A1

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Cão avança e evita que homem continue esfaqueando mãe e filha de adolescente que não quis se relacionar com ele




Um homem de 27 anos foi preso neste domingo (5) por suspeita de esfaquear a mãe e a filha de uma adolescente de 15 anos que se recusou a se relacionar com ele em uma festa em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Militar, o rapaz só fugiu depois de o cachorro da família atacá-lo.

A adolescente, de 15 anos, tinha conhecido o jovem em uma rede social. "Segundo a mãe, a filha o conheceu em um grupo de mensagens de celular", disse o sargento da PM Marcos Régis, que atendeu à ocorrência.

A mulher de 32 anos contou aos policiais que a filha saiu com o suspeito, mas não quis "ficar" com ele, sem explicar se o termo se referia a ter relação sexual ou a beijá-lo. Com raiva, o rapaz foi até a casa onde ela mora e entrou pelo portão com uma faca na mão.

De acordo com a mãe da adolescente, ela estava com a neta, de 11 meses, no colo e saiu de dentro da residência achando que fosse a filha voltando da festa. Nesse momento, conforme o relato policial, o homem começou a dar vários golpes com faca na mulher e na neta dela.

"O cachorro da família viu o ataque e avançou contra o homem. Com isso, ele acabou saindo correndo, pulando muro, cerca e foi se esconder um matagal, onde a gente o encontrou e prendeu”, afirmou o sargento.

As vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A mulher recebeu atendimento e foi liberada. Já a bebê está internada em estado grave. O homem foi levado a uma delegacia em Luziânia e vai responder por tentativa de feminicídio.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário