terça-feira, 23 de julho de 2019

Grupo suspeito de desviar recursos públicos é alvo de operação em Formosa/GO



Um grupo suspeito de desviar recursos públicos de 2012 a 2016 é alvo de uma operação, nesta terça-feira (23), do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com as investigações, o prejuízo foi de mais de R$ 9 milhões.

A ação conta com o apoio da Polícia Civil (PC) e já cumpriu quatro mandados de busca e apreensão na casa dos ex-secretários de administração Rodrigo Melo da Natividade, Abílio de Siqueira Filho, Marcelo Pedro Ribeiro de Magalhães e também na residência da ex-gestora do Fundo Próprio de Previdência Thaís Cardoso Martins.

Segundo as investigações, os desvios eram feitos através de gastos fraudulentos de 1440 copos descartáveis por dia. Além disso, fingiam pedir 7 toners de impressora, 10 rolos de papel higiênico e cinco vassouras. Todos por dia entre os anos de 2012 e 2016.

De acordo com o MP-GO, a Thaís e o Abílio já eram alvos da operação Miquéias, realizada pela Polícia Federal (PF), também em combate a improbidade administrativa.

A operação recebeu o nome de Mossad que é o serviço de inteligência e operações especiais de Israel, considerado um dos mais eficientes e temidos do mundo. Ele foi responsável por centenas de operações, dentre elas a captura do oficial nazista Adolf Eichmann na Argentina para ser julgado em Jerusalém na década de 60.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa dos citados.

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário