segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Sete organizações sociais concorrem a gestão da Policlínica de Posse/GO



A Secretaria Estadual de Saúde também já lançou o edital para contratar a Organização Social (OS) que ficará responsável pela gestão da unidade de Posse. “Fizemos o chamamento no final de novembro. As propostas já foram todas apresentadas e temos sete OSs que estão concorrendo no edital. Agora, estamos na fase de análise dessas propostas”, explicou o secretário Ismael Alexandrino.

As sete organizações sociais concorrendo no edital são: Ibraceds, Pio XII, IGPR, CEM, Lagos, Abeas e Reger.

A previsão é que nos próximos 20 dias saia o resultado da seleção.

Caiado disse que a Policlínica de Posse dará continuidade a uma ação do governo que é descentralização dos atendimentos em Goiânia. Assim como Posse, outras duas unidades, de Goianésia e Quirinópolis, devem ser entregues ainda no primeiro semestre.

Lembrando que a regionalização do atendimento na saúde pública é uma política empregada pelo Governo Caiado deste o ano passado, quando 58 novos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) adulto foram abertos somente no interior, nas cidades de Jataí, cidade de Goiás, Ceres, Catalão e Nerópolis.

“Um compromisso que temos em nosso governo é o de combater as desigualdades regionais”, disse o governador. Ele pontuou que na região do Nordeste goiano quem precisa de hemodiálise ou UTI tem que percorrer até 700 quilômetros. “É uma situação desumana, não ter exame, médico especialista em toda essa região. É inaceitável continuarmos assim, sem que o cidadão tenha condições de tratamento digno”, ressaltou Caiado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário