terça-feira, 25 de junho de 2019

Promotorias e Polícia Civil realizam operação em Formosa/GO para apurar desvio de recursos públicos



A 1ª e a 6ª Promotorias de Formosa e a Polícia Civil deflagraram na manhã de hoje (25/6) a operação denominada Robespierre, que tem como objetivo cumprir dois mandados de busca e apreensão contra pessoas investigadas pela prática, em tese, de atos de improbidade administrativa consistente em desvio de recursos públicos no ano de 2018 em Formosa.

Os mandados foram cumpridos na empresa Criativa Comunicação Visual e na residência do proprietário da empresa. Segundo apurado no procedimento investigativo das promotorias, no segundo semestre de 2018, ano eleitoral, o município executou a contratação de serviços publicitários no valor de R$ 761.000,00 com a empresa investigada, superando em apenas seis meses o contrato nos últimos quatros anos somados.

Descobriu-se ainda que a campanha eleitoral do ex-secretário de Finanças de Formosa, Luís Gustavo Nunes de Araújo, candidato a deputado estadual no pleito de 2018, foi realizada empregando recursos e servidores públicos municipais, tendo o material publicitário de campanha sido produzido pela empresa Criativa.

A operação tem a coordenação dos promotores Fernanda Balbinot e Douglas Chegury, e conta com o auxílio dos delegados de Polícia Civil Vytautas Zumas e José Antônio Machado Sena.

O nome da operação

A operação recebeu o nome de Maximilien Robespierre, segundo os promotores, porque foi um dos mais destacados políticos franceses do século 18. Liderou os jacobinos na Revolução Francesa, que resultou na decapitação de nobres, do rei Luís XVI, assim como na queda da Bastilha.

Fonte: MPGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário