quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Ministério Público de Goiás pede prisão preventiva de João de Deus



O Ministério Público de Goiás (MP-GO) pediu a prisão preventiva do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus. Ele é denunciado por centenas de mulheres que alegam ter sido vítimas de abuso sexual.

Promotores que compõem a força-tarefa do MP estiveram no Fórum de Abadiânia para protocolar o documento.

João de Deus esteve nesta manhã em Abadiânia, em uma passagem rápida pela Casa Dom Inácio de Loyola. Ele seguiu para Anápolis, onde pegou um avião com destino a São Paulo.

O caso vai ser analisado pelo juiz Fernando Augusto Chacha de Rezende que, segundo funcionários do fórum da cidade de Abadiânia, é quem está respondendo pelo município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário