quinta-feira, 19 de setembro de 2019

A carreira de Emival Ramos Caiado Filho, Presidente do Grupo Rialma



Emival Ramos Caiado Filho nasceu no dia 02 de maio de 1954, em Goiânia, filho do falecido Senador Emival Ramos Caiado, autor da Lei que marcou a data da mudança da Capital para Brasília. Ele seria a 5ª geração consecutiva e direta de senadores por Goiás, porém optou por uma carreira empresarial, ”o processo democrático brasileiro sofreu uma deturpação”, cita com frequência.

Graduado em engenharia civil pela Universidade de Brasília – UNB, em 1977, empresário desde 1980 e piloto de avião desde 1982.

Negócios

Inicialmente trabalhou como empresário na construção de prédios em Brasília, por 5 anos. Após esse período, devido à recessão que o Brasil atravessou nos anos 80, utilizando uma fazenda de 500 ha que seu pai lhe doou, iniciou a atividade empresarial em agricultura e 3 anos após em pecuária.

Ao longo de 10 anos, sempre desenvolvendo jornada de trabalho de 14 horas diárias e normalmente 7 dias por semana, reinvestindo lucros, adquiriu diversas fazendas e implantou cerca de 60 projetos de lavoura, pecuária, reflorestamento e, sobretudo de irrigação, tendo implantado pastagens em cerca de 50.000 ha. Produz hoje carne bovina suficiente para alimentar cerca de 150.000 pessoas.

Nos anos 90 tendo atingido sua meta na atividade agropecuária, criou a Rialma S.A, empresa com forte viés de preocupação ambiental. Essa empresa sempre atuou com energia limpa e renovável, construiu 5 PCH`s em Goiás que geram hoje energia elétrica suficiente para atender o consumo de 300.000 pessoas. A Rialma sempre é a projetista, epcista e a executora de seus projetos, e dessa forma consegue minimizar os custos, sempre conseguindo os menores prazos.

Em 2011 com a demora em obter licenciamento ambiental para PCH`s em Goiás, encerrou as atividades de construção de PCH`s e fechou 2.000 postos de trabalho no Estado, postos esses que estão sendo reabertos no Nordeste do Brasil.

Sempre atento aos compromissos de geração de energia limpa, renovável e ambientalmente corretas, iniciou no Nordeste a prospecção pelos melhores sites para geração de energia eólica. Assim foram arrendadas 450 fazendas, elaborado projetos e obtidas licenças para cerca de 2000MW de geração de energia eólica. Energia essa suficiente para atender, por exemplo, uma vez e meia todo o consumo do Estado do Rio Grande do Norte.

Em 2017, a fim de viabilizar esses parques eólicos, venceu 3 leilões de linhas de transmissão. Essas linhas são projetos estratégicos para o escoamento de energia eólica do Nordeste, ao todo são 500 km de linha de transmissão com a capacidade de abastecer 30 milhões de residências. Em 2019, já concluiu a implantação do primeiro lote e está construindo o segundo, com finalização prevista para dezembro de 2019.

Em 2019, também está concluindo a implantação de um projeto de mineração da rocha fosfática orgânica natural, em Taipas no Tocantins. O produto é destinado ao uso de fertilizantes agrícolas, favorecendo a produção de grãos e forragens alinhada aos novos conceitos de lavoura sustentável e ecologicamente correta. A indústria irá produzir insumos para uso anual de 200.000 hectares de lavoura de milho, soja, sorgo e algodão, culturas comuns na região de atuação da empresa e de alto potencial fotossintético. 

Condecorações:

         Tribunal Regional do Trabalho 18ª Região – Goiás
A mais alta comenda, Ordem Anhanguera do Mérito Judiciário do Trabalho no grau Grande Cruz, por ser a empresa de construção pesada com menor índice de ações trabalhistas.

         Medalha Emival Ramos Caiado – Câmara Municipal de Goiânia/Goiás
Condecoração de sua cidade natal, Goiânia, a medalha com o nome do seu pai do Mérito Anticorrupção Senador Emival Ramos Caiado, alusiva à transparência e anticorrupção, conferida a pessoas que têm lutado com veemência pelo combate a corrupção.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário