A1

domingo, 2 de fevereiro de 2020

São Domingos/GO: Leitor cobra esclarecimento sobre polêmica reforma da Praça da Matriz




Desde 2017 a população de São Domingos tem passado por um grande problema gerado pela reforma da sua principal praça, a praça da Matriz.  Hoje recebi a notícia de que a administração municipal de São Domingos, como forma de manutenção da história de nosso município e frente às próprias mazelas, teria solicitado a alguns descendentes do Coronel Jacinto Pinheiro (sepultado no Cruzeiro localizado na Praça da Matriz) e de dona Joaquina Alexandrino Pinheiro (doadora de boa parte das terras da atual sede do município e, inclusive sepultada  dentro da Igreja Matriz de São Domingos) a contribuição para a produção de um busto em homenagem ao referido coronel a ser fixado na Praça da Matriz após o término da tão polêmica reforma que estão realizando na localidade.

Como tataraneto do citado Jacinto Pinheiro faço questão de participar de tal rateio e SUGIRO QUE TODOS os descendentes de Jacinto Pinheiro e Dona Joaquina Alexandrino Pinheiro tenham a mesma oportunidade de fazer parte desse procedimento independentemente de posicionamento politico através de um chamamento público, caso tal informação seja realmente confirmada,  respeitando a situação econômica e política de cada neto, bisneto ou tetraneto. Temos inúmeros cidadãos

Dominicanos descendentes de Jacinto Pinheiro e dona Joaquina Alexandrino Pinheiro, duas figuras que contribuíram significativamente com a história de São Domingos e com o processo de desenvolvimento de nosso município.

Muitos de nós descendentes (alguns com sobrenome Pinheiro como meu pai, alguns Régis Valentes, Oliveira e outros Chaves, dentre outros, têm o direito de participar de tal processo de reconhecimento, diferentemente dos boatos que estão sendo espalhados pela cidade de que apenas os descendentes aliados do atual prefeito estão sendo comunicados sobre tal rateio. Como historiador tenho conhecimento de que  NÃO CABE À GESTÃO MUNICIPAL escolher os parentes colaboradores por mera "perspectiva e simpatia" política. Sabendo disso, TORNO PÚBLICO o descontentemento frente a esse "suposto" procedimento equivocado que estaria sendo tomado por parte da atual administração.

Assim, caso essa informação deturpada seja real, solicito que a atual gestão municipal adote  procedimentos coerentes e transparentes que permitam todos os descendentes de Jacinto e Joaquina Pinheiro  decidirem-se por participar ou não desse eventual "rateio" de forma igualitária através de uma esclarecimento oficial, tornando público que a eventual divisão de despesas seja realizada  independentemente de sobrenomes e posicionamentos políticos.

Atenciosamente,

Davillas Newton de Oliveira Chaves

Nenhum comentário:

Postar um comentário