quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Confusão e tiro durante reunião em diretório do PMDB de Goiás



Uma discussão entre apoiadores de chapas rivais, dentro do diretório do PMDB, no Setor Aeroporto, terminou com quebradeira e tiro para o alto, no início da noite de ontem.

A confusão teria começado quando o deputado estadual Paulo Cézar Martins (PMDB) entrou em uma sala do diretório, onde quatro jovens do partido estavam mexendo com documentos relacionados à eleição do diretório do PMDB.

A discussão teria se iniciado quando o deputado questionou a presença dos jovens no diretório e não aceitou que eles tirassem cópias dos papeis.

O líder da juventude do partido, Pablo Rezende, acusa o deputado estadual Paulo Cezar Martins de quebrar cadeiras e mesas do diretório, e de um de seus seguranças ter disparado um tiro de arma de fogo.

Pablo diz que os jovens estavam procurando por provas de fraudes nas eleições, que beneficiariam a chapa de Daniel Vilela.

Paulo Cézar nega essa versão, e diz que os jovens, que apoiam a chapa de Nailton Oliveira, estariam mexendo com os documentos de forma irregular, sem a presença de representantes do diretório.

Sobre o disparo de arma de fogo, o deputado explica que após desligar o computador dos jovens, cinco deles teriam tentado agredi-lo fisicamente.

“O policial (segurança pessoal) gritou para parar e deu um tiro para cima, desagradável”, diz.

Todos os envolvidos na confusão se encontraram na Central de Flagrantes da Polícia Civil, na Cidade Jardim. Até o fechamento desta edição, o boletim de ocorrências ainda não havia sido concluído.

Eleição

O PMDB vive um clima tenso devido à eleição para o diretório regional marcada para dia 5 de fevereiro. Hoje, é o prazo final para o registro das chapas.

Paulo Cézar Martins declarou apoio na segunda (25) para o deputado federal Daniel Vilela, enquanto a juventude do partido, da qual Pablo Rezende faz parte, dá suporte ao ex-prefeito de Bom Jardim de Goiás Nailton de Oliveira.

A confusão ocorreu durante uma reunião do diretório metropolitano, que é presidido pelo deputado estadual Bruno Peixoto. Era esperado do deputado um posicionamento em relação ao seu apoio.

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário