domingo, 14 de julho de 2019

Locutor de rodeios morre afogado em lago de condomínio, em Niquelândia/GO



Um locutor de rodeios morreu afogado em um condomínio de Niquelândia, no norte de Goiás. De acordo com o Corpo de Bombeiros, Reginaldo Correia dos Santos, conhecido como Salgadinho, 39 anos, fazia o transporte de familiares e amigos de uma margem para a outra do Lago Serra da Mesa, quando caiu na água sem colete salva-vidas, após fazer uma manobra no barco que pilotava. O acidente aconteceu na tarde da última quarta-feira (10).

Salgadinho era conhecido por narrar versos em rodeios e vaquejadas em várias cidades de Goiás, além de gravar vídeos e participações em rádios, segundo relatos de amigos nas redes sociais.

De acordo com o tenente dos Bombeiros, Dorvenice Machado, o locutor estava morando no condomínio junto com o pai, que é zelador do local. Filhas de Reginaldo, inclusive duas delas crianças, presenciaram o acidente, segundo o que foi relatado à equipe de militares, responsável pelo resgate.

"O lago é bastante usado para o lazer e, segundo foi contado pelos parentes da vítima que presenciaram o acidente, ele tinha atravessado para levar parte da família e retornava para buscar a outra, quando foi fazer uma manobra sozinho no barco e caiu na água. Ele estava sentado no meio da embarcação, quando escorregou e foi do lado direito”, contou Dorvenice.

Ainda segundo o tenente, familiares relataram que Reginaldo não sabia nadar direito e, como estava sem o colete salva-vidas, afundou a cerca de 50 metros da margem. Ele também não tinha a chave do motor de popa presa por um cordão ao pulso.

“A vítima também não estava com a chave da embarcação presa ao punho ou ao o colete, então quando ele caiu a embarcação continuou (navegando) e ele não conseguiu alcançá-la”, informou o tenente.

Amigos de Reginaldo entraram na água para tentar socorrê-lo.

“Tinha um mergulhador em uma pousada perto que foi chamado e o encontrou submerso a 3 metros de profundidade, porque não tinha afundado ainda totalmente”, afirmou Dorvenice, acrescentando que o lago tem pontos que variam de 8 a 15 metros de profundidade.

Quando a equipe dos Bombeiros esteve no local, o corpo da vítima já estava na margem do lago. O corpo foi liberado na noite desta quarta e o sepultamento estava previsto para a tarde desta quinta no Cemitério Municipal de Niquelândia.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário