sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Em vídeo, deputado Paulo Trabalho desmente apoiadores de José Eliton sobre Policlínica de Posse/GO




O deputado estadual Paulo Trabalho (PSL) desmentiu em vídeo o que ele chama de a “turma do ex-governador José Eliton (PSDB)”, que requer para o tucano o reconhecimento de que ele teria construído as obras da Policlínica de Posse, obra popular na região Nordeste do estado e finalizada na última semana, que será em breve inaugurada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O amplo centro de saúde passa a atender a população na próxima segunda-feira, 2, com um diferencial: será inaugurada depois de efetivamente funcionar.

Segundo Trabalho, os apoiadores do ex-governador disseram em um vídeo que a clínica foi deixada 95% concluída pelos tucanos. De fato, um vídeo com fotos mostram Eliton em um edifício que serviu de base para a clínica. Mas a obra em nada lembra a policlínica atual.

“Ela sequer foi inaugurada, como outras obras entregues sem condições na gestão passada”, diz um dos gestores que acompanham a execução da unidade.

Ao contrário do vídeo, as imagens colhidas antes por Trabalho revelam um ambiente longe de chegar a 95% de finalizado.

“Olha a parte que eles fizeram e tirem suas próprias conclusões. Olha a qualidade do serviço, qualidade da obra que eles queriam entregar para o nosso povo. Está claro que era uma obra puramente eleitoreira. Era só um postinho de saúde e de péssima qualidade. E correndo o risco de cair na cabeça das pessoas. Olha o buraco no teto, o tanto de infiltração, que desenvolvem fungos e bactérias, aumenta o risco de doenças e infecções. É inadmissível infiltração em hospital ou clinica. Esse era o governo do Marconi e do Zé Eliton. Era o governo de entregar obra inacabada, obra mal feita, assim como outras centenas que deixaram espalhadas pelo estado de Goiás”, diz Paulo Trabalho, que realizou a fiscalização dos serviços.

O deputado inventariou a obra antes de iniciarem as adaptações da Policlínica com laudo e imagens. “Fica caro ter que refazer. Fazer o que tem que fazer e fazer de novo! E arrumar aquilo que estava mal feito. Mas quero parabenizar o governo Ronaldo Caiado e o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, que assumiram a responsabilidade”.

POLICLÍNICA

Paulo Trabalho mostra a área de ressonância magnética, que não estava originalmente nos planos de José Eliton. O deputado diz que não existiam também “realmente especialidades médicas” na proposta original e que foi a proposta de Caiado a que venceu as eleições, tornando a unidade a primeira policlínica efetiva de Goiás.

“Serão mais de 19 especialidades médicas, hemodiálise, tomografia computadorizada. Acreditamos que a maior parte dos problemas de saúde do Nordeste goiano será aqui resolvida”, disse Trabalho.

Trabalho diz que se Eliton não tivesse investido recursos de forma equivocada em sua gestão, a AME de Posse seria uma realidade há bastante tempo. Ele se refere às denúncias veiculadas nacionalmente de que Eliton teria asfaltado a estrada que cortava a fazenda do então vice-governador. Em 2017, o jornal “O Globo” denunciou: “Governo de Goiás asfalta estrada que corta fazenda do vice, e MP pede suspensão da obra”.

A obra foi considerada desnecessária pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), que pediu imediata suspensão do convênio que garantia o asfaltamento da rodovia, por entender que “resta clara a inexistência de melhoria direta no acesso ao Parque Estadual de Terra Ronca”. Conforme o jornal “O Globo”, ‘de 2 a 3 km’ passavam na propriedade rural. Para os críticos da antiga obra da gestão anterior, bastava ter direcionado os recursos para, de fato, construir uma unidade de saúde na região.

Fonte: DM

Nenhum comentário:

Postar um comentário