quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Escritor e poeta natural de São Domingos/GO ganha projeção nacional e internacional




O caminho para o escritor e poeta Carlos Máximo, natural de São Domingos, no nordeste goiano, começou a ser lapidado aos 13 anos quando iniciou a escrever seus primeiros versos na cidade natal, onde ali iniciava seus estudos no Colégio Maria Regis Valentes.

Tempo em que grandes professores foram importantes nessa fase de construção, crescimento e conhecimento.  Insistente na arte de escrever, Carlos Máximo seguiu carreira e em 2004 lanço seu primeiro livro “Além de mi, os Sonetos”, ganhador de diversos prêmios literário e membros em diversas academias de letras no Brasil e no exterior.

De São Domingos para o mundo e restam ao poeta a doces lembranças, da linda natureza, rios, lagos e o encantamento da gente simples, humana de boas prosas, assim como relembra nos versos abaixo:

[...]O tempo finge
enganar a memória do poeta,
engana tão somente
que as boas lembranças
ficam bem costurados
em um tempo de outrora... [...] MÁXIMO 2017

Em 2019 o poeta teve dois grandes avanços na carreira. Em outubro o poeta foi empossado na Academia de Letras de Águas Lindas de Goiás – ALETRAS -, ocupando a cadeira de nº 41 tendo como patrono o poeta Castro Alves; em seu discurso de posse o escritor ressaltou a importância da literatura, da leitura e do universo dos livros para o crescimento do bom conhecimento. O poeta lembrou também da beleza rara de São Domingos e de suas grutas encantadoras.

No mesmo mês, o poeta ganhou o Troféu Darcy Ribeiro ocorrido no Tribunal do Júri em Águas Lindas de Goiás  como reconhecimento do conjunto da obra e por estar sempre propagando a literatura brasileira, permanência da poesia, da escrita e dos valores literários para o mundo. Momento de grande encontro de escritores local e de Brasília.

Para o poeta, é muito importante levar e sempre se lembrar das raízes para o mundo, pois somos construídos de historias.

Para fechar o ano com glória, a Academia Francesa de Letras, concedeu ao poeta Carlos Máximo a medalha de Honra pelas conquistas no campo da literatura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário