quarta-feira, 29 de maio de 2019

Ser Natureza de Campos Belos/GO apresenta resultados de recuperação em nascente do Córrego Baunilha




O grupo de trabalho do Projeto Ser Natureza de Campos Belos reuniu-se na última semana, na sede do Ministério Público local, para conhecer o relatório sobre o resultado com o plantio das mudas na primeira das quatro propriedades rurais onde serão realizadas as ações de recuperação do Córrego Baunilha que, junto com o Rio Montes Claros, é manancial de abastecimento da cidade.

Alguns dias antes, a equipe esteve na Fazenda Baunilha para visita a campo, tendo como participantes o promotor de Justiça Bernardo Monteiro Frayha, além dos representantes da Saneago, Vilomar de Souza; da Emater, Rodrigo Gomes de Oliveira; da Secretaria de Meio Ambiente de Campos Belos, Leandro Silva Oliveira e Ismael Borges da Silva Neto; da UEG, Willian; do IF Goiano, Fabiano Arantes, Heleno Alexandrino de Lima Filho e Francielle Rego Oliveira Braz; além do dono da fazenda, João José da Silva.

As ações desta etapa incluíram o cercamento e plantio de mudas próximo à nascente, tendo sido negociada com o produtor a proteção contínua das áreas de preservação permanente existentes na fazenda, com seu cercamento. Providência que contará com o apoio da Emater para o cálculo do material necessário, e a destinação dos produtos pela Saneago, a partir de intermediação do MP. Uma vez recebido o material, o proprietário deverá fazer o cercamento até o final de julho.

As atividades tiveram início em meados de outubro, logo após a apresentação do projeto técnico pela Emater. Embora o projeto contemple as práticas de conservação de solo, a sua aplicação não será necessária em razão do bom estado do terreno, conforme atestaram os técnicos presentes ao encontro, assim como o fazendeiro que afirmou ter feito cacimbas no local, reafirmando a sua satisfação em ter aderido ao Ser Natureza.

Avaliação

Participaram da reunião de avaliação, além do promotor de Justiça e demais integrantes do grupo de trabalho, as analistas da Coordenadoria de Assessoramento à Autocomposição Extrajudicial (Caej) Maria José Ferreira Soares e Adriane Chagas, que prestam assessoramento ao Projeto Ser Natureza do Ministério Público de Goiás, o qual é vinculado ao Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente.

Conforme esclarecido pelo técnico Oldemar Filho, da Emater, os trabalhos na fazenda foram realizados em parceria com a Saneago e seu proprietário, João José, sendo que, das 200 mudas usadas na recomposição da área, 75,5%, ou seja, 151, obtiveram êxito.

As espécies, tais como o bacupari, angico embaúba, Ipê e frutíferas, foram produzidas pela UEG e IF Goiano e, a partir de agora, será feito o coramento (limpeza ao redor da muda) e aceiro (limpeza na área das estacas), cujo serviço será feito em parceria com a Secretaria de Obras que vai colocar um servidor e maquinário para ajudar João José.

Em relação ao projeto, o promotor de Justiça afirmou: “a proposta é um sucesso, além da recuperação das nascentes, está havendo a conscientização ambiental com o Projeto Ser Natureza, por meio da educação ambiental, que está sendo desenvolvida nas escolas municipais de Campos Belos. Além disso, as reuniões com o grupo de trabalho são sempre produtivas e o trabalho realizado já mostrou muito resultado, além da aceitação do proprietário rural em realizar o projeto em sua propriedade e o reconhecimento por ele dos resultados positivos obtidos.” Destaca-se também o engajamento dos parceiros para o alcance dos resultados.

Além da avaliação das atividades de crescimento e plantio, a reunião teve como objetivo o planejamento da próxima etapa, com a elaboração do plano de ação, ficando acertado com a Emater a elaboração do projeto técnico das três propriedades e que será apresentado ao grupo e aos produtores rurais no mês de agosto.




Fonte: MPGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário