quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Ronaldo Caiado afirma que quer dar nome de Irmã Dulce à Policlínica de Posse/GO



“Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso”. Este é o tema da Campanha da Fraternidade 2020, lançada nesta Quarta-feira de Cinzas pelo arcebispo Dom Washington Cruz e bispos auxiliares, Dom Levi Bonatto e Dom Moacir Silva Arantes, no auditório da Cúria Metropolitana, na Arquidiocese de Goiânia.

A campanha traz como lema a passagem da parábola do Bom Samaritano, “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lucas, 10:33-34), que remete a um de seus exemplos mais inspiradores: Irmã Dulce, a Santa Dulce dos Pobres. Mas não foi só por isso que a primeira santa brasileira foi tão lembrada nesta manhã. Ao prestigiar a solenidade que marca oficialmente início da Quaresma, o governador Ronaldo Caiado afirmou que pretende batizar com o nome de Irmã Dulce a primeira das 17 policlínicas de sua gestão, que começa a funcionar na próxima segunda-feira, dia 2, na cidade de Posse, no Nordeste goiano.

“Irmã Dulce estará eternizada, no Nordeste goiano, divisa com Bahia e Tocantins, em uma policlínica que fará justiça ao seu nome. Vamos honrá-la por meio do tratamento que daremos às pessoas mais pobres e humildes do Estado de Goiás. Este é o diferencial que quero deixar: mostrar que se pode fazer a boa política. O povo não pode ficar dependendo do humor de seus governantes”, destacou Caiado.

O projeto, segundo o governador, já tramita pela Assembleia Legislativa e pode ser aprovado já no início da próxima semana. Caiado ressaltou que é seu compromisso atuar independente de conchavos políticos e que, por isso, estabeleceu como prioridade os 62 municípios mais carentes. Lá, disse, terá a mão do Estado, para dar mais qualidade de vida ao povo, especialmente aos jovens entre 17 e 24 anos, sequestrados pela criminalidade. “Este compromisso me dará tranquilidade para seguir indo às missas aos domingos, tendo a certeza que fiz minha parte como governador.”

Dispondo de todos os aparelhos necessários para uma Medicina moderna, o goiano terá, na policlínica, o mesmo tratamento digno de qualquer cidadão que entra no Sírio Libanês ou no Albert Einstein. Foi o que assegurou Caiado. “Terei 19 especialidades, além de um médico de família. Um total de 20 médicos atendendo todo dia com hora marcada. Teremos. Fiz questão de instalar a melhor hemodiálise, melhor ressonância magnética, melhores tomógrafos, aparelhos de Raios-X, densitometria óssea, prova de esforço, bem como toda parte de ortopédica, otorrinolaringologia, fisioterapia e fonoaudiologia”, enumerou o governador, que arrematou. “Os pacientes crônicos terão seu atendimento continuado, enquanto os casos de média e alta complexidade serão transferidos para hospitais capazes de fazer tais cirurgias.”

Beatificada em 2011 e canonizada em 13 de outubro de 2019, pelo Papa Francisco, Irmã Dulce tornou-se um exemplo emblemático do que é ser cristão, com suas ações de caridade e missão evangelizadora. Na avaliação de Dom Washington, nada mais justo que a Campanha da Fraternidade deste ano fosse um ato de amor e devoção à irmã Dulce dos pobres. “Fui pároco dela por 10 anos, em que convivia com ela quase diariamente, quando atuávamos no projeto social que ela tinha em Camaçari (Bahia). Uma mulher cheia de Deus e dando concretamente o testemunho do evangelho, testemunho do amor, a cada pessoa que se aproximava dela. Apesar do imenso sofrimento físico, tendo que usar balão de oxigênio, essa mulher franzina e enferma tornava-se gigante. O Anjo Bom da Bahia, ou melhor dizendo, o Anjo Bom do Brasil”, disse em seu discurso, arrancando aplausos.

Fé na prática

Ainda sobre a Campanha da Fraternidade, Caiado afirmou que o governo do Estado vai atuar de forma efetiva, disponibilizando sua estrutura e serviços durante a Jornada da Cidadania, prevista para os próximos dias 20, 21 e 22 de abril. “Não só apoio, como congratulo a iniciativa da Diocese de Goiânia em promover um evento tão relevante quanto este. Levarei a solicitação de Dom Washington à primeira-dama e a todo o comitê de política social do governo, para que possamos ampliar o máximo possível os atendimentos, nas áreas de Saúde e afins, ajudando as pessoas possam resolver seus problemas. Vamos unir forças para que não fique, apenas, em ações como essa, mas que seja um fato contínuo”, conclamou Caiado.

Neste ano, os fiéis serão convocados a refletir sobre o significado mais profundo da vida e a encontrar caminhos para que esse sentido seja fortalecido e, algumas vezes, até mesmo reencontrado. A ideia é explorar na Campanha da Fraternidade, além da preocupação espiritual, uma dimensão social, saindo da teoria e exercendo a fé na prática, com ações de amor e atenção ao próximo. Para devota Bernadete Reis, de Aragoiânia, que há sete anos acompanha o lançamento na capital, o tema desta vez tem gostinho especial. “Esta é uma das campanhas mais ‘pé no chão’, que toca mais a realidade”, comentou a pedagoga, que busca fazer sua parte. “Tenho um trabalho na pastoral de visita a famílias carentes e doação de cestas básicas”, contou.

Coordenador de Ação Social da Arquidiocese de Goiânia, o Padre Jonisoncley Santos Carvalho elencou nominalmente as diversas paróquias e associações ligadas à arquidiocese que desenvolvem obras sociais, especialmente com crianças, adolescentes e idosos mais necessitados. “Isso é uma demonstração da nossa gratidão por todas essas vocações que se dispõem a servir e fazem um bem tão grande e precioso”, completou. Além de vídeos sobre a campanha, também foi apresentado o Hino da Campanha, por Leonice Ângela de Jesus e José Reinaldo, ambos da Comissão de Liturgia.

Realizada no Brasil há mais de 50 anos, desde 1964, por meio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Campanha da Fraternidade tem como objetivo geral conscientizar, à luz da Palavra de Deus, para o sentido da vida como dom e compromisso, que se traduz em relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade, no planeta, nossa Casa Comum. Também estiveram presentes à solenidade o deputado federal Dr. Zacharias Calil; o Pró-Reitor de Comunicação e Diretor Geral da PUC TV Goiás, Eduardo Rodrigues; além de padres e leigos de paroquias ligadas à Arquidiocese.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário