quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Professores da rede municipal de Educação de Simolândia/GO deflagram greve



Os professores da rede municipal de Educação de Simolândia, no nordeste goiano, deflagraram greve por tempo indeterminado, na última segunda-feira (19). De acordo com a Regional Sindical do SINTEGO – Posse/Alvorada, o último reajuste do piso salarial ocorreu em abril de 2016, ocasionando congelamento de salários.

Para além desse quadro preocupante, os trabalhadores deste município não têm plano de carreira.

A Assembleia para deflagração da greve ocorreu no último dia (9). Durante esta semana, professores estão se reunindo com toda comunidade escolar, pais e estudantes, para sensibilizá-los sobre o período complicado enfrentado pelos trabalhadores.

Segundo a presidente da Regional do SINTEGO – Posse/Alvorada, responsável pelo município, Cleunice Araújo, o atual prefeito Ademar Antônio da Silva (PDT), não apresentou propostas aceitáveis para a categoria. De acordo com ela, a única proposta de reajuste apresentada pela administração municipal reduz em 20% a progressão de nível vertical, consequentemente, reduzindo o salário dos trabalhadores, o que é inconstitucional.

“Estamos vivendo uma situação caótica. São três anos sem reajuste. Diminuir o salário dos professores fere a nossa dignidade. Ficaremos em greve até que o prefeito e o secretário de Educação de Simolândia apresentem algo plausível. Precisamos de condições para exercer a nossa profissão e para que os estudantes tenham uma educação qualidade”, diz Cleunice.

O SINTEGO ressalta que já realizou diversas audiências com a administração do município, no entanto, sem acordo.

Fonte: Sintego

Nenhum comentário:

Postar um comentário