A1

sábado, 14 de dezembro de 2019

Três suspeitos de tráfico morrem após confronto com a PM, em Niquelândia/GO



Três pessoas suspeitas de tráfico de drogas morreram após confronto com a Polícia Militar (PM). O caso aconteceu na madrugada deste sábado (14), no município de Niquelândia, região Norte de Goiás. Suspeitos, segundo a corporação, possuíam ficha criminal extensa e integravam quadrilha especializada em roubo a propriedades rurais, cargas e veículos. Atingidos chegaram a ser levados para o hospital nas viaturas das equipes, mas não resistiram aos ferimentos.

O caso aconteceu após equipes do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) receberem denúncia anônima de que os suspeitos, com armas e drogas, saíram de Anápolis com destino a Niquelândia. Os policiais, então, se deslocaram para a BR-414 e ficaram à espera dos homens.

Momentos depois, o carro em que os suspeitos estavam, um Fiat Pálio, foi avistado pela corporação. Mesmo com ordem de parada, os homens empreenderam fuga. Diante do acompanhamento dos militares, os suspeitos abandonaram o veículo e adentraram uma região de mata.

No local, diversos disparos foram feitos contra as equipes. A corporação revidou e atingiu Matheus Rodrigues de Freitas, 22 anos, Raylison Rodrigues Oliveira, 21 e Tulio Victor Inacio de Oliveira, 22.

Socorro em viatura

Consta no boletim de ocorrências da PM, que os militares tentaram contato via rádio e telefone com equipes de socorro, mas não obtiveram sucesso já que o local não possuía sinal de rede, “sendo necessário a condução dos feridos nas viaturas para agilizar o socorro médico”.

No hospital municipal de Niquelândia, conforme relata corporação, os plantonistas recusaram a prestar socorro sob alegação de que os indivíduos já estariam mortos. As equipes, então, acionaram o Instituto Médico Legal (IML), mas foram informados de que os peritos realizavam atendimento em outro município.

Os militares relatam que foram orientados a acionar funerária local para que os corpos fossem guardados já que os plantonistas do hospital “se recusaram a fazer a guarda dos corpos”. A reportagem tenta contato com a unidade de saúde.

Após a funerária recolher os corpos, os militares se deslocaram à delegacia da cidade com os objetos apreendidos na ação policial: um revólver calibre 38, calibre 22 e uma pistola .380; três quilos de maconha, 50 gramas de cocaína, um microondas, R$ 1,3 mil em dinheiro, cordão de ouro e um aparelho celular.

Fonte: Mais Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário