segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Polícia confirma que corpo encontrado na Bahia é do menino Bernardo



A Polícia Civil do Distrito Federal confirmou que o corpo encontrado na Bahia, na última quinta-feira (5/12), é do menino Bernardo da Silva Marques Osório, de 1 ano e 11 meses, assassinado pelo próprio pai, Paulo Roberto Osório, 45.

A identidade foi confirmada por meio de exames feitos, na noite de sábado (7/12), pelo Instituto de Pesquisa de DNA Forense (IPDNA). Amostras biológicas do cadáver, que estava no município de Palmeiras, foram trazidas pela equipe da Divisão de Repressão a Sequestros (DRS), chefiada pelo delegado Leandro Ritt.

O material veio em uma aeronave até o Aeroporto Internacional de Brasília, onde foi entregue ao médico-legista, geneticista forense e diretor do IPDNA, Samuel Ferreira. Assim que chegou, no início da tarde, a amostra foi encaminhada para os exames periciais.

De acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), a equipe usou técnicas avançadas de genética forense para concluir o exame em menos de seis horas. Esse foi um tempo recorde para a corporação, segundo nota oficial.

Assim que o cadáver foi encontrado, no povoado de Campos de São João, a equipe da DRS viajou até a região, distante 1.033 quilômetros de Brasília, na sexta-feira (6/12). A avó de Bernardo, a advogada Juciane Mascarenhas Nascimento, 57, também se deslocou ao local para reconhecer o neto. No entanto, não foi possível fazer a identificação visual, e o confronto de digitais teve resultados inconclusivos. Por isso, a Polícia Civil decidiu realizar os exames de DNA em Brasília.

Com a confirmação, o corpo de Bernardo será transferido do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itaberaba (BA) para o DF, onde será enterrado.

Fonte: CorreioWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário