sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Estado de Goiás apoia festejos culturais da comunidade Kalunga



Valorizar a cultura e os festejos tradicionais de nosso Estado é uma determinação do governador Ronaldo Caiado desde que assumiu a administração estadual. Nesta semana, por meio do Gabinete de Políticas, o Governo de Goiás realizou uma ação inédita junto à comunidade quilombola Kalunga.

Para a realização da Romaria de Nossa Senhora do Livramento e São Gonçalo, no Vão do Moleque em Cavalcante, a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) arrecadou mais de uma tonelada de alimentos para atender aos fiéis que participam da peregrinação  dos duas 06 a 18 de setembro.

Entre os produtos enviados, estão pacotes de arroz, feijão, óleo, bolacha, além de itens de limpeza como detergente e sabão em barra. Esta é a primeira vez que o governo envia mantimentos para a realização da festa.

Além disso, um grupo de trabalho formado pelas Secretarias de Cultura e Meio Ambiente, Saneago e Polícia Militar Ambiental desenvolveu uma série de ações, que visam promover educação ambiental e preservação dos recursos naturais da região.

A principal preocupação dos Kalunga era justamente a poluição do Rio dos Porcos, única fonte hídrica para a comunidade durante todo ano e que, devido à grande movimentação da festa, acabava sendo o local para tomar banho, lavar louças e roupas, além de servir de banheiro.

Como forma de preservar o rio, a Saneago irá instalar 20 banheiros químicos com serviço de duas limpezas diárias e implantará dois banheiros secos, como projeto piloto para a região. Segundo a companhia, sem água, o banheiro seco evita o lançamento de dejetos em tubulações ligadas a centros de tratamento ou diretamente em arroios e rios, para não os poluírem, e também produz composto orgânico no final de seu processo.

Já a Secretaria de Meio Ambiente ficará responsável por auxiliar no reaproveitamento de resíduos sólidos, por meio do método de compostagem, que permite transformar restos de alimentos em adubo fértil e é capaz de diminuir a quantidade de resíduos, bem como reduzir a emissão de gases que contribuem para o aumento do efeito estufa.

A Secretaria de Cultura levará o Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica) Itinerante e promoverá palestras educativas junto com o Batalhão Militar Ambiental. A Secult também levará atividades culturais durante o evento, além de apoiar com estrutura para a realização da festa. Haverá ainda troca de latinhas, garrafas pets e óleo de cozinha por bonés, camisetas e brinquedos.

Vale destacar que representantes do Governo de Goiás se reuniram com líderes da comunidade para um maior entendimento das necessidades da comunidade Kalunga e ofereceu apoio estrutural, como limpeza, instalação de latas de lixo e conscientização social.

Romaria

Ao todo, cerca de cinco mil pessoas participam dos eventos, que reúnem atividades religiosas e festivas, e fazem parte da identidade do povo Kalunga. A tradição tem origem nos antepassados da comunidade e vem da fusão de crenças que decorreu da imposição do catolicismo no século XIX.

Assim, com o propósito de agradecer pela colheita daquele ano, os Kalungas formam o chamado “Império de São Gonçalo”, que também é dedicado à santa de maior devoção para aquele povo, Nossa Senhora do Livramento.

No Vão do Moleque, as famílias de foliões ficam arranchadas por vários dias, preparando o local para as festas, montando acampamentos e participando da novena que antecede o festejo.

Valorização da Cultura

O compromisso do governo Ronaldo Caiado com a Cultura está evidente na própria recriação da Secretaria de Cultura, medida tomada com o propósito de dar condições para que a ação cultural do Estado seja ampliada.

Cabe ressaltar que as dívidas encontradas apenas na Cultura somam quase R$ 60 milhões, e que dentro do contexto de calamidade fiscal encontrada em Goiás, esta gestão tem se esforçado para encontrar soluções de financiamento da Cultura, assim como de outras áreas.

Recentemente, por exemplo, o governador anunciou o pagamento da premiação do Festival Internacional de Cinema Ambiental aos produtores que sofreram calote do governo passado. O pagamento dos R$ 400 mil está sendo providenciado pela Secult. A realização de um novo festival está em negociação com parceiros, inclusive com o Governo Federal.

O governador também anunciou a criação do Ano Cultural Cora Coralina, que foi lançado no dia 20 de agosto, em solenidade na Cidade de Goiás. O atual governo também apoiou de forma efetiva a realização das tradicionais Cavalhadas em 11 municípios de todo o Estado.

Obras que estavam abandonadas pelo governo passado, como a do Teatro Sebastião Pompeu de Pina, em Pirenópolis, estão sendo retomadas. Esses são apenas alguns exemplos pontuais de ações do Governo de Goiás a favor da Cultura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário