domingo, 7 de julho de 2019

Um morto e três feridos após atropelamento na saída de festa na GO-118, em São João D'Aliança/GO



Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas após serem atropeladas quando voltavam de uma festa em São João D'Aliança, na região da Chapada dos Veadeiros, por volta das 5h30, deste sábado. O acidente aconteceu no Km 91 da GO-118.

O Comando Rodoviário da Polícia Militar suspeitou que o motorista estivesse bêbado. No entanto, de acordo com o delegado Amaury Araújo Sales, não foi feito o teste do bafômetro no local e uma avaliação médica realizada posteriormente não constatou a embriaguez.

A reportagem entrou em contato com a delegacia de Alto Paraíso, onde o caso foi registrado, e a informação passada no local é de que até, por volta das 16h30, o homem permanecia preso e não havia apresentando advogado.

“Ele foi preso e vai responder por homicídio culposo e lesão corporal no trânsito, e também por não ter aguardado local e por omissão de socorro. Ele até voltou no local depois, mas a gente não sabe porquê. Não teve teste bafômetro e, no médico, o exame clínico não constatou a embriaguez. Na delegacia, ele também não apresentou sinais de que estivesse bêbado”, disse o delegado Amaury.

Ainda de acordo com o delegado, o homem contou na delegacia que a escuridão da via e um farol alto de um veículo no sentido contrário teriam atrapalhado a visibilidade dele.

“A versão dele é de que as vítimas estavam no meio da via e que ele só ouviu o barulho da batida. Mas, claro que vamos ouvir os sobreviventes assim que possível para confrontar a versão dele”, informou.

Amaury disse que até esta tarde a ocorrência ainda estava sendo feita. Os nomes das vítimas ainda não foram divulgados, mas a informação passada pelo delegado é que as três tiveram ferimentos e foram levadas para um hospital da região.

“Temos dez dias para concluir o inquérito e vamos ouvir a três pessoas hospitalizadas, assim que elas tiveram condições’, falou o delegado, que é da delegacia de Formosa, responsável pelo plantão em Alto Paraíso.

Sem acesso aos nomes das vítimas, a reportagem não conseguiu saber para que hospital as vítimas foram levadas e nem o estado de saúde delas.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário