quarta-feira, 15 de maio de 2019

Campos Belos e Posse/GO tem protestos contra cortes de recursos na educação

Manifestação em Campos Belos

Manifestação em Posse

Estudantes e professores de várias cidades de Goiás se aliaram a colegas de outras regiões do país e realizam nesta quarta-feira (15) protestos contra o bloqueio de recursos para a Educação anunciado pelo ministro Abraham Weintraub.

Pela manhã houve protestos em diversas cidades goianas, envolvendo representantes de institutos federais e de escolas de ensino médio.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Goiás (Sintego) estima que 80% das escolas estaduais e 70% das municipais da capital vão permanecer fechadas neste 15 de maio, instituido como o dia de protesto nacional a favor da educação pública. Em Goiânia a Secretaria Municipal de Educação informou que 245 unidades de sua rede aderiram ao movimento, o que corresponde a 69% das escolas.    

Catalão, Formosa, Colina do Sul, Jataí, Anápolis, Itumbiara, Rio Verde, Luziânia são algumas das cidades onde houve protestos na manhã desta quarta-feira (15). Uruaçu é um dos municípios do interior que terá manifestação à tarde.  As manifestações estão concentradas principalmente diante das instituições superiores de ensino. Em Anápolis, docentes e acadêmicos da Universidade Estadual de Goiás (UEG), ao lado de alunos da rede pública estadual, mostraram a sua indignação com o corte no orçamento da educação.  

O movimento ganhou força em Goiás pelas redes sociais depois que diversas entidades sindicais se uniram para reforçar os protestos. Além do Sintego, estão mobilizando pessoas para a manifestação geral em Goiânia, entidades como a Associação dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg), o Sindicato dos Professores do Estado de Goiás (Sinpro-GO), o Sindicato dos Trabalhadores em Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Sintef-GO), o Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (SINT-IFESgo), Diretório de Estudantes da UFG e do IFG,   Associação Psiquiátrica de Goiás (APG-GO) e União Nacional dos Estudantes (UNE).

Após a concentração na Praça Universitária, os manifestantes vão seguir caminhando até a Praça Cívica.

Campos Belos

Município a 630 quilômetros de Goiânia, o mais distante da capital, Campos Belos teve uma manifestação pela manhã com a presença de mais de 400 pessoas. "Hoje a aula foi na rua e teve a cidadania como conteúdo", comentou o diretor do IF Goiano, Fabiano Arantes. Ele informou que panfletos com esclarecimentos sobre o impacto do corte anunciado pelo MEC. "Nossa unidade só funcionará até agosto deste ano se o contigenciamento persistir". O IF Goiano faz uma grande diferença no Nordeste goiano,  a região mais pobre do Estado. Mais de 600 alunos estudam na instituição que oferece 3 cursos técnicos, 2 cursos superiores e 4 de pós-graduação.      

Posse

Na manhã desta quarta-feira (15), dezenas de estudantes do IF Goiano e da UEG, com unidades em Posse, fizeram manifestações pelas ruas da cidade. O IF Goiano e a UEG de Posse são dois polos de grande importância para região Nordeste do estado, as instituições oferecem cursos importantes e o fechamento causaria um forte impacto negativo para toda a região.

Posse

Posse

Posse

Campos Belos

Campos Belos

Campos Belos

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário