terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Perícia tenta identificar se corpo encontrado é de turista que desapareceu na Chapada dos Veadeiros




A Polícia Técnico-Científica de Goiás tenta identificar se o corpo encontrado pelo Corpo de Bombeiros na Chapada dos Veadeiros é do turista Jacob Vilar Santana, de 31 anos, que desapareceu no dia 1º de dezembro após ser levado por uma cabeça d’água, no Vale da Lua. O corpo foi localizado na segunda-feira (23) e está passando por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Formosa.

De acordo com o perito Ricardo Matos, ainda não foi possível confirmar se o corpo é de Jacob Vilar, em razão do avançado estado de decomposição.

“O corpo já está bastante esqueletizado, então a equipe vai tentar fazer a identificação pela impressão digital, mas como ficou muito tempo na água, a impressão está desidratada. Então vão hidratar com um químico e tentar recuperá-la. A expectativa é que consigam identificar em poucos dias”, afirmou.

Ainda segundo o perito, se não for possível recuperar a impressão digital, o corpo será encaminhado ao IML de Goiânia para que seja feita a análise da arcada dentária. Caso a tentativa não seja bem sucedida, será realizado um exame de DNA.

A namorada de Jacob, Jéssica Carmelo Zafalon, que também foi levada pela cabeça d’água, mas conseguiu se segurar a uma pedra e ser resgatada, contou que os amigos não conseguiram reconhecer o corpo.

“Vai ser feito exame do corpo porque só olhando os amigos dele não conseguiram reconhecer”, disse.

De acordo com Matos, o estado de decomposição do corpo é compatível com a quantidade de dias que o analista de sistema desapareceu.

“Principalmente por causa da água, deteriora muito rápido. Tudo leva a crer que é dele mesmo, mas é preciso confirmar”, afirmou.

Durante as buscas, os bombeiros inicialmente encontram um colete salva-vidas que pertencia ao analista de sistemas. No último dia 15, foi encontrada a bermuda dele. A família reconheceu as peças.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário