quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Corpo de gerente de hipermercado que estava desaparecida é encontrado queimado e enterrado




A Polícia Civil disse que o jovem confessou ter matado a gerente na noite do último dia 13 de fevereiro e levado, na mesma noite, o corpo dela para o local em que foi encontrado.

"O corpo que está ali realmente é o da Fernanda. Ele a levou para a zona rural de Bela Vista, deu um mata leão nela, a sufocou. Na hora que ela apagou, ele finalizou com uma paulada", explicou o delegado Antônio André Santos Júnior.

Também de acordo com ele, o preso confessou ter voltado ao local do crime um dia depois. "Ele voltou ao local, cavou cerca de 40 centímetros e enterrou o corpo", disse.

Durante depoimento ao delegado, o suspeito também contou que cometeu o crime por impulso, que foi um ato não planejado.

"Ele confidenciou que foi tomado por um sentimento de ódio profundo e que cometeu esse ato bárbaro", acrescentou Antônio.

Desaparecimento

Segundo a família, Fernanda desapareceu no último dia 12. Ela saiu do trabalho em Goiânia e voltou para Bela Vista de Goiás. Câmeras de segurança registram o carro passando por uma rua. Depois, saiu novamente e não foi mais vista.

A família chegou a receber uma mensagem do celular de Fernanda na quinta-feira (13) dizendo que, caso ela não atendesse às ligações, é porque o aparelho estava com problema.

No entanto, os parentes acreditam que não foi ela quem enviou a mensagem. Desde então, a mulher não usa mais as redes sociais.

O carro da vítima foi encontrado abandonado em uma região de mata ainda em Bela Vista de Goiás. Durante as investigações, os policiais também encontraram um pedaço de madeira, sangue e fios de cabelo que estão sendo analisados para saber se são ou não da gerente.

Prisão do namorado

O então namorado de Fernanda foi preso na terça-feira (18) suspeito de elo com o desaparecimento. O rapaz foi encontrado em Marianópolis do Tocantins, na região oeste do estado, quando apresentou uma CNH falsa.

Mesmo assim, ele foi identificado por causa de uma tatuagem. Policiais de Goiás foram buscá-lo no Tocantins.

A polícia informou à TV Anhanguera que Alan usou os cartões de crédito da vítima para fazer compras em um shopping de Goiânia após o sumiço da namorada. A família diz que uma das contas dela teve todo o dinheiro retirado.

Fonte: G1

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Operadora Vivo está sem sinal em cidades do Nordeste Goiano



Os serviços da empresa de telefonia Vivo estão sem funcionar desde a tarde desta quarta-feira (19) em cidades do nordeste goiano.

Posse, Campos Belos, São Domingos, Alvorada, Iaciara, Nova Roma, Simolândia, Guarani e Cavalcante são algumas das cidades que estão sem sinal telefônico da operadora Vivo.

As principais queixas dos usuários estão relacionadas à dificuldade em efetuar ligações. Além de não conseguir mandar mensagens de texto e acesso à internet.

Ultimamente se comunicar por meio do sinal da vivo tem sido com dificuldade, o sinal tem caído constantemente nos últimos dias.

A vivo foi a primeira empresa de telefonia móvel a chegar na região.

Procurado, a empresa Vivo informou que está trabalhando para restabelecer o sinal.

São Domingos/GO: Cleiton Martins recebe integrantes do Banco do Brasil. O tema foi o financiamento a baixo custo do FCO




O prefeito de São Domingos de Goiás, no nordeste goiano, Cleiton Martins, participou nesta quarta-feira (19) de uma reunião com a equipe do Banco do Brasil.

O tema tratado foi linhas de créditos do FCO e PRONAF, no intuito de gerar mais empregos, mais rendas e desenvolvimento local e regional.

"Estiveram conosco, membros da administração municipal, secretários, vereadores, empresários locais, produtores municipais e nossos vizinhos de Divinópolis" disse o prefeito Cleiton Martins.

O prefeito aproveitou para dizer que está dando continuidade às obrigações do município, como o sistema de tráfego e estacionamento da cidade.

Aproveito o ensejo para enviar o vídeo onde falo de obras e demais temas, segue também o cronograma da nossa festa tradicional carnavalesca. "O resto é picuinhas, perseguições daqueles que sempre sugou o nosso município e saqueou os cofres gerando regressos ao nosso povo, pois, recebiam sem trabalhar e participavam de esquemas fraudulentos e corruptos.

Sempre vamos procurar fazer o melhor dentro das nossas condições e realidades, pois, o sorriso estampado no rosto de nossa gente é o combustível necessário para continuarmos avançando", discursou.


Homem passa mal, cai da bicicleta e morre em local isolado de São João da Aliança/GO



Por Sargento Elias,

Um homem foi encontrado morto na zona rural de São João da Aliança.

A Policia Militar de São João d'Aliança foi noticiada na noite de ontem (18), informando que um homem conduzia seu veículo pela estrada vicinal (de terra), próximo à região das Lages, na micro região do Distrito do Forte, quando avistou um corpo caído, já sem vida e uma bicicleta ao seu lado.

Tratava-se de Raimundo Vieira da Costa, de 62 anos de idade.

A PM de São João d'Aliança acionou o IML em Formosa e na madrugada de hoje, a equipe composta pelos agentes Romualdo e Wilton juntamente com a polícia técnica deslocaram até o local, onde parte da família da vítima já se encontrava.

Policiais e técnicos do IML tiveram dificuldades em chegar ao local onde o corpo estava, em virtude do isolamento.

Levantamento inicial indica, tratar-se de morte natural. O corpo foi levado ao IML de Formosa (GO).


Governo de Goiás lança novo parque industrial em Alvorada do Norte/GO




Às margens da BR-020 e próximo ao aeroporto de Alvorada do Norte, no nordeste goiano, será criado pelo Governo de Goiás, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), um novo Condomínio de Desenvolvimento Econômico (CDE) voltado para a instalação de empresas no município e, consequentemente, geração de empregos e renda para os goianos.

A área plana da gestão municipal, de 250 mil metros quadrados, será repassada para o Estado e já possui infraestrutura adequada de Estação de Tratamento de Água (ETA) e Esgoto (ETE) para o abastecimento e tratamento de resíduos das indústrias.

O parque industrial fica a cerca de 250 quilômetros de Brasília e próximo aos estados da Bahia e Minais Gerais, portanto, inserido no eixo de escoamento da produção para as regiões do Entorno do Distrito Federal, Nordeste e Sudeste do Brasil.

Além disso, como destaca a Lei nº 20.764 de 7 de fevereiro deste ano sancionada pelo governador Ronaldo Caiado, as empresas que se instalarem no Oeste e Nordeste goiano, como é o caso de Alvorada do Norte, terão incentivo fiscal de até 98% no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A Codego, por sua vez, fará os estudos necessários para o assentamento dos empreendimentos.

“Temos uma determinação do governador Ronaldo Caiado para a criação do novo condomínio, que já foi aprovada pelo Conselho de Administração da Companhia. Agora o próximo passo é realizar uma audiência pública no município para dar publicidade ao ato de implementação e, dentro de uma proposta de transparência, debater com a população e autoridades locais os melhores meios para o assentamento das empresas o mais breve possível. Estamos trabalhando para trazer desenvolvimento para vários quadrantes de Goiás”, afirmou o presidente da Codego, Marcos Cabral.

A prefeita de Alvorada do Norte, Iolanda Holiceni, destacou que a implementação de um novo parque industrial deve gerar milhares de empregos diretos e indiretos no município que, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem aproximadamente 8 mil habitantes, sendo que apenas mil estão empregadas, o equivalente a 12,5% da população local.

“O polo vai trazer mais dignidade para a população. É o nosso sonho maior, trazer prosperidade para os alvoradenses. Mas além disso, vai trazer benefícios para os municípios vizinhos, alcançando aproximadamente dez cidades. Juntamente com o apoio do governador Ronaldo Caiado, do presidente da Codego, Marcos Cabral, e do deputado Iso Moreira tenho certeza que o projeto vai trazer muitos frutos para a nossa região e para o Estado.”

Comunicação Codego

Posse/GO: Mais uma peruca para a pequena Ana Clara



A pequena Ana Clara Rodrigues dos Santos, de 5 anos, da cidade de Posse, no nordeste goiano, que não tem cabelos, ganhou mais uma peruca de presente, nesta quarta-feira (19).

Desta vez, após ver uma publicação neste Blog, a Ong Princesas do Bem, do estado do Mato Grosso do Sul, enviou mais uma peruca para a Ana Clara. A peruca é de cabelos naturais e pode ser lavado e é de fácil adaptação.

A criança passou por uma consulta, fez exames e recebeu o diagnóstico de alopecia areata, doença que causa queda repentina de cabelo, e vai começar a fazer tratamento.

Na época que a matéria foi divulgada, a avó contou que a menina iria começar a estudar neste ano e temia que ela sofresse bullying dos colegas por ser careca. O médico explicou que uma prótese capilar é importante durante o tratamento da Ana Clara.

Ana Clara agora tem algumas perucas e poderá revezá-la em suas idas a escola.

Já publicamos:



Em parceria com Itego, Prefeitura de Alvorada do Norte/GO lança Programa de Capacitação Profissional



A prefeitura Municipal de Alvorada do Norte, no nordeste goiano, em parceria com a rede Itego, lança mais uma etapa do Programa de Capacitação Profissional.

Na oportunidade serão oferecidos diversos cursos de capacitação, as inscrições já estão abertas e encerram no dia 13 de março de 2020.

Os interessados deverão se matricular na Secretaria de Assistência Social, ao lado da rodoviária, das 08:00h ás 11:00h e das 13:00h ás 17:00h. 

Não perca essa oportunidade de capacitar para o mercado de trabalho.

Vacinação contra o sarampo em Goiás segue até dia 13 de março



Campanha tem como público-alvo pessoas de 5 a 19 anos, ainda não vacinadas ou com esquema incompleto

Segue até o dia 13 de março, em todos os municípios goianos, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, promovida pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO). A campanha tem como objetivo imunizar crianças e adolescentes de 5 anos a 19 anos de idade que ainda não se vacinaram ou não tomaram as duas doses da vacina contra a doença.

“Este ano, temos o desafio de vacinar pessoas de 5 a 19 anos, ampliar essa cobertura vacinal, para que eliminemos a circulação do vírus do sarampo em nosso País”, disse o secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, durante lançamento da campanha. Ele ressalta que, embora o foco seja de pessoas de 5 a 19 anos, qualquer pessoa com idade entre 6 meses a 59 anos de idade pode buscar um posto de vacinação para verificar a situação do cartão de vacinas.

A gerente interina de Imunização da SES-GO, Joice Dorneles, reforçou que é imprescindível a participação da comunidade na campanha, comparecendo aos postos de vacinação para avaliação da caderneta de vacinação. “A ação pretende interromper a circulação do vírus no País “, disse.

A meta é vacinar 80.157 pessoas, entre 5 anos e 19 anos, ainda não vacinadas em todo o Estado. Para atender a procura, a campanha conta com mais de 900 postos fixos instalados nos municípios. Quem for ao posto de saúde deve apresentar o Cartão de Vacinação.

A vacinação ocorre de forma seletiva, iniciando ou completando esquema de vacinação para o sarampo, assim, quem comparecer ao posto saúde deverá apresentar o Cartão de Vacinação para que o histórico vacinal da pessoa seja avaliado pelo profissional da sala de vacina.

Para viabilizar a campanha, a SES-GO distribuiu 80 mil doses da vacina Tríplice Viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola, aos 246 municípios do Estado. A Secretaria também orienta aos municípios que aproveitem a realização da campanha e atualizem a Caderneta de Vacinação de seus moradores. O intuito é oferecer todas as vacinas da rotina para todas as faixas etárias, conforme o esquema recomendado, principalmente nas áreas rurais e de difícil acesso.

Doença transmissível

O sarampo é uma doença altamente transmissível, pode provocar sérias complicações e levar à morte. A transmissão pode ocorrer por dispersão de gotículas com partículas virais no ar, principalmente em ambientes fechados como creches, escolas, clínicas e meios de transporte, incluindo aviões. O vírus é transmitido de 6 dias antes até 4 dias após a erupção cutânea (manchas vermelhas na pele).

Os sintomas do sarampo são febre alta, erupções pelo corpo todo, tosse, coriza, conjuntivite e manchas brancas que aparecem na mucosa bucal, antecedendo ao exantema.No Brasil, no período de 22 de setembro a 14 de dezembro de 2019, foram notificados 2.710 casos confirmados de sarampo, com 15 mortes , sendo 14 no Estado de São Paulo e 1 em Pernambuco.

Em Goiás, no ano passado, foram notificados 199 casos suspeitos em 51 municípios. Desses, 176 foram descartados, 14 confirmados e 9 ainda seguem em investigação. Este ano, já foram notificados seis casos suspeitos em 5 municípios. Um foi confirmado e os outros cinco ainda estão em processo de investigação.

Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado na zona rural de Formosa/GO



Um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado na manhã da última terça-feira (18), na zona rural, do município de Formosa, no Entorno do Distrito Federal.

O corpo foi encontrado em uma propriedade rural na divisa com o DF.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e acionaram o Instituto Médico Legal que removeu o corpo.

Devido o avançado estado de decomposição e da ausência de documentos, não foi possível ainda identificar a idade ou causa provável da morte.

Campos Belos/GO terá carnaval de rua; confira as atrações



A Prefeitura Municipal de Campos Belos, no nordeste goiano, divulgou a programação do carnaval 2020.

Com novidades e diversas atrações, Campos Belos trás de volta o carnaval de rua, que promete agitar a cidade.

O carnaval será realizado nos dias 22, 23, 24 e 25 de fevereiro, das 13h às 00h, na rua dos Correios.

As atrações são:

Banda Batukerê, Alex Maxx Saiddy Bamba, Fabinho Papazzoni, Kinho Barão Banda Luxuria, Gustavo Braga, Novo Hit, Negão Chandon, Beto Costa e Alez.

Agende ai

Mulher de Cavalcante/GO entra com ação contra Porta dos Fundos por Especial de Natal, mas juiz entende que pedido deve ser coletivo



A Justiça de Goiás entendeu que não se enquadra como de interesse individual ação de danos morais proposta por uma mulher contra a produtora Porta dos Fundos pela exibição do "Especial de Natal: A Primeira Tentação de Cristo".

Moradora de Cavalcante, no nordeste do estado, ela argumentou que o vídeo lhe causou "dor, raiva e vontade de chorar e gritar" por ser "um desrespeito gratuito pela fé alheia". Porém, o juiz Rodrigo Victor Foureaux Soares, destacou que uma ação desse tipo deve ser de âmbito coletivo.

A reportagem contatou a assessoria do Porta dos Fundos, por email, às 7h26 desta quarta-feira (19), e aguarda retorno.

Na ação, a mulher - que não teve o nome divulgado - disse que é cristão praticante e que " tem em sua fé o alicerce ético que define sua moral e todos os valores que regem sua vida". Ela alega ter sido surpreendida pelo vídeo aborda Jesus como homossexual e que teve um relacionamento sexual com Lúcifer.

Ela afirmou que ficou indignada pela forma como "seu Senhor e Salvador" foi "ridicularizado".

Destacou também que Maria, mãe de Jesus, é tratada como "adúltera que flerta com Deus" e que essa representação é incorreta porque Maria deveria ser reverenciada porque "assistiu seu filho ser crucificado de maneira injusta e dolorosa na cruz".

A mulher afirmou ainda que a retratação de José como "bobo, sem talento e que é traído por Deus" é uma situação "cruel e vil".

Por fim, diz que mostrar Deus "sacana", que não se importa com a humanidade lhe causou "sofrimento".

Ação coletiva

Em seu despacho, o juiz disse que a leitura inicial da ação o faz concluir que "o direito narrado pela autora não é individual, mas coletivo", pois, no caso, presume-se que ofende os cristãos de uma forma geral.

Soares afirma que já recebeu outra ação individual semelhante e que dependendo da deliberação dessas ações, pode ensejar um "sem-número de processos por Cristãos que tenham se sentido ofendidos". Pontua ainda que uma ação coletiva seria essencial para "um entendimento uniforme" sobre a questão.

O magistrado cita ainda jurisprudência sobre o caso. Ele evoca os juristas Fredie Didier Jr e Hermes Zaneti Jr, que definem:

"O processo é coletivo se a relação jurídica litigiosa (a que é objeto do processo) é coletiva. Uma relação jurídica é coletiva se em um de seus termos, como sujeito ativo ou passivo, encontra-se um grupo (comunidade, categoria, classe, etc.)".

Ele também aponta que o intuito não é negar direitos à autora, uma vez que isso é facultado a ela, mas escreve que o direito que ela "deseja proteção não é individual, uma vez que lhe pertence não como indivíduo isoladamente, mas como membro de uma coletividade de pessoas que se denominam Cristãos".

O juiz determina ainda que sejam intimados o Ministério Público do Estado de Goiás e da Defensoria Pública do Estado de Goiás para, se for o caso, promoverem ação coletiva em relação ao tema.

Proibição e liberação

Em 8 de janeiro, o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) Benedicto Abicair determinou a retirada do ar do Especial de Natal do Porta dos Fundos. Como argumento para tirar o vídeo do ar, na decisão, o magistrado ressaltou que o Natal já passou. Por esse motivo, ele considera que as consequências da divulgação são mais "passíveis de provocar danos mais graves e irreparáveis" do que a suspensão do programa.

No entanto, no dia seguinte, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, concedeu decisão liminar (provisória) para autorizar a Netflix a exibir o filme.

Ataque

Na madrugada de 24 de dezembro, a sede da produtora do Porta dos Fundos no Humaitá, Zona Sul do Rio, foi alvo de um ataque. Dois coquetéis molotov foram jogados contra a fachada do imóvel. O caso foi registrado como crime de explosão na 10ª DP (Botafogo).

Houve danos materiais no quintal e na recepção. Segundo integrantes do grupo, caso não houvesse um segurança no local, todo o prédio teria sido incendiado. O fogo foi contido pelo funcionário.

Único suspeito identificado até o momento, o economista e empresário Eduardo Fauzi fugiu para a Rússia no dia 29 de dezembro. Ele foi incluído na lista de difusão vermelha da Interpol e, com isso, pode ser preso por qualquer força policial do país em que esteja.

Fonte: TJGO e G1

Estudante entra com representação contra Processo Seletivo da Policlínica de Posse/GO



Uma estudante de direito protocolou na última terça-feira (18), representação no Ministério Público contra o processo seletivo realizado pelo Instituto Lagos Rios, responsável pela Policlínica da cidade de Posse, no nordeste goiano.

O processo seletivo é para compor o quadro de funcionários temporários da Policlínica.

A representação tem como objetivo esclarecer alguns pontos questionáveis sobre a realização do processo seletivo.

O Instituto Lagos Rios não divulga os resultados das provas escritas, deixando assim todos com uma pulga atrás da orelha. A falta de transparência está sendo uma das principais reclamações de todos que enviaram currículos.

Na representação, a estudante relata que faltou publicidade e transparência e que alguns princípios da administração pública foram feridos.

“Espero que o Ministério Público investigue, esclareça e demonstre à toda nossa população que o Processo Seletivo seguiu todas as regras e eu esteja equivocada”, disse a estudante.

A Policlínica será inaugurada no fim deste mês, com a presença do governador Ronaldo Caiado e do Presidente Jair Bolsonaro.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Destrava: Com investimentos de R$ 66 milhões, estado de Goiás vai retomar obras de 56 creches em 47 municípios; veja a lista



Com foco inicial na retomada das obras de 56 creches e instituições educacionais, em 47 municípios goianos, com investimentos de R$ 66 milhões, o programa interinstitucional reúne representantes do Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas da União e será replicado, posteriormente, em todo o País

O Destrava foi lançado na segunda-feira (17) com a presença dos prefeitos e representantes dos 47 municípios goianos que serão contemplados com investimentos superiores a R$ 66 milhões, para a conclusão das creches.

“Menos Brasília, mais Brasil.” Foi em solo goiano que o principal slogan do Governo Federal tem encontrado as condições perfeitas para o desenvolvimento de suas prioridades de gestão. Não à toa, em menos de seis meses, o Estado conduzido pelo governador Ronaldo Caiado foi escolhido para receber dois projetos pilotos nacionais. Em agosto de 2019, eram as sementes do Em frente, Brasil que caíam por aqui, com o intuito de reduzir ainda mais os índices de criminalidade. Agora, é o Destrava que surge no Cerrado para, depois, irrigar sua experiência para todo o País.

O programa é realizado pelo Comitê Executivo para Apoio à Solução de Obras Paralisadas, integrado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Tribunal de Contas da União (TCU), Advocacia Geral da União (AGU), Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Ministério da Infraestrutura e Controladoria Geral da União (CGU). Em terras goianas, o projeto piloto tem a parceria do Governo de Goiás.

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o ministro Dias Toffoli esteve em Goiânia, nesta segunda-feira dia 17, para o lançamento do programa que visa retomar 14 mil obras paralisadas em todo o Brasil. Para Toffoli, a junção de esforços interinstitucionais é imprescindível para a resolução dos principais problemas que afligem a sociedade brasileira.

O ministro defendeu que a Justiça não pode estar à margem desse processo e deve se aliar a outras instituições. Por isso, ele se reuniu, inicialmente, com os presidentes do TCU e da Atricon para realizar um amplo diagnóstico das obras paradas no País, que já acumulavam R$ 200 bilhões em investimentos estagnados. Levantamento pronto, todos concordaram que deveriam desenvolver o projeto em Goiás, não só pela localização geográfica estratégica do Estado, mas, principalmente, pelo protagonismo e experiência do governador Ronaldo Caiado em debates nacionais.

“Entendemos que promover a continuidade desses empreendimentos paralisados é impulsionar a economia e gerar empregos, elementos fundamentais ao desenvolvimento econômico, social e regional do País”, destacou o presidente do STF em discurso, lembrando que desde o momento da concepção da ideia, em 2018, o projeto já contava com o apoio de Ronaldo Caiado.

Ao ministro, o governador Ronaldo Caiado retribuiu os elogios e pontuou que a gestão administrativa do “Destrava” segue a mesma linha que assumiu quando tomou posse no Palácio das Esmeraldas, em janeiro de 2019. “Vejo que a interlocução entre os Poderes, no sentido de construir resultados, é o gesto mais importante para acharmos a saída para a resolução dos desafios que encaramos. É necessário existir uma convergência das pessoas que têm espírito público”, defendeu Caiado.

Municípios contemplados:

Águas Lindas de Goiás
Alexânia
Amorinópolis
Anicuns
Arenópolis
Baliza
Barro Alto
Campinorte
Catalão
Cavalcante
Cezarina
Cidade Ocidental
Corumbá de Goiás
Damianópolis
Divinópolis de Goiás
Formosa
Goianápolis
Guaraíta
Guarani de Goiás
Hidrolândia
Indiara
Inhumas
Israelândia
Itapuranga
Jataí
Marzagão
Maurilândia
Minaçu
Mineiros
Monte Alegre de Goiás
Mundo Novo
Novo Gama
Novo Planalto
Padre Bernardo
Piracanjuba
Planaltina
Porangatu
Portelândia
Santa Cruz de Goiás
Santa Rita do Araguaia
Santo Antônio do Descoberto
Silvânia
Taquaral de Goiás
Uruaçu
Vianópolis
Vicentinópolis

Namorado de gerente de hipermercado desaparecida em Bela Vista de Goiás é preso no Tocantins




A Polícia Militar informou que no fim da manhã desta terça-feira (18) os policiais do 8º BPM foram informados pela PM de Bela Vista (GO) que o jovem estaria passando pela região. Alan Pereira teria sido localizado após a polícia rastrear o celular da gerente que estava com ele.

Os PMs encontraram o jovem dentro de um ônibus em Marianópolis do Tocantins, a 181 quilômetros de Palmas. Ao ser abordado, ele apresentou uma CNH falsificada que foi utilizada para comprar uma passagem de ônibus até Santa Maria das Barreiras (PA). Ele também foi identificado por causa de uma tatuagem.

Alan Pereira dos Reis foi preso por uso de documento falso e encaminhado para a Central de Flagrantes em Paraíso do Tocantins, onde a polícia cumpriu um mandado de prisão do estado de Goiás contra ele. O jovem também deverá ser interrogado sobre o desaparecimento da namorada.

No momento da prisão Alan estava com duas facas e um alicate. O carro da gerente Fernanda Souza ainda não foi localizado.


Fonte: G1

Processo Seletivo é divulgado pela Prefeitura de Cavalcante/GO



A Prefeitura de Cavalcante, no nordeste goiano, anuncia que estão abertas as inscrições do novo Processo Seletivo, composto por análise curricular, que visa à contratação de profissionais de ensino superior.

São 37 oportunidades distribuídas para os cargos de Professor (36) e nutricionista (1).

O salário base ofertado equivale a R$ 1.887,60 e R$2.462,97 e a carga horária a ser cumprida é de 20 horas semanais.

As inscrições serão recebidas, no período de 14 a 21 de fevereiro de 2020, das 8h às 12h, presencialmente, na sede da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, situada na Rua 13, quadra 36, lote 333, Setor Cavalcantinho, Cavalcante - GO.

O prazo de validade do presente Processo Seletivo e dos contratos, limita-se ao ano letivo de 2020 fixado no calendário escolar, com possibilidade de prorrogação por igual período.


Fonte: PCI Concursos

Homem morre após ser atropelado por van da prefeitura de São João D’Aliança/GO na BR-020



Um homem aparentando 60 anos morreu após ser atropelado no Km 30 da BR-020, perto do Posto São Roque. O acidente ocorreu por volta das 5h30 desta terça-feira (18), no sentido Formosa (GO)-Plano Piloto.

A vítima apresentava múltiplas fraturas e não havia sido identificada até a última atualização desta reportagem.

O veículo envolvido é uma van Splinter, de cor branca, conduzida por Braz Gonçalves dos Santos, 49, que não se feriu.

O veículo pertence ao município de São João da Aliança (GO) e fazia o transporte de oito pacientes ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) para realização de hemodiálise. Eles não se feriram. A cena permaneceu aos cuidados da Polícia Rodoviária (PRF).

Fonte: Metrópoles

Romance conta a história da Chapada dos Veadeiros nos tempos de garimpo



O fotógrafo, geógrafo e professor brasiliense, Jorge Oliveira Junior, falou sobre o seu mais novo livro: "Garimpo – Uma verdade sobre a Chapada dos Veadeiros" no programa Espaço Arte. Tendo a década de 40 como pano de fundo de sua pesquisa, o autor mergulha, ao longo de 170 páginas, nas memórias do tempo áureos de extração de cristal de rocha na vila de São Jorge, na chapada dos veadeiros, região de Goiás.

Inspirado em histórias reais e depoimentos de antigos garimpeiros do lugar, o livro aborda o romance entre um retirante nordestino e uma prostituta.

Em entrevista ao programa, Jorge conta os detalhes do processo de criação dessa obra sobre a história de uma das regiões mais incríveis do nosso país.

O autor explica que foram dois anos de produção e um ano de pesquisa e entrevista. Além dos depoimentos escritos e orais de antigos moradores, artigos científicos e literatura de época e a experiência do escritor em relação ao ambiente da Chapada foram fontes fundamentais para a elaboração da obra.

Jorge também é autor de outras obras como "Trilhas de Oréades - Uma viagem pelo Cerrado" e "Tá me tirando? Um Retrato da Criminalidade Escolar", além de ser fotógrafo profissional premiado em diversos concursos nacionais de fotografia. Ouça a entrevista completa com o autor.

Fonte: Rádios EBC

Destrava reaquece otimismo de prefeitos goianos para a retomada de obras



Imbuído de uma nova perspectiva de gestão, o Governo Federal, no ensejo de atender de modo mais assertivo as demandas da população, tem buscado descentralizar as decisões e aumentar a autonomia de Estados e municípios na aplicação de recursos federais. Isso explica a grande expectativa na última segunda-feira, dia 17, no lançamento oficial do Destrava, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia, com a presença do governador Ronaldo Caiado e do presidente do STF e CNJ, ministro Dias Toffoli, dentre outros.

A solenidade foi prestigiada pelos prefeitos e representantes dos 47 municípios goianos que serão contemplados com investimentos superiores a R$ 66 milhões, para a conclusão de 56 creches em todo o Estado de Goiás.

Os números acendem o otimismo dos planaltinenses, segundo conta Eles Reis de Freitas, prefeito do município que integra a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride). “As expectativas são as melhores possíveis, pois esta iniciativa fará com que reiniciemos obras que estão paradas no município, que não são poucas.” Além das creches, conforme aponta Eles, a cidade carece urgentemente do recapeamento do asfalto, mas que já recebeu sinal positivo de Caiado para a breve retomada dos trabalhos. “É uma obra muito importante, que ficou pela metade, mas que, inclusive, ele sinalizou que vai recomeçar. Caiado é um homem de palavra, de compromisso, e isso já nos tranquiliza.”

Por meio da atuação integrada entre os órgãos de controle e Poder Judiciário, o programa objetiva a retomada de 14 mil obras paralisadas por todo o País, no valor de mais de R$ 200 bilhões. No projeto piloto que está sendo realizado em Goiás, com previsão de ser concluído ainda neste semestre de 2020, o primeiro passo é a criação de um comitê gestor. Essa primeira frente de trabalho será voltada a obras de creches e de suporte à educação infantil.

Só na cidade de Porangatu, no Norte do Estado, três creches estão por terminar. “Além do aporte financeiro inicialmente previsto já não ser mais suficiente para a conclusão dos projetos, nosso município, assim como praticamente todos os demais, estão, hoje, impossibilitados financeiramente de dar continuidade aos trabalhos”, explica o prefeito Pedro João Fernandes. “O Destrava será de fundamental importância para que essas obras sejam realmente terminadas, concluídas, e, com certeza, irá beneficiar as nossas crianças e a população de Goiás e, automaticamente, do Brasil”, aposta o gestor.

Também na região do Entorno do Distrito Federal, o município de Padre Bernardo, com 33.835 mil habitantes, poderá enfim concluir duas quadras, duas creches e uma escola. “A gente espera é que, de fato, destrave essas obras”, afirma o prefeito Francisco de Moura Teixeira Filho. “Temos uma carência muito grande de creche para crianças. Uma obra parada significa um prejuízo muito grande, pois as pessoas começam a invadir. Estamos ainda mantendo essas obras sob a nossa vigilância com tranquilidade. Mas o trabalho que foi feito acaba deteriorando ao longo do tempo e temos que refazer serviços. Isso é ruim”, frisa.

Neilton Ferreira de Ozeda, prefeito de Vicentinópolis, a 177 quilômetros da capital, lembra que ao assumir o mandato, deparou-se com duas obras paralisadas: a quadra de esportes da Escola Irene Cândida, com recurso federal, e a construção de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), no setor Camilo de Matos. “Iniciamos a gestão em 2017 com todas as obras paralisadas; só tinham feito os alicerces. A quadra, nós praticamente finalizamos, mas o CMEI ainda tem muito que fazer. À época continuamos com a mesma empreiteira, mas por falta de recursos, ela pediu desistência do contrato”, conta. Uma nova empreiteira foi já licitada e deu autorização para início de obras na semana passada. “Estamos só aguardando esse dinheiro chegar, porque o nosso município necessita muito desse CMEI, e o povo está muito ansioso pelo término”, pontua Neilton.

Em Amorinópolis, a cerca de 250 quilômetros de Goiânia, a espera pela creche durava já oito anos. É o que relata o prefeito Silvio Isac de Souza. “A obra foi parada em 2012 e passou um mandato inteiro sem um andamento sequer”, afirma. Sílvio pontua que a creche, naturalmente, atende em especial às crianças, mas que o município será beneficiado como um todo, pois também gera mais empregos. “Precisamos muito deste recurso, pois nossa cidade é bem pequena e não tem renda própria. Todo mundo é sabedor que essa crise atingiu a cidade.”

Para o vice-prefeito de Águas Lindas de Goiás, Luiz Alberto Jiribita, cujo município também será contemplado neste projeto piloto, a postura republicana de Caiado para com os municípios fez mais uma vez a diferença. “É uma parceria que tem sido muito boa. Com apenas 24 anos, Águas Lindas já tem a mesma população que tem Luziânia, com 280 anos. Então, é muito difícil para o Estado acompanhar e atender a população. Mas assim que ele [Caiado] ganhou as eleições já visitou nosso município. Já nos prometeu retomar as obras do hospital, bem como escolas. Garantiu o término do quarto turno – o “turno da fome”, disponibilizando equipamentos e novas salas de aula na cidade. Então, essa parceria é muito importante e tem fluído muito bem”, concluiu.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Militar fica ferido após perder o controle da viatura na GO-221



Um tenente da Polícia Militar de Goiás ficou ferido após perder o controle da viatura na tarde desta segunda-feira (17), na GO-221, nas proximidades de Iporá, município da Região Oeste do Estado.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o veículo era conduzido por Dayan Carlos dos Santos Gomes, de 41 anos, que atua em Caiapônia.

Chovia no momento do acidente e a suspeita é de que o automóvel tenha saído da pista após uma aquaplanagem.

De acordo com a corporação, o tenente ficou preso às ferragens e teve de ser retirado da viatura pelos bombeiros. Ele teve ferimentos na região lombar e no peito e foi transportado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Iporá.

Fonte: O Popular

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Caravana do FCO chega à São Domingos/GO



A caravana do FCO estará na cidade de São Domingos, no nordeste goiano, e convida empresários e produtores rurais para participarem do evento.

O evento é voltado para empresários e produtores de São Domingos e Divinópolis de Goiás.

A realização é do Banco do Brasil. O evento será realizado no próximo dia 19 de fevereiro, as 10h, na câmara municipal de São Domingos.

O FCO é um fundo de crédito com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico e social da Região Centro-Oeste do País.

Carro sai da pista na BR-020, próximo a Posse/GO



Uma saída de pista foi registrada na tarde desta segunda-feira (17), na BR-020, próximo a Posse, no nordeste goiano.

O veículo seguia normalmente pela rodovia, quando o motorista perdeu o controle e saiu da pista. Na imagem é possível ver as marcas dos pneus na pista.

O Corpo de Bombeiros de Posse foi acionado para atender a ocorrência.

Uma pessoa estava no carro, o mesmo estava consciente e, aparentemente bem.

Prefeita solicita sinalização de trânsito das ruas e avenidas de Alvorada do Norte/GO




A Prefeita de Alvorada do Norte, no nordeste goiano, Iolanda, participou de uma reunião na Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília para tratar de assuntos do interesse do município.

Em pauta a solicitação de sinalização de Trânsito de ruas e avenidas da cidade, junto ao DETRAN, representado pelo Presidente Sr. Marcos Roberto, que se colocou à disposição em atender à solicitação da Prefeita Iolanda, através de um convênio a ser assinado entre o DETRAN e a Prefeitura de Alvorada do Norte.

Audiência pública debate prejuízos causados pela Enel em Goiás



"A Enel está dando prejuízo não só para Goiás, mas para o Brasil e para o mundo”, afirmou Eurípedes Naves Borges, que trabalha com compra e venda de transformadores em leilões, durante audiência pública realizada no sábado, dia 15, na Fundação Tiradentes, em Goiânia. Segundo ele, os empresários de Goiás estão ‘indo a falência’ e levando ele junto. Eurípedes, que já trabalhou na Celg Distribuição, também foi proprietário de uma empresa de engenharia elétrica e, agora, está há 30 anos trabalhando com leilões.

“Eles dizem que estão aplicando dinheiro, mas estão destruindo os laboratórios de reforma dos transformadores”. Atualmente, os equipamentos que necessitam de reparos devem ser enviados para São Paulo, o que demora 30 dias. “Até chegar, a lavoura irrigada já morreu, o frango já morreu”, concluiu Eurípedes.

Nara Coutrim, representante da Feira Hippie de Goiânia e dos moradores da cidade de Sanclerlândia, reivindicou respeito por parte da empresa à população e testemunhou sobre as constantes quedas de energia em toda a cidade que ela representa. "É muito fácil para os engravatados, que lucram com esse contrato, defender a empresa, o contrato. Quero pedir para vocês o respeito com a sociedade, não só com empresários, porque não é só de empresários que é formada a população. É a mãe de família que precisa de energia e que, muitas vezes, é pega desprevenida, àquelas pessoas que estão em hospitais, porque é muito fácil, colocar palavras bonitas, bem colocadas, que às vezes muitos entendem, mas a grande maioria não", pontuou.

O proprietário de um loteamento, Sinomar Ribeiro, veio de Aurilândia para participar da audiência pública. Ele teve um prejuízo de R$ 300 mil na compra de materiais de construção e, mesmo após vistoria realizada pela Enel, teve que paralisar as obras. “Comprei e paguei o material em 2019, como exigido. A Enel fez a vistoria em 2019, como combinado. Só que entrou 2020, eles falaram que o material não serve mais”, contou. Entre as perguntas realizadas pelos participantes do encontro aos diretores da Enel, o empresário ainda, em voz alta do meio da sala, disse que não confia na empresa. “A Enel quer segurança jurídica do investimento dela, mas não dá segurança jurídica do meu investimento. Só quero que a Enel me dê o suporte, que é obrigação dela”, desabafou Sinomar.

O médico Diogo Jacó, que tem duas clínicas radiológicas, uma localizada em Goiânia e outra no interior de Goiás, declarou que utiliza energia solar para garantir o funcionamento das máquinas, mas que por diversas vezes já ficou sem energia elétrica nas unidades de saúde, o que o fez recorrer a um gerador. “Ter um gerador para manter uma ressonância magnética é uma sala de gerador. A rede fica ruim e começa a queimar meu equipamento. Deixo três dias sem ligar, deixo meu gerador rodando e vai consumindo diesel. Isso é caro. É esse tipo de coisa que revolta o goiano”, disse.

Debate

O propositor da audiência pública, o deputado federal Vitor Hugo, que é líder do governo federal na Câmara dos Deputados, relatou números expressivos relacionados a insatisfação da população goiana. Só em 2019 foram mais de 133 mil reclamações contra a Enel. “Muitas chegaram direto na Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica], porque existe um sentimento de que, e falo isso abertamente, há uma falha de comunicação dentro da empresa”, disse o deputado. No site Reclame Aqui, o quantitativo de queixas chegou a 1.944, com 493 reclamações a mais que 2018.

Para o governador Ronaldo Caiado, o fato de a empresa ter ganho o leilão de privatização da Celg D não dá direito que a população sofra com a falta de investimentos. “Não podemos admitir que, só porque ganharam uma licitação, se achem imune em poder fazer todas as arbitrariedades com o povo goiano”, disse citando as frequentes quedas de energia e períodos longos em que a população fica desabastecida, principalmente no interior de Goiás. Após ver a exposição dos dados feitas pelos representantes da Enel, o governador ainda reiterou que “os prejuízos que isso acarreta na vida do cidadão não podem ser contemporizados com alguns dados”.

Exposição da Enel

Durante a audiência pública, os representantes da Enel tiveram 30 minutos para expor tudo que foi feito desde a compra da Celg D e principalmente desde fevereiro de 2019 para solucionar a crise energética em Goiás. De acordo com o presidente da empresa no Estado, José Luiz Salas, já foram investidos cerca de R$ 2 bilhões e a expectativa é de que sejam aplicados ainda mais R$ 3,2 bilhões. “É um investimento que está sendo feito, e que será feito, no Estado como um todo. Na Região Norte, por exemplo, temos várias obras para entregar como em Luziânia, Uruaçu, Formosa, Anápolis e na Região Sul, em Morrinhos, Iporá, Rio Verde”, anunciou.

Na tentativa de justificar a queda da qualidade do serviço prestado, o diretor de Infraestrutura e Redes da Enel, Guilherme Lencastre, retomou o discurso de que assumiram a companhia com muitos problemas. “O que posso dizer hoje é que os problemas são menores”, disse. Em seguida, o diretor reforçou que a meta é dialogar mais com a população e demonstrar na prática como está o andamento dos investimentos realizados. “Estamos construindo esse caminho, com muito empenho, vontade, motivação. Queremos trabalhar juntos com o Estado e com a sociedade”, e completou: “Nosso compromisso é com o consumidor de energia de Goiás”.

Indicadores de qualidade

Os principais indicadores de qualidade na prestação de energia elétrica são o FEC e o DEC. O primeiro trata da frequência de vezes que algum lugar ficou sem energia. O segundo, o tempo total que o local ficou sem energia. Conforme o secretário estadual de Desenvolvimento e Inovação, Adriano da Rocha Lima, o acompanhamento desses indicadores é feito por um número único, o que não é uma vantagem, uma vez que a prestação de serviço pode melhorar em uma região densa, como Goiânia, e piorar no interior de Goiás, e ainda assim estar dentro da média aceitável. Além disso, ainda segundo o secretário, quando a Enel assinou o contrato de concessão, a Aneel ofertou limites de FEC e DEC maiores.

Adriano da Rocha Lima ainda informou que, das 156 regiões chamadas de conjuntos elétricos do Estado de Goiás, 66 tiveram queda no índice de DEC. Desse quantitativo, 15 pioraram 500% a prestação de serviço. Os conjuntos que tiveram melhorias somam 90 conjuntos elétricos, mas esse avanço chegou apenas a 55%.

O Plano Emergencial estabelecido em fevereiro de 2019 previa uma série de investimentos para a ampliação das redes elétricas e solução da crise energética em Goiás. A Enel tem até agosto de 2020 para cumprir o acordo. Caso contrário, o não cumprimento do compromisso com o Governo de Goiás implicará em um relatório de falhas e transgressões, que é emitido pela Aneel, seguido da possibilidade de um processo de caducidade de licença. “De fevereiro de 2019 até hoje, apesar de reconhecer que a Enel tem investido, ampliado subestações, a qualidade do serviço está muito aquém do que a gente necessita no Estado”, afirmou o secretário.

Presente na audiência pública, o diretor da Aneel, Rodrigo Limp, endossou as palavras de Adriano e defendeu que a qualidade do serviço prestado pela Enel está abaixo das médias. “Os indicadores de qualidade estão muito aquém do que a Aneel entende como adequado. Temos feito um trabalho mais próximo, que é o que nós chamamos de Plano Emergencial, para recuperar a qualidade do serviço em um curto prazo. Mas ainda entendemos que temos um longo caminho a percorrer”, destacou.

Os deputados federais Flávia Morais, líder da bancada goiana na Câmara; Glaustin da Fokus; e o deputado estadual Paulo Trabalho manifestaram suas demandas, em vista de que também são representantes da população e estão em constante contato com as bases no interior do Estado. “Somos os para-choques das reclamações. Sempre chegam até nós os problemas sobre energia. Ninguém aqui é contra a iniciativa privada, mas toda empresa tem que ter responsabilidade social”, afirmou.

Representando o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o secretário-adjunto de Energia Elétrica, Domingos Romeu Andreatta, reafirmou o compromisso em auxiliar o Estado de Goiás na solução da crise energética. “Cobro novamente publicamente da Enel que faça e tenha todo o empenho para resolver essa situação da maneira mais rápida possível, para que a gente possa esquecer da Enel em um futuro próximo”, disse. Segundo o secretário-adjunto, o ideal é que os goianos saibam quem é a empresa que presta o serviço de distribuição de energia elétrica, mas não tenham que se preocupar com isso.

“Devemos exigir da Enel ao ponto de esquecermos dela em algum momento. Quando não lembrarmos da Enel é porque tudo estará muito bem”. Além disso, Domingos Romeu salientou que energia elétrica é fundamental para o desenvolvimento das cidades e que este não pode ser um fator de impedimento econômico: “Goiás tem que ter a energia elétrica com a qualidade que merece. Energia elétrica não pode ser uma coisa que limita a entrada de novos empreendedores”, finalizou.

Também participaram da audiência pública o presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio de Siqueira Paiva; o deputado federal Francisco Júnior; o secretário Marcos Silva (Comunicação); o senador Vanderlan Cardoso; o gerente de energia da AGR, Jorge Pereira; o presidente da Comissão Especial de Direito de Energia, Moacir Ribeiro da Silva Neto; o tenente-coronel Cleber Aparecido Santos, presidente da Fundação Tiradentes; os gerentes da Enel José Januário e Renata Keli; o chefe de gabinete de representação de Goiás no Distrito Federal, Breno Vieira; representante da AGM, Eri Ristov; além de prefeitos, vereadores, presidentes de Associações e Sindicatos, e membros do Fórum Empresarial.

Fonte: Governo de Goiás