quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Jovem é preso e adolescente apreendido suspeitos de roubar e matar professora com armadilha de arame, em Formosa/GO




Um jovem foi preso e um adolescente apreendido suspeitos de matar e assaltar a professora Rosimeire Brito do Nascimento, de 36 anos, em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. A vítima morreu por causa de uma armadilha de arame colocada para viabilizar o roubo a motociclistas que passassem pelo local, segundo as investigações.

Segundo a Polícia Civil, nenhum dos dois havia apresentado advogado até o fim da manhã desta quinta-feira (21).

Segundo o delegado José Antônio Sena, responsável pela investigação, uma câmera de monitoramento de um comércio da região registrou quando o jovem sai correndo do local do crime.

Ambos foram detidos na quarta-feira (20), horas depois que o jovem se apresentou à Polícia Civil para negar a autoria do crime. Ele disse à corporação que tem recebido ameaças desde que uma foto dele foi divulgada apontando-o como criminoso.

Apesar da versão apresentada pelo investigado, o delegado José Antônio Machado Sena disse que há contradições no depoimento dele.

“A principal contradição que o Galego apresentou é o fato de ter permanecido a noite toda em um evento festivo. A Polícia Civil já foi ao local, conseguiu imagens e verificou que ele não permaneceu a noite toda, como afirmado por ele”, explicou.

Crime

Rosimeire morreu à madrugada de sábado (16), ao passar pela Avenida Senador Coimbra. Ela voltava para casa de moto após trabalhar como cozinheira em um bufê quando caiu na armadilha e teve o pescoço cortado pelo arame. Em seguida, a professora ainda foi roubada.

A investigação aponta que o material foi colocado de propósito entre um poste e uma árvore por criminosos para derrubar e roubar motociclistas.

Sena destacou que uma testemunha presenciou a instalação do arame cerca de duas horas antes de Rosimeire ser morta. Essa pessoa contou que viu um homem colocando o fio e que as características físicas batem com a do suspeito.

Acareação

Para tentar chegar à autoria do fato, o delegado está realizando uma acareação do homem com três adolescentes, de 15, 16 e 17 anos, respectivamente, também suspeitos de participação no crime.

"Todos eles negam e se acusam entre si", disse o delegado.

O investigador destacou que dois deles já tinham sido levados para a delegacia pela PM na segunda-feira (18) por suspeita de participação no crime, mas, por falta de elementos comprobatórios, eles foram ouvidos e liberados.

Desabafo

Durante o enterro de Rosimeire, o pai dela, João Bispo Nascimento, desabafou e disse que a filha foi roubada mesmo enquanto estava agonizando após ser ferida.

"A menina morrendo, e eles enfiando a mão no bolso para roubar R$ 30, o máximo que ela tinha", disse.

O pai da vítima pediu que o caso seja apurado com rigor e os responsáveis, presos. "Pedir a Deus e à Justiça da Terra empenho [para achar os criminosos] porque vão matar mais. Essas pessoas [criminosos] não podem ficar no meio das pessoas boas", afirmou.

Fonte: G1

Comandante geral dos Bombeiros de Goiás está entre investigados pelo MP por venda de licenças



O comandante geral do Corpo de Bombeiros de Goiás, coronel Dewislon Adelino Mateus, é um dos seis militares apontados pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) como suspeitos de liderar um esquema de venda do certificado do conformidade, um documento que indica que o imóvel está dentro do que pede a lei. Também estão entre investigados: o coronel Anderson Cirino; o tenente coronel Hélio Loyola Gonzaga Júnior; o major Nériton Pimenta Rocha; o capitão Sayro Geane Oliveira dos Reis; e o subtenente José Rodrigues Sobrinho.

A Operação Desconformidade foi deflagrada na terça-feira, com a prisão de 5 empresários e cumprimento de 17 mandados de busca e apreensão em empresas, residências e instalações militares, incluindo o prédio do Comando-Geral dos Bombeiros. No entanto, nenhum dos 6 oficiais haviam sido presos. O Ministério Público pediu a prisão dos supostos líderes do esquema, mas o pedido foi negado.

Em reportagem divulgada na noite de ontem, a TV Anhanguera mostrou a decisão onde o juiz da Justiça Militar explica o motivo do pedido de prisão não ter sido autorizado. No documento ele afirma que em fevereiro deste ano entendeu que era possível haver o crime de associação criminosa e decretou a prisão, mas, 60 dias depois, “foi forçado a revogá-la” porque não havia sido cumprida, o que segundo ele “revela desinteresse” dos promotores.

Na entrevista coletiva da última terça-feira, o promotor de Justiça Giuliano de Lima, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), afirmou que na época chegou a ser decretada a prisão de apenas um bombeiro. Como havia indícios de mais envolvidos, optou-se por ampliar a investigação para que fosse deflagrada quando houvesse mais elementos.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, que informou que por envolver a cúpula da corporação o caso deveria ser tratado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).

A SSP informou, por meio de nota, que desconhece o conteúdo oficial da investigação. “Diante do vazamento de supostos documentos da operação à imprensa, a SSP irá oficiar ao Gaeco/MP-GO solicitando a disponibilização de cópia integral do procedimento investigatório. Assim que obtivermos os documentos requeridos, procederemos uma análise criteriosa do conteúdo, para que sejam tomadas as medidas administrativas e disciplinares cabíveis, independente de quem estiver envolvido.”

De acordo com a investigação, os valores repassados para as empresas criadas para facilitar a obtenção do Certificados de Conformidade (Cercons) e para os militares, de acordo com o promotor, variavam de acordo com cada empreendimento. Segundo ele, um destes valores chegou a R$ 500 mil. Os benefícios eram pagos em espécie, por intermédio de transferências bancárias, construção de academias e outros tipos de empreendimentos e pagamento de viagens internacionais.

“Verificamos que inicialmente eles atuavam de forma isolada, mas depois passaram a trabalhar em conjunto e com um mesmo coordenador por trás”, destaca o promotor de Justiça Giuliano de Lima.

Apesar de o MP não ter um número exato de envolvidos e quantos documentos teriam sido emitidos de forma irregular, a Região da 44 foi ressaltada como um foco de casos registrados. Somente na Rua 44 foram identificados 145 comércios que não estavam de forma regular. Segundo os promotores, documentos que demandam cerca de 20, 30 dias, chegaram a ser obtidos por alguns empresários em algumas horas.

No dia da operação, o presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER 44), Jairo Gomes, afirmou que não tinha conhecimento das irregularidades apontadas. “Nunca chegou nenhuma denúncia até nós de fraude para garantir a certificação de segurança contra incêndio e pânico”, afirmou.

Fonte: O Popular

Cavalcante/GO: Comunidades Kalunga recebem permissões de cultivo mecanizado



O Governo de Goiás entregou as permissões de cultivo mecanizado para as lavouras das comunidades Kalunga, em Cavalcante. As 47 autorizações foram assinadas pela secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Andréa Vulcanis, e atendem uma demanda antiga das comunidades tradicionais da região.

Além da utilização de maquinário no cultivo, o documento regulamenta pequenas supressões vegetais para abertura de novas roças para diversificação de culturas.

O cultivo mecanizado foi um pedido feito pelos quilombolas ao governador Ronaldo Caiado durante visita, ao lado da secretária Andréa Vulcanis, aos tradicionais festejos da Romaria do Vão do Moleque, no dia 14 de setembro. Um encontro realizado no dia 08 de outubro serviu para debater com a população local a proposta de regulamentação do cultivo nas roças da região, esclarecer dúvidas e colher as assinaturas com os pedidos dos primeiros beneficiários.

Segundo a secretária Andréa Vulcanis, as autorizações são importantes para acabar com a incerteza vivida pelos Kalunga nos últimos anos. “Com a autorização, nós vamos colocar dentro da lei o que ainda não tinha normativa e acabar com a incerteza da comunidade, que chegou a ficar sem plantio por medo de represálias das autoridades”, afirma.

“É bom lembrar que não era proibido, nada impedia a utilização das máquinas nas áreas abertas, mas agora estamos formalizando esta autorização de uso, especialmente as que envolvem pequenas supressões de vegetação nativa”, destaca a secretária.

Os quilombolas alegavam que eram obrigados a utilizar a técnica tradicional de roças de toco, ou roças de coivara, predominantemente manual, e com uso do fogo. De acordo com informações do Ibama local, muitos quilombolas chegaram a ser multados e a comunidade denunciava ameaças de prisão e apreensão de maquinários em caso de uso de implementos agrícolas para preparo do solo.

Com as autorizações em mãos, a comunidade Kalunga pode dar início imediato aos plantios mecanizados em roças já abertas, recomendando-se que não sejam realizadas intervenções nas margens dos rios e córregos, nas nascentes, encostas íngremes, topos de morros, montes, montanhas, serras e veredas.

Nascida e criada na comunidade do Vão do Moleque, Teodora de Aquino comemorou a autorização. “Um trator facilita demais nosso trabalho. Hoje, trabalhamos só na enxada e para limpar a terra vai ser muito bom”, disse. A vizinha Joana Lima da Conceição também se mostrou satisfeita com a mudança. “Queremos a melhora para nós aqui no sertão. Essa mudança dá força aqui para a comunidade, nós precisamos muito”, afirmou.

Andrelina Soares de Souza exemplificou a dificuldade dos kalunga da região com o cultivo manual de antigamente. “Sou sozinha, não tenho marido e estava sem poder plantar minha roça. Agora, se Deus quiser isso vai mudar”, contou.

Comunicação Semad

Ronaldo Caiado anuncia pagamento de R$ 30 milhões de Fundo de Arte e Cultura



O governador Ronaldo Caiado anunciou, nesta quinta-feira (21/11), o pagamento dos editais do Fundo de Arte e Cultura de Goiás (FAC), relativos a 2018 e parte de 2017, que totalizam mais de R$ 30 milhões. Ao todo, são 342 projetos atendidos. “Em todo o ano passado, foram R$ 5 milhões pagos e uma dívida grande deixada para trás. Nós autorizamos o pagamento de R$ 30 milhões de uma só vez”, disse o governador, durante evento em defesa da mulher no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), unidade da Secretaria de Estado de Cultura de Goiás (Secult), no qual estava presente também o titular da Secult, Edival Lourenço.

O FAC é um instrumento de fomento à Cultura administrado pela Secult Goiás e um dos principais impulsionadores do setor no Estado. Os 308 editais que estão sendo pagos são os que foram lançados e/ou empenhados em 2018, além de 34 projetos de restauro e de audiovisual de 2017 que foram aprovados no orçamento do ano passado. A responsabilidade pelo pagamento é da atual gestão. Havia um anseio do segmento cultural para a liberação deste pagamento. Todos os editais contemplados em 2018 serão pagos.

Contando com esses recursos, projetos de música, dança, teatro e artes visuais vão circular em turnês por todo estado de Goiás. Alguns projetos contemplados vão levar os artistas goianos a cruzarem cerca de 15 estados brasileiros e mais de dez países. Entre os contemplados, são 172 projetos vindos dos municípios do interior. Dos sete projetos de bolsa de formação em artes que serão pagos, quatro vão poder se capacitar em cursos e mestrados no exterior.

Um desses editais contempla os projetos de três grupos goianos de teatro que serão enviados, em julho de 2020, para o Festival de Avignon, na França, o segundo maior festival de teatro do mundo. Os grupos vão ficar por um mês se apresentando, levando o nome de Goiás para fora. Outro edital irá levar músicos goianos para turnês na América do Sul e grupos de teatro e dança e artes visuais para festivais e grandes exposições fora do Brasil.

Entre os beneficiados, estão projetos como a Feira de Artes Goiás (Fargo) e o 25º Salão Anapolino de Artes, um dos maiores salões de arte do Brasil, importantes para o fomento, o fortalecimento e a difusão da cultura goiana. De acordo com Edival Lourenço, secretário de Estado de Cultura de Goiás, com essa injeção de R$ 30,7 milhões, durante todo o ano, em cada semana haverá mais de três projetos acontecendo, simultaneamente. “Com certeza, a população goiana é significativamente favorecida com esse investimento do governo, em parceria com os artistas. O ganho do povo goiano é cultural e social. São projetos que circulam em todo o estado, chegando em municípios pequenos, médios e grandes”, afirmou.

Para o secretário de Cultura, o governo está investindo esses quase R$ 30 milhões na Cultura Goiana e, em breve, verá o retorno desse investimento. “O recurso direcionado ao FAC também aquece a economia goiana, já que o valor também retorna para o Estado de Goiás em forma de impostos, uma vez que a maior parte dos proponentes beneficiados são pessoas jurídicas. Também cabe ressaltar a geração de empregos diretos e indiretos”, explicou. “Além de fomentar e fortalecer o cenário cultural, o FAC fortalece o mercado e a economia de Goiás”, reforçou Edival Lourenço.

Em relação aos artistas e produtores culturais, o pagamento dos editais do Fundo de Arte e Cultura significa que eles, além de garantir seu sustento e a exibição de seus trabalhos, poderão levar a cultura de Goiás para outros estados e países. Além disso, eles também aproveitam para fazer contato com outros centros culturais e outros artistas e estabelecer mais vínculos de apoio. Nesse sentido, eles podem retornar às suas praças culturais e alçar voos maiores.

Fomento

O Fundo de Arte e Cultura de Goiás é o principal mecanismo de fomento do Estado. O FAC fomenta e fortalece a cultura no/do interior, de norte a sul do Estado, alcança as periferias na capital e possibilita que artistas levem a cultura de Goiás para fora das nossas fronteiras, em outros estados do Brasil e em outros países. O Fundo também garante oportunidades de formação e capacitação, profissionalizando a área produtiva de cultura em Goiás, o que redunda em mais recursos para a arte. O FAC é um dos quatro maiores fundos de cultura do Brasil.

Mais informações

- Os projetos aprovados atendem todas as camadas etárias e sociais, indo desde público jovem a idoso e prevendo participação de deficientes (para estes, também há editais específicos, para o caso de proponentes). Os projetos atendem a um número significativo de municípios goianos (são mais de 150). Isto caracteriza democratização da cultura e uma oportunidade de, por meio do Governo de Goiás, a sociedade ter contato com apresentações culturais.

- Além de aspectos imateriais e constitucionais (a cultura é dever do Estado e direito do cidadão), existem, ainda, aspectos materiais. Os projetos circulam por todo o estado, gerando uma movimentação significativa da economia, direta ou indiretamente. Exemplo: geração de empregos e circulação de recursos no comércio. Para servir como referência a respeito do investimento em Cultura, estudo recente da FGV sobre a Lei Federal de Incentivo à Cultura apontou que a cada R$ 1 investido ao longo dos últimos anos, R$ 1,59 retornou para a economia do país. Isso quer dizer: renda, emprego, arrecadação e desenvolvimento.

- Os projetos do FAC têm propostas específicas para atender diretamente as escolas da rede estadual, atuando diretamente na construção de cidadãos e favorecendo o setor que é um dos gargalos históricos que travam o desenvolvimento do país: a Educação.

- Os projetos do FAC também têm propostas para cidades com menor índice de desenvolvimento, o que atende a política da atual gestão, por meio do Gabinete de Políticas Sociais, de reduzir o Índice Multidimensional de Carência das Famílias goianas (IMCF).

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Polícia prende autor de roubo a panificadora em Posse/GO



Na tarde da última terça-feira (19), a Polícia Militar foi acionada para atendimento a uma ocorrência de Roubo na Panificadora, no Setor Augusto José Valente I, em Posse, no nordeste goiano.

No local, a vítima informou que o autor do roubo teria chegado de moto táxi, que o aguardou do lado de fora enquanto o indivíduo entrou, praticou o roubo e saiu.

Com o apoio do Serviço de Inteligência do 13º CRPM e das outras equipes de serviço de Radiopatrulha, o mototaxista foi localizado e informou que fez a corrida para o autor, mas afirmou não saber que o seu objetivo era a pratica de roubo e que após deixa-lo no destino desconfiou da pressa que ele teve em sair e por esse motivo voltou à panificadora para averiguar o que teria ocorrido, e só então soube que o estabelecimento havia sido roubado.

As equipes de serviço passaram a realizar patrulhamentos no intuito de localizar o autor e através de informações de populares, Jocelino Alves de Oliveira foi localizado pela equipe do GPT no loteamento Agroindustrial nos fundos do IF Goiano, e na sua residência foi localizado um simulacro.

Jocelino foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia para confecção do Auto de Prisão em Flagrante e posterior encaminhamento à Unidade Prisional de Posse.

Fonte: 13º CRPM

Sobrinho e tio são presos suspeitos de amarrar ex-pároco da Paróquia de Divinópolis de Goiás e São Domingos e roubar igreja em Planaltina/GO



Um tio e um sobrinho foram presos suspeitos de amarrar o ex-pároco da Paróquia de Divinópolis de Goiás e São Domingos e roubar uma igreja em Planaltina, no Entorno do Distrito Federal. Na ocasião foi levado o dinheiro do dízimo, objetos usados na missa e um carro.

Um terceiro suspeito de envolvimento no crime acabou morto pela Polícia Militar durante um confronto em outubro.

Erik Lourenço Duarte e Willian Alves Duarte foram presos na segunda-feira (18). O delegado Cristiomário Medeiros disse que, ao serem levados para a delegacia, negaram envolvimento com o crime e mentiram sobre não terem contato entre si. Porém, ao serem novamente ouvidos, disseram que só falariam diante do juiz.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa dos dois suspeitos até a última atualização dessa reportagem.

O crime aconteceu no dia 14 de outubro. Criminosos pularam o muro da igreja durante a noite, amarraram as mãos e pés do padre e o trancaram dentro do banheiro. Em seguida, levaram uma televisão, dinheiro, duas bicicletas, um cálice e fugiram levando o carro da paróquia, que já foi recuperado.


Fonte: G1

Fórum de Gestão Empreendedora, em Campos Belos/GO, nesta quinta-feira



Taxa de licenciamento de veículo em atraso pode ser paga com desconto até dia 29 de novembro



O Governo de Goiás prorrogou, até o dia 29 de novembro deste ano, o prazo para que os proprietários de veículos registrados no Estado possam quitar as dívidas referentes à taxa de licenciamento em atraso de forma facilitada. A negociação pode ser feita emitindo o boleto presencialmente em uma das unidades de atendimento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO) ou digital, por meio do site (www.detran.go.gov.br ) ou ainda do aplicativo Detran GO ON. 

Regulamentada pela Lei 20.215, a negociação permite a não atualização do valor a ser cobrado pelas taxas, ou seja, contribuinte pagará o mesmo valor do licenciamento em atraso da época do vencimento. São contemplados débitos com fato gerador ocorrido até 2018.

Durante a Semana da Conciliação, ocorrida de 4 a 8 de novembro, foram regularizados mais de 16 mil veículos. Dados do Detran-GO apontam que, em todo o Estado, aproximadamente 1,4 milhão de veículos estão com licenciamento em atraso.

O licenciamento anual é pré-requisito para a circulação do veículo. O condutor flagrado sem o Certificado de Registro e Licenciamento Veicular, conforme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), está passível de multa gravíssima, recolhimento do veículo e sete pontos na habilitação.

Comunicação Setorial – Detran-GO

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Rede Itego abre 240 vagas distribuídas em seis cursos de qualificação profissional, em Iaciara/GO



O município de Iaciara, no nordeste goiano, recebe ainda este mês, por meio da Rede Itego, seis cursos de qualificação profissional. Ao todo são 240 vagas distribuídas em seis cursos.

As matrículas estão abertas e podem ser feitas até o dia 26 de novembro, das 8h às 11h e das 13h às 17h, no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) situado na Praça Cirilo Sabath, no centro da cidade.

Cuidador de Idosos, Assistente Administrativo, Assistente de Contabilidade, Instalador e Reparador de Redes de Computadores, Eletricista Predial de Baixa Tensão e Padeiro são os cursos oferecidos pelo Colégio Tecnológico Móvel (CVT), unidade de ensino ligada ao Instituto Tecnológico do Estado de Goiás (Itego) Carmem Dutra de Araújo de Formosa.

Das vagas que têm como pré-requisito a conclusão do Ensino Fundamental, 65% são destinadas à comunidade em geral e 35% a alunos da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio da Rede Pública de Ensino. A reserva faz parte de uma parceria entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Inovação (Sedi) e Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Para os alunos da rede pública as matrículas devem ser realizadas na sua atual unidade de ensino. Além dos documentos pessoais e comprovante de escolaridade, é necessário que o candidato tenha em mãos a ficha de inscrição devidamente preenchida, disponível no site do Ibraceds (Organização Social - OS - responsável pela unidade de ensino), em anexo no edital 057/2019.

Planejamento

Os cursos são planejados de acordo com a necessidade da população e o mercado de trabalho da região. Os cursos de educação profissional da Rede Itego fazem parte do trabalho intenso do governo estadual de regionalizar o desenvolvimento do Estado de Goiás.

Os trabalhos na educação profissional nas regiões Norte e Nordeste têm sido desenvolvidos com afinco pelo Ibraceds. Por lá estão localizados alguns dos municípios com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mais baixo do Estado, como por exemplo, São Domingos e Cavalcante. A meta do governo é proporcionar a todos os goianos oportunidades iguais, desenvolvimento e qualidade de vida.

Polícia Militar apreende duas armas de fogo na zona rural de Guarani de Goiás



Na tarde do último domingo (17), a Polícia Militar foi acionada para averiguar uma situação de disparo de arma de fogo no assentamento Belo Horizonte, no município de Guarani de Goiás, no nordeste do estado.

Quando as equipes chegaram ao local, um homem saiu correndo e fugiu entrando na mata, as equipes iniciaram diligências com o objetivo de localizá-lo, mas não obtiveram êxito.

O pai do autor entregou duas armas que estavam escondidas em um galinheiro próximo a casa e foi conduzido até a cidade de Guarani de Goiás para qualificação como testemunha no Boletim de Ocorrência no qual o filho figura como autor do crime de Posse Ilegal de Arma de Fogo.

As armas apreendidas e um cartucho deflagrado foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Posse para as providências judiciais.

Fonte: 13ª CRPM

Polícia Militar prende homem que tentou estuprar duas mulheres em Posse/GO




Na manhã do último sábado (16), a Polícia Militar foi acionada por uma mulher que sofreu uma tentativa de estupro, em Posse, no nordeste goiano.

A vítima relatou à PM que estava indo para o trabalho, por volta das 07h50min, e quando passava pela Rua Robson Ricardo Rodrigues, próximo a Praça do Skate, um homem começou a importuna-la sexualmente através de palavras e tentar tocar em seu corpo. A vítima começou a correr e o homem passou a persegui-la chegando a alcançar e agarra-la por trás pegando em suas partes intimas e ameaçando abusa-la. O indivíduo saiu correndo tomando rumo ignorado.
.
As equipes de serviço de Radiopatrulha foram empenhadas e deslocaram para as proximidades da Praça do Skate onde de acordo com denúncias via 190, havia ocorrido situação semelhante com outra mulher nas proximidades do quiosque naquela praça.

A vítima disse à PM que estava parada no quiosque e um homem desconhecido começou a importuna-la com palavras e tocar em suas partes intimas, a vítima ficou assustada e pensou que o homem queria roubar o celular, mas logo percebeu que o ataque tinha objetivo de abuso sexual, então começou a agredir o autor para se defender, momento que o indivíduo saiu correndo, ela ainda tentou alcança-lo, mas o perdeu de vista.

Após colher as informações e características do autor, as equipes conseguiram filmagens que após serem analisadas pelo Policial Militar Atendente do 190, Cabo Edvaldo, que conseguiu identificar o autor, se tratava de Claudio Alves dos Reis.

As equipes deslocaram até a residência do homem, no Setor Funcionários e o prenderam pelo crime de Importunação Sexual. O homem foi encaminhado à Delegacia para confecção do Auto de Prisão em Flagrante e posteriormente encaminhamento ao Presídio de Posse.

Fonte e foto: 13º CRPM

Projeto que anula concessão da Enel é apresentado na Assembleia Legislativa de Goiás



O projeto de lei que prevê a rescisão do contrato de concessão com a Enel para distribuição de energia em Goiás foi apresentado na tarde desta terça-feira (19) na Assembleia Legislativa. A proposta é de autoria dos deputados Lissauer Vieira (PSB) e Bruno Peixoto (MDB), respectivamente, presidente da Casa e líder do Governo.

O texto também prevê que o Estado reassuma o serviço de distribuição de energia, antes realizado pela Celg Distribuição (Celg D), arrematada em leilão pela Enel em 2016 por R$ 2,1 bilhões. Segundo o projeto, o serviço deve ser encampado pela Celg Geração e Transmissão (Celg GT), que permanece estatal, até que haja uma nova licitação.

Há questionamentos, porém, a respeito da legalidade da proposta. O principal é que uma empresa estatal não poderia assumir os serviços de uma empresa privada, sem antes o serviço ser reestatizado. Além disso, a Celg GT só tem autorização legal para serviços de geração e transmissão, ou seja, carece de autorização nacional para executar serviços de distribuição.

Se aprovada e sancionada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), o governo terá prazo de 72 horas para publicar decreto contendo os "procedimentos necessários para a integral operacionalização da encampação." A previsão é de que a matéria seja aprovada sem dificuldades na Casa e depois seja sancionada por Caiado, que seria fiador da medida.

Ronaldo Caiado endureceu o discurso contra a Enel nos últimos dias. Em 9 de novembro, Caiado pediu o auxílio do presidente Jair Bolsonaro (PSL) para resolver a situação. O pedido foi por "solução alternativa", visto que o diálogo, na avaliação do governador, não resolveu o problema de falta de energia.

Dez dias após o pedido, a Enel foi multada pela Agência Goiana de Regulação (AGR) em R$ 62 milhões por 12 não conformidades regulatórias observadas pela AGR, em ação feita com a participação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os fatos geradores de multa remetem a fiscalização ocorrido em junho.

A Enel já apresentou plano de investimentos neste ano junto ao governo estadual e à Aneel. Contudo, tanto o governo quanto a Assembleia, que instalou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o não investimento da Enel, sustentam que a empresa insiste em não atender aos acordos feitos. A empresa nega.

Fonte: O Popular

Vão de Almas e a vila quilombola 'fantasma' no meio da Chapada dos Veadeiros

O vilarejo da comunidade kalunga do Vão de Almas, na Chapada dos Veadeiros, fica deserto o ano todo e praticamente só ganha vida durante a semana da Festa de Nossa Senhora da Abadia




No meio do Vão de Almas, uma das áreas habitadas de Cerrado mais preservadas da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, existe uma vila repleta de casinhas de tijolos de adobe, telhado de palha e chão de terra batida. Construída por quilombolas, os kalungas, esse vilarejo só ganha vida durante poucos dias do ano. No resto do tempo, é uma vila "fantasma", com pouca gente circulando por lá.

As casas ficam dispostas aos dois lados de uma capela, dedicada a Nossa Senhora da Abadia. O pequeno templo, por sua vez, tem à frente a linha de postes de eletricidade, que só chegaram em 2017 e fazem coro com alguns outros poucos indícios de modernidade visíveis por ali. Entre eles: algumas casas com telhas de zinco em vez de palha, o grafite temático feito em uma das casas de adobe, algum vestígio de lixo plástico que ficou pelo chão.

Se não fossem esses detalhes, um viajante do tempo que acordasse hoje desnorteado na vila do Vão de Almas teria sérios problemas para definir se desembarcou no século 17, 18, 19... Dificilmente seu palpite seria o ano de 2019, em pleno século 21.

As construções de adobe seguem o mesmo estilo de séculos atrás, um dos belos traços de resistência cultural quilombola que o espaço simboliza.

Dentre as crenças e superstições locais, uma delas é justamente sobre o rio à beira do qual fica a vila. O que no mapa tem o nome de Rio das Almas para muito kalunga é simplesmente o Rio Branco, e a troca de nome não parece ser à toa. O que se diz na região é que já morreu muita gente nesse rio, seja por afogamento, acidente ou suicídio. E que chamá-lo por outro nome evita atrair má sorte.

A reportagem esteve no local durante os festejos de Nossa Senhora da Abadia, realizado todos os anos durante uma semana de agosto, dos únicos períodos em que o lugar sai de seu estado habitual e fica repleto de gente. Com participação estimada em quase 2 mil pessoas, o evento inclui romaria e rezas católicas, tradições dos congados africanos, jogatina, foguetório constante e muito forró.

Ao final da visita, com a vila praticamente esvaziada após a maioria das famílias voltar para suas pequenas fazendas, o cenário possibilitou a realização deste ensaio fotográfico. É o retrato de um vilarejo que passa mais de 350 dias no ano desabitado, com poeira circulando entre casinhas trancadas e quem sabe algumas almas do passado à espera dos próximos festejos.

Sobre as fotos

Este ensaio foi feito com uso de filtro infravermelho, que permite ao sensor da câmera digital captar e destacar frequências de luz de forma diferente do convencional. As imagens foram originalmente captadas com cor em tons de vermelho e passaram por edição para que se chegasse ao resultado final.

Agradecimentos: aos fotógrafos Marcelo Parducci e Antonio Saggese, especialistas em fotografia infravermelho que compartilharam um pouco de seus conhecimentos com o autor deste ensaio.






Fonte: G1

Em parceria com o MP-GO e Rotary, IF Goiano inaugura viveiro em Campos Belos/GO




Foi inaugurado na última semana, o viveiro para produção de mudas no Instituto Federal Goiano, unidade de Campos Belos. O projeto é uma parceria entre a instituição de ensino, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) e o Rotary Clube da cidade.

Conforme explica o promotor de Justiça Bernardo Monteiro Frayha, o custo da obra foi R$ 10.700,00, para uma construção de 60 m², sendo que, desse valor, R$ 3mil reais foram revertidos pelo Conselho Comunitário de Segurança e Defesa Social de Campos Belos, instituição do município que é fiscalizada pelo MP-GO.

“O dinheiro é fruto de TCOs, em que os autores fazem acordo de transação penal em audiência. Os valores são encaminhados para a conta do Conselho de Segurança, que também faz outros tipos de ações no município, em prol da comunidade”, esclarece o promotor.

Ele salienta ainda que está em andamento no município o Projeto Ser Natureza para recuperação do Rio Montes Claros, responsável pelo abastecimento público, sendo que, inicialmente, está sendo recuperado o Córrego Baunilha, afluente do Montes Claros. Para sua recuperação, está sendo feito o cercamento da área com o plantio de mudas que foram doadas pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e pelo IF Goiano.

“Essa foi a primeira parte de um projeto maior que será desenvolvido em parceria entre o Ministério Público e o IF Goiano, em que serão inseridos os adolescentes em cumprimento de medida educativa diversa da internação, no viveiro e demais projetos.

Fonte: MPGO

Escola de Teresina de Goiás apresenta projetos implantados com apoio do MP-GO





Diversas apresentações culturais, como cantigas de roda infantis e populares, peças de teatro, roda de capoeira, fizeram parte da apresentação do Projeto Leitura na Praça, realizado na terça-feira (12/11), na Escola Municipal Tia Longuinha, em Teresina de Goiás.

O evento contou com a presença da promotora de Justiça Úrsula Catarina Fernandes da Silva Pinto, madrinha do projeto, e do prefeito Josaquim Miranda.

De acordo com Úrsula Catarina, a Escola Tia Longuinha é referência na região, na primeira fase da educação infantil, no desenvolvimento de projetos ambientais e culturais e, principalmente, no entrosamento entre pais, educadores e alunos.

Durante o evento foram apresentados os resultados dos projetos O Mundo da Leitura, Cantigas de Roda, Pasta Viajante, Só Lendo que se Aprende a Gostar de Ler, Descobrindo Tudo sobre Mim, Mamãe Lê para Mim e Leitura de Imagem. Todos os projetos foram elaborados pelos professores, com o envolvimento dos pais dos alunos.

Na ocasião, a promotora Úrsula Catarina foi agraciada com faixa e troféu, em reconhecimento pela participação nos projetos desenvolvidos pela escola. Bastante emocionado, Dilvan, um dos filhos de Tia Longuinha fez um relato sobre a história da unidade de ensino. Segundo ele, a mãe, que era parteira e “trouxe ao mundo mais de 150 pessoas, cedeu a própria casa para que o ensino fosse ministrado na localidade, que ainda não era município. Ela foi até o prefeito de Cavalcante, Quinca Ferreira, para pedir-lhe uma professora, sendo prontamente atendida”.

Também participaram da atividade a primeira-dama e secretária de Assistência Social de Teresina de Goiás, Maria de Jesus Miranda; a secretária de Educação, Edna Gonzaga; a diretora da Escola Tia Longuinha, Marcilene Gonzaga, diversos vereadores e secretários.

Fonte: MPGO

Por prestação inadequada de serviços, Enel é multada em R$ 62 milhões em Goiás



O Governo de Goiás, através da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), multou a Distribuidora de Energia Enel Goiás em R$ 62.115.208,17, a maior multa já aplicada à empresa, em função da prestação inadequada de serviços aos cidadãos goianos.

De acordo com a fiscalização realizada pelos técnicos da Agência, a Enel deixa a desejar quanto à qualidade do atendimento comercial especificamente sobre os temas alteração de titularidade, atendimento ao consumidor, faturamento de energia elétrica, devolução de valores por antecipação de obras e cumprimento dos prazos de pedidos de ligações prestados pela empresa.

O auto de infração número 0004/2019-AGR/SFE, emitido no último dia 15 de novembro, foi entregue na tarde de ontem (18/11) à diretoria da Enel Goiás, em Goiânia. Apenas este ano, a Distribuidora já recebeu duas outras multas, que somadas totalizam o valor de R$ 13.469.145,34.

A empresa tem o prazo de 10 dias para recorrer do auto de infração, que será julgado pelo Conselho da AGR, e em última instância, pela diretoria da Aneel, que, se for o caso, definirá o prazo final de quitação da multa.  Os recursos das multas são revertidos para a Conta de Desenvolvimento Energético e são aplicados em programas do Governo Federal, dentro do Sistema Elétrico.

A ação fiscalizadora da qualidade do atendimento comercial, assim como a ação fiscalizadora qualidade técnica, em fase de análise de dados para emissão do relatório de fiscalização, da Enel Goiás foram determinadas pela diretoria da Aneel após o encerramento antecipado do segundo ciclo do Plano de Resultados da Distribuidora (2017-2019), que encerraria em agosto de 2019, devido à conclusão de que o mesmo não alcançaria as metas nele estabelecidas.

Devido a grave crise na prestação dos serviços pela Enel Goiás e o encerramento precoce do Plano de Resultados, a Aneel determinou a elaboração de um Plano Emergencial de Resgate da Qualidade do serviço prestado no Estado de Goiás, que está em curso, contemplando ações prioritárias para melhoria dos indicadores de continuidade de Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (DEC) e da Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (FEC), redução do passivo de ligações rurais, redução da demanda reprimida de novos pedidos de ligação e ações que visem a melhoria do atendimento e a consequente redução de reclamações dos consumidores da Distribuidora.

Conforme definido pela Aneel, o Plano Emergencial da Enel passará por duas avaliações, uma em dezembro de 2019 e a última em agosto de 2020. A análise a ser realizada, pela Agência Nacional do cumprimento do Plano Emergencial poderá resultar, em caso de descumprimento dos termos estabelecidos, na instauração de processos previstos na Resolução Normativa nº 63, de 12 de maio de 2004, que poderá, em caso extremo, culminar com a perda da concessão.

Este ano, a Ouvidoria da AGR contabiliza 133.110 contatos de consumidores da Enel Goiás. Esse número representa 14,48% do total de 919.047 contatos dos consumidores de energia elétrica no Brasil. Apenas duas distribuidoras de energia já ultrapassam o número de cem mil reclamações: a Enel São Paulo e a Enel Goiás. A maioria das queixas dos goianos, registradas na Ouvidoria da AGR e na Aneel, refere-se a falta de energia (29,41%), devolução de valores por antecipação de obras (18,76%), variação de consumo/consumo elevado/erro de leitura (11,87%), ligação (5,47%) e qualidade de serviços (4,42%).

Prazo

O governador Ronaldo Caiado voltou, mais uma vez, a criticar a qualidade do serviço prestado pela Enel, que não cumpre o plano de medidas que foi acordado para atender os consumidores goianos e tem causado prejuízos em todo o Estado por conta da falta de energia. O governador destacou que vai “enfrentar o problema de frente”. “Vocês podem ter certeza, nós estamos aqui é para defender o Estado de Goiás", afirmou. As queixas também partiram de deputados estaduais na Assembleia Legislativa, que compararam a empresa a um câncer.

O sentimento de má prestação de serviço da Enel é geral. Até outubro de 2019, o Procon Goiás registrou aumento de quase 50% no número de reclamações contra a empresa. De acordo com Caiado, todos estão sofrendo com o problema. “É o produtor rural, o cidadão urbano, empresas pequenas, de médio e grande porte. Todo mundo está sofrendo duramente”, lembrou o governador. “A falta de energia é generalizada. Todo mundo está jogando mercadoria fora”, completou

Por conta dessa situação, o chefe do Executivo disse que pediu ajuda ao presidente Jair Bolsonaro, já que o setor elétrico é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “Já esgotou todo e qualquer tipo de negociação do Estado com a Enel. Não tem mais como mantermos essa situação. Eles assinaram um documento conosco, com a presença do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Todos os diretores de alto escalão da América Latina falando pela empresa e depois nada acontece. O processo agravou ainda mais do que era”, protestou.

O governador se refere ao plano de investimento e acordo que foi assinado em agosto deste ano, em que Enel se comprometeu a ampliar a capacidade da rede e distribuição de energia. Uma das principais ações da Enel, de curto prazo, previa a liberação de carga e possibilidade de novas ligações sem a troca de transformadores. Além disso, o documento estabeleceu a construção e ampliação de várias subestações de energia por todo o Estado. Mas, até agora o que se vê são reclamações de todos os lados. A falta de energia em alguns casos ultrapassa o prazo de uma semana, provocado prejuízo para produtores, consumidores em geral e empresários.

Um dos danos que podem ocorrer por conta da inércia da Enel, ressaltou Caiado, é com relação a vacinação contra a febre aftosa. Isso porque se as doses não forem mantidas em temperatura ideal, a imunização do rebanho não surte efeito, por conta da qualidade da vacina. “Veja bem o risco que corremos, a maneira irresponsável com que a energia elétrica está sendo tratada. Nós vamos enfrentar esse problema de frente. Vocês podem ter certeza: nós estamos aqui é para defender o Estado de Goiás”, sublinhou Ronaldo Caiado.

Repercussão

As queixas da Enel também vêm de representantes na Assembleia Legislativa. O deputado Amauri Ribeiro disse que produtores rurais de Piracanjuba, Caçu e Palminópolis, sem energia, estão tendo prejuízos. “Tem gente que chega a ficar 11 dias sem energia. São perdas diversas na produção de carnes, verduras, leites e outros produtos apodrecendo. Empresários e produtores rurais querem investir, gerar emprego e renda, mas não recebem a energia elétrica”, afirmou.

O deputado Alysson Lima disse que a “Enel é um câncer que tem que ser extirpado de Goiás. Chegamos ao ponto que não dá mais para conversar”.  O parlamentar afirmou que representantes da Enel tentaram se reunir a portas fechadas na Alego, mas ele não recebeu ninguém. “A Enel vai perder espaço em Goiás”, prevê.

Humberto Aidar comparou a atuação da Enel em Goiás como um matrimônio malsucedido. “É um casamento que já se tentou de tudo, mas não dá certo. Não vejo outro caminho a não ser a intervenção. Romper esse contrato e buscar outra companhia”, afirmou o deputado, ressaltando que a empresa não cumpre o contratado e não tem seriedade.

O parlamentar Henrique Arantes disse que a Enel cobra taxas abusivas e prejudica os produtores rurais. Ele também criticou o programa Luz Solidária, da empresa, que permite aos interessados trocar equipamentos antigos por modelos novos, com o objetivo de economizar energia elétrica.  “Eles inflacionam o preço do novo, então, no fim, não tem economia nenhuma. O que a Enel faz é uma fraude com o consumidor goiano, ela vende tudo pela metade do dobro”, destacou.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

José Loreto curte feriadão na Chapada dos Veadeiros




O ator global José Loreto aproveitou o feriadão para ir atrás de um pouco de tranquilidade. O famoso está na Chapada dos Veadeiros, pertinho de Brasília, curtindo as trilhas da região e suas cachoeiras.

Desde sábado (16/11/2019), Loreto compartilha no seu Instagram vários cliques e vídeos dos passeios que está fazendo com alguns amigos. Após um dia cheio de natureza e tranquilidade, ele ainda passou a noite em um restaurante de carnes da região, onde comemorou com os companheiros de viagem.

Atualmente, José Loreto vive um período de tranquilidade. Ele passou por algumas turbulências ao se separar da sua ex-esposa, Débora Nascimento, em um escândalo recheado de boatos sobre traições.




Fonte: Metrópoles

Professores da rede estadual de Alvorada do Norte/GO participam de Treinamento de Inteligência Emocional





Ocorreu no último dia 25 de outubro na cidade de Alvorada do Norte, nas dependências do CEPI Antônio Claret Cardoso um treinamento de capacitação para os professores intitulado O Poder da Ação.

Um curso de inteligência emocional, baseado no livro de mesmo nome, de autoria do Professor Phd e Master Coach Paulo Vieira, autor de vários livros de desenvolvimento pessoal.

O curso foi ministrado pelo Professor Universitário e Mestre em Educação, Cristiano Gualberto que também é Coach e treinador oficial do livro o Poder da Ação, o qual deslocou do Sudoeste goiano e realizou o trabalho sem qualquer custo aos professores. Cristiano é filho de Alvorada do Norte e voluntariamente fez questão de ir até a cidade visando contribuir com esta capacitação onde estavam presentes inclusive, alguns de seus professores no passado.

Durante todo o dia foram apresentados aos professores conteúdos que versam sobre a tomada de decisões corretas, como obter respostas de sucesso, desenvolvimento de novas capacidades e objetivos, como trabalhar para aumentar as competências pessoais e profissionais, bem como a maneira de se estruturar um plano de ação para os seus maiores objetivos. Um curso fundamental de grandes autores da inteligência emocional, da psicologia positiva, da neurociência e do Coaching.

O objetivo do treinamento foi de permitir aos participantes a compreensão da importância do agir em busca de seus objetivos e propósitos, deixando de lado situações que podem atrapalhar, tais como o vitimíssimo, a zona de conforto e a procrastinação.

- Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes
- Comunicação e autenticidade
- Coragem de assumir riscos
- Motivação e valorização
- O despertar da equipe
- Lideres que agregam
- Como posso preparar as pessoas para o sucesso?
- Seja um líder: Como mudar as pessoas sem ofendê-las nem deixa-las ressentidas.




Governo de Goiás entrega kits de apicultura para 10 municípios do Nordeste Goiano



O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) realizou nesta segunda-feira (18), a entrega de kits de apicultura a 10 municípios goianos do Nordeste do Estado.

O objetivo principal é fortalecer a cadeia produtiva, contribuindo com o desenvolvimento econômico e social da região. O evento “O fortalecimento da cadeia apícola em Goiás” faz parte da série de ações do projeto “Agro é Social”, desenvolvido pelo Governo de Goiás e que tem foco na agricultura familiar.

Durante o encontro estiveram presentes prefeitos, secretários de agricultura municipais e produtores de mel do Estado. Cada município recebeu um kit contendo caixas para criação de abelhas, fumigadores, garfos desoperculadores, mesa desoperculadora, centrífuga, decantador e equipamentos de proteção.

“Esta é mais uma entrega que contribui para alavancar a economia de Goiás, Os kits contêm os itens necessários para iniciar a produção e extração do mel”, destaca o secretário Antônio Carlos de Souza Lima Neto.

Durante o encontro, houve ainda a entrega técnica, com palestra ministrada pela mestre em Ciência Animal/Produção Animal e zootecnista, Gabriella Riad Iskandar.

Os municípios contemplados foram:

Alvorada do Norte; Buritinópolis; Damianópolis; Divinópolis; Flores de Goiás; Guarani de Goiás; Posse; São Domingos; Simolândia; Sítio D’Abadia.

Hoje foi último dia de matrículas para cursos gratuitos em Buritinópolis e Alvorada do Norte/GO



Localizados na região nordeste do Estado de Goiás, os municípios de Buritinópolis e Alvorada do Norte estão com matrículas abertas para cursos de educação profissional oferecidos pelo governo estadual, por meio da Rede Itego. Os candidatos teve até o fim desta segunda-feira (18/11) para efetivar suas matrículas. Os cursos são gratuitos e presenciais.

Assistente Administrativo e Maquiagem são os cursos oferecidos no Colégio Tecnológico de Goiás (Cotec) de Buritinópolis. Já em Alvorada do Norte são ofertados os cursos de Preparação de Salgados, Designer de Sobrancelha, Maquiagem e Cuidador de Idosos.

Ao todo são 160 vagas distribuídas nos dois municípios, sendo 55 em Buritinópolis e 105 em Alvorada do Norte. As matrículas são feitas exclusivamente de modo presencial. Os cursos de Assistente Administrativo e Cuidador de Idoso são habilitados como qualificação profissional. Das vagas oferecidas para estes cursos, 65% são destinadas à comunidade em geral e 35% a alunos da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio da Rede Pública de Ensino. A determinação faz parte de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) e Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Para efetivar a matrícula, o candidato de Alvorada do Norte deveria se dirigir até a sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, localizada na Rua Rufino Alves, Quadra 37, Lote, 13. Em Buritinópolis as matrículas poderiam ser feitas das 8h às 11h e das 13h às 17h, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), localizado na Rua 18, Qd. 56, setor Novo Buriti.

Para a efetivação da inscrição nos cursos de capacitação era necessário que os candidatos levassem documentos pessoais e comprovante de escolaridade. Já para os cursos de qualificação profissional, além dos documentos pessoais e comprovante de escolaridade, era necessário que o candidato levasse a ficha de inscrição devidamente preenchida, disponível no site do Ibraceds, Organização Social (OS) responsável pela administração da unidade de ensino, em anexo no edital 054/2019 - Alvorada do Norte e 052/2019 - Buritinópolis.

Policiais auxiliam no socorro às vítimas de grave acidente na BR-020



Por volta das 19h30min deste sábado (16), o sargento Castro e o soldado Lucena estavam deslocando até Flores de, pela BR-020, quando, ao passarem pelas proximidades do trevo do Distrito de Santa Rosa, em Formosa, depararam um grave acidente envolvendo dois carros de passeio.

De imediato, os policiais desembarcaram e, sob forte chuva, prestaram os primeiros socorros aos cinco ocupantes de um Peugeot-206 e aos três ocupantes de um VW-Fox até a chegada das equipes do SAMU e do Corpo de Bombeiros. Com a ajuda de caminhoneiros, os policiais protegeram as vítimas da chuva com lonas.

Um dos ocupantes do VW-Fox, identificado como Martin Alves da Cruz, de 71 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Outros quatro passageiros ficaram feridos e foram transportados pelas equipes de resgate.

Segundo relatos de testemunhas, o PEUGEOT estaria trafegando do Piauí sentido a Brasília, ao tentar fazer uma ultrapassagem, teria colidido contra o VW FOX que seguia no sentido oposto.

Fonte: Ocorrências Policiais