A1

quinta-feira, 25 de junho de 2020

4 Perguntas para Ivon Valente – pré-candidato a prefeito de Posse-GO



A entrevista desta quinta-feira (25) do quadro ‘4 Perguntas’ é com o Engenheiro Agrônomo, Diretor da Rádio Cultura 98,9 FM e pré-candidato a prefeito de Posse (GO), Ivon Valente.

Ivon Valente é Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade de Brasília (UnB). Responsável técnico pelos primeiros projetos agrícolas do oeste baiano e nordeste goiano nas décadas de 1980/1990. Criador do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Fundador do Campus de Posse da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Diretor da UEG de 1999 a 2006, tendo formado mais de 2000 professores na região. Responsável pela alfabetização de 2500 pessoas pelo projeto Vagalume. Implantou o Laboratório de Informática da Universidade, propiciando formação na área a centenas de pessoas. Pioneiro no ramo hoteleiro de Posse. Idealizador do Residencial Valente, referência de construção ecologicamente correta no nordeste goiano. Diretor e fundador da Rádio Cultura - 98,9 FM. Um dos fundadores e primeiro presidente eleito do Clube Aliança, sendo um grande incentivador do esporte no município de Posse.

Blog AC: Por que e para que você pretende candidatar-se a Prefeito de Posse?

Ivon Valente:

Posse está passando por um momento difícil, enfrentando 3 grandes crises. A crise da Saúde, que é antiga e vem de antes do Coronavírus mas, com a infeliz chegada da Covid-19 em nossa cidade, a conta do descaso com a Saúde Pública caiu no colo de quem não tem condições de arcar com planos de saúde ou consultas particulares. Temos a crise do desemprego, um mal que assola tanto nossos jovens, quanto os profissionais mais experientes. Enfrentamos também uma profunda crise política, que é resultado da atual gestão desastrosa da Prefeitura.

Um cenário como esse só pode ser solucionado por uma pessoa experiente, honesta e sem rabo preso, alguém guiado pelos valores do TRABALHO, da HONESTIDADE e da GRATIDÃO. E é justamente esse sentimento profundo de gratidão que tenho pela cidade de Posse, que fez com que eu apresentasse meu nome como pré-candidato à Prefeitura. Por amar tanto nossa cidade, onde nasci, formei minha família e criei meus filhos é que agora quero entrar para a história de Posse, acabando com a familiocracia e com o nepotismo que infestou a prefeitura por tanto tempo. Quero trabalhar dia e noite para que todos sintam ainda mais orgulho em serem cidadãos Possenses.

Blog AC: Caso seja eleito qual será sua prioridade?

Ivon Valente:

 A prioridade será aquilo que dá dignidade e qualidade de vida às pessoas, o trabalho. Faremos isso agindo em duas frentes, a primeira será o incentivo à capacitação técnica dos nossos jovens com parcerias entre instituições de ensino, entre elas o Instituto Federal e a UEG de Posse, setor privado e Prefeitura, que atuará na captação de bolsas universitárias a serem distribuídas de acordo com os critérios legais. A segunda será a articulação de recursos e investimentos junto ao Governo do Estado e Governo Federal para gerar novos postos de emprego em Posse nas áreas de infraestrutura e serviços. A terceira frente será a atuação junto ao agronegócio e aos agricultores familiares, setor esse que receberá toda atenção da Prefeitura levando tecnologia capaz de gerar emprego e renda para os pequenos produtores. Além disso, vamos regularizar o setor industrial de Posse, que está abandonado, e fornecer incentivos capazes de atrair indústrias de processamento do milho e da soja produzidas em grande quantidade no oeste baiano. Com essas ações, vamos ver nosso município valorizando o potencial da nossa terra e entrando em uma nova fase de crescimento e qualidade de vida.

Blog AC: Com tantos problemas no Município, por onde pretende começar seu trabalho para melhorar a cidade?

Ivon Valente:

Não podemos mais aceitar os frequentes acidentes em nossas vias que poderiam ser facilmente evitados, por isso, Posse precisa urgentemente de um grande plano de revitalização da infraestrutura de transporte. É urgente trabalhar na duplicação, na repavimentação e na iluminação da via de acesso à cidade e na construção de uma ciclovia para que os estudantes consigam ter mobilidade segura entre casa e escola. Outra demanda justa e urgente que precisa ter total atenção do poder público é a construção de uma via perimetral com estrutura para receber os mais de 130 caminhões que circulam diariamente pelo setor central. Todas essas ideias e propostas aqui apresentadas já estão devidamente registradas em cartório como um compromisso público junto aos cidadãos de Posse.

Blog AC: Estamos no meio de uma pandemia, quais os planos e políticas tem em mente para enfrentar problemas sociais alarmantes como a violência, as drogas e a pandemia?

Ivon Valente:

O trabalho de combate às drogas e à violência deve ser multifocal para ter eficiência. A solução para esses problemas virá das políticas de geração de emprego e de capacitação técnica para a juventude, pela parceria da Prefeitura com as Igrejas e demais organizações da sociedade civil, dos serviços de assistência social e pelo incentivo ao esporte com a construção de áreas próprias para a prática esportiva com segurança em alguns povoados. Além disso, não podemos esquecer do combate à violência doméstica, sendo imperativo o reforço de canais exclusivos de denúncia e ações de conscientização e apoio psicológico à família para que essa violência não venha a ocorrer ou se repetir. É preciso tratar a questão de forma global, as causas, efeitos, cuidados e segurança.

Sobre a pandemia de Covid-19, o direito à saúde é um direito fundamental e todos os cidadãos de Posse merecem acesso a um sistema de saúde pública de qualidade com estrutura e acesso facilitado. No momento em que temos que enfrentar um vírus mortal que ataca principalmente as pessoas de mais idade, justamente quem trabalhou dia e noite para construir essa cidade que tanto amamos, assistimos as pessoas a quem confiamos nosso voto não darem suporte de qualidade num momento tão sensível e grave para todo o mundo. Meu compromisso é com uma Posse onde caibam todos os cidadãos, não só os que têm plano de saúde para ganhar bom atendimento aqui, em Goiânia ou em Brasília. Uma Prefeitura responsável, em um momento como esse, teria tomado a iniciativa de mobilizar o empresariado, e todos que pudessem ajudar financeiramente nossa cidade, para criar uma rede de amparo e de testagem em massa.

Precisamos de uma barreira sanitária efetiva e aplicação de testes em pelo menos um morador de cada casa do município, apenas assim o vírus seria mapeado e conseguiríamos evitar que ele se espalhasse. Só conseguiremos vencer essa sensação de medo que toma nosso município a cada novo caso com a Prefeitura agindo para informar, conscientizar e criar uma rede de ações que tragam segurança aos moradores.

Caso os cidadãos de Posse me deem a honra de assumir a prefeitura no dia 1º de janeiro de 2021 esses serão compromissos imediatos de minha gestão participativa e democrática.

Nenhum comentário:

Postar um comentário