desde 2017 e tanto o Estado, quanto a UEG teriam sido comunicadas na época.

A reportagem entrou em contato com a antiga gestão do Governo de Goiás e com a UEG para saber porque o contrato não foi suspenso antes e ainda aguarda o retorno.

Fonte: G1

MP pede inclusão de nome de empresários foragidos em lista da Interpol. Operação foi deflagrada em Formosa/GO



A 1ª Promotoria de Justiça de Formosa requereu a inclusão dos empresários André Luiz Gontijo de Souza e Vanessa Maris Araújo Fernandes na lista de procurados da Interpol. Eles tiveram a prisão preventiva decretada e encontram-se foragidos desde o dia 22 de março.

A intenção dos promotores que assinam o pedido, Douglas Chegury e Fernanda Balbinot, é que os postos da Polícia Federal na fronteira e aeroportos e demais órgãos de segurança pública permaneçam alertas para capturá-los.

André Luiz e Vanessa Maris são investigados no âmbito da Operação Demóstenes, deflagrada pelas Promotorias de Justiça de Formosa, por suspeita de participarem de organização criminosa voltada para a prática de fraudes em licitações públicas. De acordo com as investigações, foram fraudados processos licitatórios de pavimentação asfáltica nos anos de 2017 e 2018.

Os dois empresários são proprietários da empresa Mult-X Construtora e são acusados também de falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

As investigações apuraram que foram fraudados oito procedimentos licitatórios que tiveram como objetivo a pavimentação asfáltica, aplicação de lama asfáltica e tapa-buraco nas ruas do município.

A Justiça, atendendo pedido do MP-GO, decretou o bloqueio de R$ 5 milhões dos réus como forma de assegurar o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos municipais.

Fonte: MPGO

terça-feira, 26 de março de 2019

Iaciara/GO: Ex-integrantes da Banda Real Som 5 se reúnem durante aniversário do músico Ademar Soares




Um reencontro é sempre algo emocionante, e foi assim no aniversário do músico, compositor e fundador da banda Real Som 5, Ademar Soares, que fez muito sucesso em todo estado de Goiás nas décadas de 80 e 90.

Regado a muita música e com encantamento de velhos amigos e com ex-integrantes da banda, a festa aconteceu em Iaciara, no nordeste goiano, no último sábado (23), na casa de Ademar Soares.

A festa de aniversário de Ademar Soares marcou o reencontro de ex-integrantes da banda, após seus caminhos se dividirem nas diversas encruzilhadas e caminhos possíveis de suas vidas, para celebrar a arte da banda Real Som 5.

Num formato inédito, a banda Real Som 5 comandada pelo músico e aniversariante Ademar Soares reviveu as canções que marcaram época durante a trajetória da banda.

Foi um dia de sorrisos e nostalgia, um sábado para ficar marcado nos corações de gerações que estiveram presentes no evento.

As músicas, mesmo tão antigas, além de há muito não ouvidas, receberam o coro de inúmeras vozes que as entoavam como que se ouvidas ainda ontem, tal sua força e magia. Era realmente uma celebração da banda Real Som 5.

Além do aniversariante, participaram da festa os ex-integrantes da banda Manoel baterista, Jhonatan, Djalminha, Ravengar, Hernandes Bispo, Adelson, Edmundo, Rock baterista, Rosa Ferreira e Luzia do Sol.
Um dos LP's mais famosos da banda Real Som 5

Posto de combustível é assaltado por dupla em Divinópolis de Goiás



Dois homens estão sendo procurados suspeitos de assaltar um posto de combustível na cidade de Divinópolis de Goiás, no nordeste do estado.

A dupla, ainda não identificada, levou uma quantia de dinheiro do caixa, no início da noite de segunda-feira (25).

Os suspeitos renderam o frentista, o levaram para o escritório e pegaram o dinheiro do caixa. A quantia não foi informada.

Em seguida, a dupla fugiu do local. A Polícia Militar fez rondas na região, mas ninguém foi localizado.

Câmeras de segurança do local flagraram o momento da ação, que está sendo investigada pela polícia.

Investe Turismo terá duas rotas em Goiás, incluindo Alto Paraíso e Cavalcante/GO



Incrementar a competitividade dos destinos, para que o Brasil possa concorrer profissionalmente no mercado internacional, atendendo com excelência turistas nacionais e estrangeiros e assim aumentar nossa receita cambial. Esse é o objetivo do Investe Turismo, programa do Sebrae, Embratur e Ministério do Turismo para execução de 27 projetos em 20 estados, que vai atuar em Rotas Turísticas Estratégicas para o Mercado Internacional.

Novas práticas e investimentos no Turismo vão acelerar o desenvolvimento, gerar empregos e transformar destinos.

Em Goiás, o Investe Turismo será implementado em duas rotas: Região do Ouro/Caminho de Cora Coralina, abrangendo Pirenópolis, cidade de Goiás e Goiânia; e Região da Chapada dos Veadeiros, incluindo Alto Paraíso e Cavalcante.

O projeto foi lançado nesta segunda-feira, dia 25, em Cavalcante. O presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, participou do lançamento do Investe Turismo - Goiás nesta terça-feira, dia 26, em Pirenópolis, e estará nesta quarta-feira, dia 27, na cidade de Goiás, às 15 horas, e conta com o apoio do governador Ronaldo Caiado.

Os eixos de atuação que compõem o Investe Turismo são o fortalecimento da governança, a produção de inteligência competitiva, a inovação da oferta turística, a promoção e apoio à comercialização turística, a atração de investimentos e o acesso a serviços financeiros.

Para isso, haverá apoio ao crédito por meio do Prodetur+Turismo e do Fungetur, mapeamento de oportunidades de investimentos, orientações sobre o desenvolvimento de destinos turísticos inteligentes, estudos de mercado, ações de marketing digital e posicionamento de imagem. Um investimento estratégico no setor, com o intuito de apoiar e desenvolver destinos para garantir a atração internacional para os nossos pontos turísticos. 

Fonte: Governo de Goiás

Projeto ajuda animais de rua em Alto Paraíso de Goiás



Um projeto chamado Salvar (Serviço Amoroso de Libertação e Valorização dos Animais de Rua) tem ajudado animais de rua da região de Alto Paraíso de Goiás.

O programa inclui a conscientização, educação e formação de agentes para garantir assistência a cães e gatos em situação de risco, com deficiência, histórico de abuso, maus tratos e abandono.

Além disso, a rede realiza campanhas de vacinação e castração.

Segundo Marí Romanholi, uma das voluntárias do projeto, um "Castramóvel" está realizando campanhas na região e ajudando muitos animais.

Fonte: EBC

Polícia prende em Flores de Goiás suspeito de matar homem a pauladas e deixar outro em coma




A 33ª Delegacia de Polícia de Santa Maria, no Distrito Federal prendeu na segunda-feira (25/3), em Flores de Goiás, Mateus Bezerra, de 21 anos, suspeito de envolvimento no assassinato de André Fernandes, 40 anos.

Ele e outros dois adolescentes apreendidos pela Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) são acusados de agredir, em 27 de janeiro, a vítima e o irmão dela, Anderson, 39.

Em decorrência da brutalidade empregada pelos autores nos crimes, Anderson foi internado no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) em estado grave e acabou entrando em coma – do qual se recupera atualmente. Segundo a Polícia Civil (PCDF), as agressões foram desferidas com um pedaço de pau.

Mateus estava foragido desde o dia do crime e, de acordo com a corporação, foi encontrado em um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), no município goiano. O suspeito foi transferido ao DF e chegou à 33ª DP nesta terça (26).

O crime

O assassinato chocou pela brutalidade. Na madrugada de sábado para domingo (27/1), os irmãos foram espancados, um deles até a morte, após saírem de uma festa para comprar bebidas. Segundo informações dos agentes plantonistas da 33ª DP, André foi levado com vida ao Hospital Regional do Gama, mas não resistiu aos ferimentos e morreu instantes depois de dar entrada na emergência.

Fonte: Metrópoles

Número de imóveis com focos de Aedes cai, mas situação ainda é de alerta, diz Secretaria de Saúde de Goiás



A Secretária de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) divulgou, nesta terça-feira (26), que a média do índice de infestação do Aedes aegypti, ou seja, a quantidade de imóveis que possuem criadouros do mosquito, é de 1,78%, até março deste ano.

Apesar da queda em relação ao mesmo período do ano passado, a situação ainda é considerada de alerta e preocupa as autoridades sanitárias.

Nos três primeiros meses de 2018, o índice de infestação foi de 2,05%. Isso significa que a cada 100 imóveis, 2 tinham criadouros. O coordenador geral de combate ao Aedes da SES, Marcello Rosa, disse que a situação inspira cuidados.

“É uma situação que preocupa. O papel da secretaria é orientar os municípios a intensificar o combate ao mosquito, bem como a fiscalização dos imóveis em parceria com a Vigilância Sanitária. Um criadouro em um imóvel tem potencial para infestar até nove quadras”, explica.

Até março de 2019, foram notificados 29.190 casos de dengue em Goiás. Destes, 11,5 mil foram confirmados. O órgão contabilizou ainda que 31 pessoas morreram com suspeita da doença. Duas mortes estão confirmadas, sendo uma em Posse e outra em Turvânia.

Veja a situação das cidades goianas:

89 cidades: situação satisfatória - com índice de infestação menor que 1%;

126 cidades: situação de alerta - com índice de infestação entre 1% e 3,9%;

27 cidades: situação de risco - com índice de infestação igual ou maior que 4%.

As cidades que apresentaram índice mais alto foram: Aporé (12,6%), Goianápolis (8%), Hidrolândia (6%), Aruanã (5,8) e Indiara (5;8%). Goiânia possui 1,7%, dentro da média estadual.

As cidades de Itumbiara, Lagoa Santa, Palminópolis e São João da Paraúna não realizaram o levantamento. Segundo a SES, isso ocorreu devido ao fato de que elas apresentaram muitos criadouros e, como as equipes de atuação são pequenas, priorizou-se o combate ao invés do levantamento.

Fonte: G1

segunda-feira, 25 de março de 2019

Previsão de chuvas muito fortes coloca o Nordeste Goiano sobre aviso de atenção



Um canal de umidade que atua sobre o Tocantins leva instabilidade ao Norte e Nordeste de Goiás provocando instabilidade e chuvas muito fortes na região.

Nesta terça-feira, dia 26, as chuvas devem continuar. O fenômeno atmosférico coloca a região sobre aviso de atenção, segundo boletim meteorológico elaborado pelo Núcleo de Meteorologia e Hidrologia da Secretaria de Desenvolvimento e Serviços (SEDS), do Governo de Goiás.

De acordo com essa previsão nas demais áreas do Estado também haverá instabilidade no período, porém as pancadas de chuva serão de menor intensidade.

As temperaturas continuam praticamente as mesmas em todo Estado apesar do fim do verão e entrada do outono no dia 20, estação de clima mais ameno.

Prefeitura de Flores de Goiás abre processo seletivo



A Prefeitura de Flores de Goiás, no Estado de Goiás, publicou o edital nº 001/2019 referente ao seu processo seletivo simplificado que tem por objetivo o preenchimento de 5 vagas imediatas e mais 15 vagas para formação de cadastro reserva, totalizando 20 vagas em disputa.

Vagas

Oficineiro de Capoeira: R$ 998,00 para 40 horas semanais;

Oficineiro de Arte, Música e Contador de História: R$ 998,00 para 40 horas semanais;

Entrevistador do Cadastro Único e Bolsa Família: R$ 998,00 para 40 horas semanais;

Assistente Social: R$ 2.800,00 para 30 horas semanais;

Psicólogo: R$ 2.800,00 para 40 horas semanais;

Supervisor do Programa Primeira Infância no SUAS: R$ 1.800,00 para 40 horas semanais;

Visitador do Programa Primeira Infância no SUAS: R$ 1.050,00 para 40 horas semanais.

As vagas de Supervisor, Psicólogo e Assistente Social são de nível superior. As demais vagas são de nível médio.

Os profissionais acima irão atuar, durante o ano de 2019, na área de Assistência Social nos seguintes locais/programas:

Centro de Referência de Assistência Social (CRAS);
Centro de Referência de Assistência Social Volante (CRAS-Volante);
Serviço de Convivência de Fortalecimento de Vinculo (SCFV);
Programa Primeira Infância no SUAS;
Bolsa Família-IGD.

Inscrições

As inscrições serão realizadas de forma gratuita, entre os dias 28 de março e 09 de abril de 2019, na Secretaria Municipal de Assistência Social, que fica localizada na Praça da Matriz, nº 44, no centro de Flores de Goiás.

Ao se inscrever, o candidato deverá entregar a ficha de inscrição preenchida, disponível no anexo IV do edital, juntamente com os originais e cópias da seguinte documentação:

Curriculum vitae, com os documentos que comprovem as informações de formação e experiência profissional;
Documento de identidade oficial com foto;
CPF;
Comprovante de residência atualizado;
Carteira de Trabalho.

Provas

Este processo seletivo será composto por análise curricular valendo até 20 pontos e por entrevista técnica, também valendo 20 pontos.

Na análise curricular poderão ser avaliados os cursos de pós-graduação ou graduação, de acordo com o nível de escolaridade do cargo, cursos de atualização e aperfeiçoamento na área de assistência social ou na área do cargo e a experiência profissional.

Serão aprovados na análise curricular e convocados para a entrevista apenas os candidatos que obtiverem a nota mínima de 14 pontos.

Serão aprovados na entrevista os candidatos que obtiverem a nota mínima de 12 pontos.
Validade

Este processo seletivo será válido por um ano, a contar da sua homologação, podendo ser prorrogado por mais um ano, conforme necessidade da administração pública.

Fonte: Concursos no Brasil

Caiadistas duvidam que o deputado Iso Moreira vai romper com o governador Ronaldo Caiado



O deputado estadual Iso Moreira é filiado ao DEM, mas não se considera caiadista. Ele está profundamente “magoado” com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, igualmente do DEM. O parlamentar alega para os aliados que, apesar de ter sido um dos baluartes da campanha — chegou a abandonar o PSDB para seguir o postulante do partido Democratas —, quando chegaram ao poder, percebeu que o verbo não será pluralizado. Quer dizer, Ronaldo Caiado chegou ao poder, com seu grupo de técnicos, parte deles importada de outros Estados, e “esqueceu” os aliados. Mas Iso Moreira não chegou ao poder; pelo contrário, ficou chupando o dedo.

Dois deputados que conversam com frequência com Iso Moreira afirmam que o deputado quer ser tratado de maneira respeitosa e, sim, quer indicar aliados para o governo.

Noutras palavras, quer participar do governo, quer ser governo de fato e de direito. “Iso é um homem rico e não quer se envolver em bandalheiras. Mas, de fato, quer indicar aliados para cargos de alguma importância”, diz um parlamentar da base governista. “Iso pode romper com Caiado e sair do DEM”, afirma o outro deputado.

Ronaldo Caiado não comenta o assunto com nenhum de seus aliados, pois estaria mais preocupado em resolver a crise do governo. “Ronaldo tem preocupações mais fortes do que discutir cargos de segundo e terceiro escalão”, afirma um parlamentar, que, embora tenha apreço por Iso Moreira, sugere que o colega “está exagerando”. “Ronaldo tem de pagar o funcionalismo, de melhorar a saúde, a educação e a segurança pública. Por isso não pode ficar recebendo Iso Moreira, quase toda semana, para discutir nomeações”, pontua um caiadista.

Um deputado afirma que, no governo de Marconi Perillo, Iso Moreira mantinha mais de 160 aliados no governo. “No governo de Ronaldo, o toma-lá-dá-cá acabou. Iso poderá nomear alguns aliados, mas não poderá trazer uma multidão de pessoas do Nordeste goiano para empregar no governo. O fisiologismo acabou. Não basta dizer que é moderno — é preciso ser moderno na prática”, critica um caiadista. “E anote: Iso não vai romper. Ninguém, em sã consciência, rompe com um governo que está há apenas três meses no poder. Quem tem mais a perder: Ronaldo ou Iso?”

Fonte: Opção

Encontro na Chapada dos Veadeiros valoriza trabalho de parteiras, pajés e benzedeira




Uso de plantas medicinais como remédio, benzimento para afastar o mal, banho de ervas como ritual de proteção. Esses são alguns dos costumes tradicionais seguidos por parteiras, pajés e benzedeiras para promover cura e bem-estar. Também chamadas de raizeiros, extraem das plantações a fórmula para tratar enfermidades, mau-olhado e sensações ruins. Unem a natureza, a fé e a espiritualidade para seguir com a tradição.

No Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, a cerca de 260km do Distrito Federal, ocorrerá pelo quarto ano consecutivo um encontro gratuito com os raizeiros, de 16 a 19 de maio. São quatro dias de imersão nos saberes de cura dos povos tradicionais e uma forma de disseminar essa cultura a outras pessoas. As atividades englobam oficina de remédio caseiro, roda de prosa com parteira, benzimentos e saída a campo para explorar as plantas medicinais do cerrado. Tudo de forma simultânea.

A idealizadora do projeto é a bióloga e especialista em fitoterapia pela Universidade Federal de Goiás (UFG) Daniela Ribeiro de Souza, 36 anos. Moradora de Alto Paraíso de Goiás, principal cidade da Chapada dos Veadeiros, ela teve a ideia de promover o encontro há quatro anos, como forma de valorizar mestres raizeiros. “É uma forma de salvaguardar e difundir os saberes tradicionais de cura que envolvem a espiritualidade de cada um”, explicou.

O encontro surgiu para estimular que cada pessoa, em seu município ou região, reconhecesse os instrutores da cultura popular local (leia Para saber mais). Mas, desde o primeiro evento, vieram participantes de outras unidades da Federação e até habitantes de fora do Brasil, como do Paraguai, do México, da Suíça e da Índia. “Os indianos relatam, inclusive, que o trabalho feito pelos raizeiros é o que mais se assemelha à medicina ayurveda de lá. O que esses mestres fazem aqui é seguido por médicos na Índia em hospitais, mas, infelizmente, no Brasil é perseguido e marginalizado. Por isso, chamamos de saberes ameaçados”, relata Daniela.

Na visão da idealizadora do encontro, é importante desmistificar o preconceito. “Raizeiro não é bruxa, não é feiticeiro, macumbeiro, como algumas pessoas pensam. O que nós queremos é não deixar essa cultura morrer e mostrar a beleza que ela tem”, destaca.

O encontro em Goiás é protagonizado pelos próprios mestres da cultura popular de cura. São só eles que ministram oficinas e rodas de palestras, inclusive com atividades dentro de Alto Paraíso e do distrito de São Jorge. Pajés que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) dão o seu testemunho, assim como parteiras que trabalham ao lado de obstetras.

No evento de 2018, foram contabilizados 2,4 mil participantes. Para o encontro deste ano, a previsão é de que a quantidade ultrapasse novamente os 2 mil. Além de viajantes de fora do país, do Distrito Federal e de Goiás, há interessados que saem de Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba para participar do encontro.

“A parteira mais conhecida na Chapada é a dona Flor. Antes do encontro Raízes, os filhos dela não tinham coragem de assumir essa prática, por medo ou vergonha. Com o movimento, eles quebraram esse estigma e já assumiram o legado da mãe”, explica Daniela. Uma das filhas de dona Flor é doula e aprendiz de parteira. O outro filho assume-se como raizeiro.

Durante o curso, os raizeiros também ensinam a fazer remédios caseiros, seja por garrafada, a partir de composto medicinal, seja como balinha para criança. Além da organizadora, outros 50 voluntários trabalham para o evento ocorrer.

Contribuição

Pela primeira vez, Daniela arrecada doações por meio de vaquinha on-line para o encontro. Como o evento é gratuito, a verba serve para custear as despesas dos 70 raizeiros na cidade, garantir a alimentação deles, auxiliar no transporte e na compra de materiais básico, como o de limpeza.

Até ontem, a vaquinha tinha arrecadado pouco mais de R$ 8 mil de uma previsão de R$ 180 mil. “Ousamos ao colocar o valor, porque sonhamos em pagar um cachê de ao menos R$ 600 para cada mestre, além de promover uma ajuda de custo aos voluntários, que é bem abaixo do valor de mercado, mas que nunca conseguimos manter. Mas a nossa prioridade é que eles (raizeiros) estejam no curso, se alimentem e voltem bem para suas casas”, afirma Daniela.

No ano passado, além dos custos básicos, o evento conseguiu colaborar com R$ 104 para cada raizeiro. “Eles não têm salário, ajuda de custo, nada. A partir das caixinhas que distribuímos no evento, conseguimos arrecadar esse valor.”

Ajuda e doações

O primeiro encontro, em 2016, teve parte financiada de um fundo. A idealizadora do projeto participou de um evento e, de lá, surgiu a ideia de promover a difusão de saberes dos raizeiros. Além do pagamento de cachês, transporte e alimentação, parte da verba serviu para gravar um documentário. A partir da segunda edição, o evento ocorreu de forma totalmente independente. O dinheiro era arrecadado de pessoas conhecidas que se identificavam com o tema, além de patrocínio.

Ajude

Quem quiser ajudar pode participar da vaquina on-line doando qualquer valor até 31 de março, pelo link vakinha.com.br. Quem quiser ajuda com patrocínio pode obter mais informações com a coordenadora geral do Raízes, Daniela Ribeiro, pelo e-mail danibiofito@gmail.com. A prestação de contas das doações e de patrocínios é feita detalhadamente via e-mail ou pessoalmente.

Fonte: Correio Web

Alaska: road movie filmado na Chapada dos Veadeiros fala sobre amor



Para um carioca, Pedro Novaes tem muito orgulho de ser goiano: o diretor se mudou com a família da capital fluminense para Goiânia aos 8 anos de idade e nunca mais quis sair do Centro-Oeste. Apaixonado pela Chapada dos Veadeiros (Alto Paraíso), o rapaz se formou em geografia, mas sua paixão pelo audiovisual falou mais forte.

Ao elaborar seu segundo longa-metragem, Alaska, Novaes se inspirou na estética dos road movies – filmes cuja trama se desenvolve na estrada – e nas belíssimas paisagens da Chapada. O trailer já anuncia a paixão do diretor: é passado “no lugar mais bonito do Brasil”.

O longa conta a história de Fernando (Rafael Sieg) e Ana (Bella Carrijo), ex-namorados que se reencontram para conversar sobre o fim do relacionamento durante uma viagem pelo interior de Goiás.

Apaixonado por documentários, Novaes quis experimentar com o formato, embora o longa seja uma ficção. “Os personagens da Chapada entram no filme. Eles meio que interpretam a si mesmos, buscamos caminhos para incorporá-los na narrativa: são pessoas reais ali. Tem também a estética, a forma crua de olhar a Chapada. Por fim, um terceiro aspecto é a improvisação. Em algumas cenas, liguei a câmera, propus uma situação aos atores e deixei as coisas rolarem”, descreve o diretor.

No filme, Novaes aborda uma dificuldade de sua geração: o conflito entre ficar em casa ou ganhar o mundo. A briga interna é universal, mas especialmente latente na juventude goiana à qual o diretor pertence. “É um conflito particularmente forte para as pessoas próximas a mim, da minha geração em Goiás. É um amor, uma paixão, uma ligação forte demais com o estado, mas tem isso de não achar que aqui é suficiente, de querer ir embora”, comenta.



Fonte: Metrópoles

Acordo com a TAP vai beneficiar Brasília e cidades vizinhas, entre elas Alto Paraíso e Cavalcante/GO



Além de aumentar o fluxo de turistas na Capital Federal, o acordo do stopover assinado na semana passada entre o Governo do Distrito Federal e a empresa aérea portuguesa TAP vai beneficiar cidades próximas a Brasília.

A secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, se reuniu, nesta sexta-feira (22), em Brasília, com os prefeitos de Cavalcante (GO), Josemar Freire, e de São Jorge(GO), Martinho Silva, e secretários de Turismo das cidades de Formosa (GO), Ian Thomé, e de Cavalcante, Wesley Silva.

De acordo com a secretária de Turismo, a intenção do GDF é trabalhar junto com outros estados para aumentar o número de turistas no Brasil “Queremos que os turistas de Brasília também visitem as belezas naturais de outras cidades próximas.

Além das atrações arquitetônicas, cívicas, gastronômicas e ecológicas que oferecemos, a nossa capital está rodeada de lugares históricos e com belezas naturais que encantam os europeus que têm, por característica, viajar para vivenciar novas experiências e culturas”, afirmou Vanessa Mendonça.

A reunião com os prefeitos teve o objetivo de unir esforços entre o Distrito Federal e as cidades próximas à Brasília para impulsionar a economia e a geração de empregos por meio de um vasto cardápio de atrações turísticas.

“Brasília e cidades vizinhas devem estar preparadas para receber o grande fluxo de turistas que estamos esperando. Precisamos investir em rotas, infraestrutura, sinalização e qualidade de atendimento e do receptivo”, enfatizou a secretária de Turismo.

Para a próxima segunda-feira (25), Vanessa Mendonça organiza uma reunião com secretários de Turismo de estados do Centro-Oeste para que destinos como Pantanal, Bonito e Jalapão também sejam oferecidos para os clientes da TAP que optarem por fazer stopover em Brasília.

“Unir as atrações de Brasília com turismo ecológico em outros estados é o produto que o mundo quer comprar. Quando oferecermos esse cardápio de variedades iremos atrair turistas e operadoras do mundo inteiro”, frisou a secretária de Turismo.

Stopover

Os passageiros que embarcarem pela TAP em Portugal com destino ao Brasil poderão ficar até cinco noites em Brasília sem aumento do preço da passagem.

A Capital Federal é uma das pioneiras nesse tipo de parceria com a TAP.

A expectativa do GDF é que não só a rede hoteleira e o comércio de Brasília sejam impactados positivamente com a parada de turistas europeus na cidade, mas também as cidades do Entorno e da Região Metropolitana do DF.

Com uma diversificada rede hoteleira que oferece quase 40 mil leitos, Brasília tem variedade de opções de lazer, gastronomia, compras, atividades culturais, exposições, parques, vida noturna e criatividade.

O aeroporto Juscelino Kubitschek é o 3º maior do Brasil em movimentação internacional de passageiros e o maior hub doméstico do país.

Considerada o 3º polo gastronômico do Brasil, Brasília foi a primeira colocada em um pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo do Brasil sobre a aprovação dos turistas estrangeiros.

Os restaurantes da capital federal tiveram 97,7% de aprovação.

O prêmio Travellers’ Choice 2018, organizado pelo Trip Advisor, concedeu à cidade a segunda colocação na categoria “destinos em alta” na América do Sul.

Fonte: Secretaria de Turismo