A1

quarta-feira, 17 de junho de 2020

4 Perguntas para Márcio Passos – pré-candidato a prefeito de Posse-GO



O Blog Antônio Carlos iniciou uma série de entrevistas com pré-candidatos a prefeito de municípios do Nordeste Goiano.

A entrevista desta quarta-feira (17) do quadro ‘4 Perguntas’ é com o pré-candidato a prefeito de Posse (GO), Márcio Passos (PODEMOS).

“Sou Marcio Passos, 37 anos de idade, pré-candidato ao cargo de prefeito no município de Posse – GO, bacharelando em Administração Pública pela Universidade Federal de Goiás – UFG; formado em Gestão de Segurança Pública e Privada; ex-secretário municipal de finanças; suplente de vereador, o quarto mais votado em 2016; TTI – Técnico em Transações Imobiliárias, ex- Encarregado da JJA – Junta de Julgamento Administrativo  da SEFAU – Secretaria de Fiscalização de  Atividades Urbanas do Governo do  Distrito Federal – DF; Assessor de Comunicação e Relações Publicas; Ex-Coordenador do Território da Cidadania do Vale do Paranã; ex- Conselheiro Municipal de Saúde; conclui o Curso SICONV – Sistema de Convênios do Governo Federal, entre outros. Sou casado com Cynthia, pai da Líviah e da Laura, cristão católico, nascido e criado em Posse. Diante disto proponho esta pré-candidatura a prefeito pelo Podemos, com os demais partidos aliados – com o seguinte lema: PROMOÇÃO DA QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS PRESTADOS, SATISFAZENDO AS DEMANDAS DOS CIDADÃOS, GERANDO O BEM ESTAR DE TODOS!

Blog AC: Qual será seu principal lema de campanha e cite bons motivos para o eleitor votar em você?

Márcio Passos:

O eleitor analisará as pré-campanhas da concorrência – verá que temos um bom perfil para administrador público - formação acadêmica, experiência em diversos cargos públicos e na iniciativa privada, conheço cada palmo do meu município, tenho grande empatia por todos os munícipes da zona urbana e rural, sei que posso levar, sendo prefeito, através de políticas públicas o encaminhamento para o desenvolvimento econômico e social, com a oferta de uma melhor saúde preventiva, uma educação inclusiva e voltada para a empregabilidade e empreendedorismo, fortalecendo a geração de emprego e renda.

Sei da necessidade de fortalecimento e compromissos com as organizações da sociedade civil organizada, conselhos sociais, com os diversos seguimentos religiosos que militam por aqui, e que prestam relevantes serviços de apoio e formação em parte do nosso povo, assim minha pré-candidatura, e futura candidatura tem o viés democrático e participativo, e aí como temos um comercio forte, temos prestadores de serviços de qualidade, temos uma rede hoteleira bacana, temos várias instituições de ensino, meios de comunicação em geral, temos uma agricultura fundada, em sua maioria com pequenos produtores rurais, então podemos planejar e executar vários arranjos produtivos locais, sendo estas as principais razões que podem levar o eleitor a exercer o sufrágio nas urnas em nosso favor, nas eleições de 2020, sabendo eles, desses nossos compromissos de pré-campanha.” Nossa pré-campanha conta com o pré-candidato a vice-prefeito Tenente Perez, que além de suas experiências com mais de 30 anos na PMGO, tem um bom currículo junto à sociedade em serviços prestados. 

Blog AC: Quais políticas de emprego e renda pretende implantar no município para alavancar a economia local?

Márcio Passos:

EMPREGABILIDADE, EMPREENDEDORISMO E RENDA

Políticas públicas de emprego e renda, nesta pré-campanha, passam por planejamento e um programa de qualificação de mão de obra, diuturna – com parcerias com o sistema S (Sebrae, Senar, Senac e etc.); convênios com governos estadual e federal; instituições de ensino, com o uso da infraestrutura da secretária municipal de educação, com sua rede de colégios que em finais de semanas, nas férias e feriados ficam ociosos; vamos trazer a comunidade para dentro da escola proporcionando uma participação popular na educação fiscal, financeira, ambiental, empreendedora, sanitária e de qualificação de mão de obra.

O município, a coisa pública não poderá ser objeto de acepção de seguimentos sociais em sua gestão, deve ter o viés distributivo das benesses e oportunidades a todos os cidadãos, enfim a todas as famílias, e em todos os rincões; o servidor púbico será valorizado porque em todas essas situações de planejamento e execução contamos com eles. 

Blog AC: Educação, saúde, segurança, qual será a sua prioridade e por quê?

Márcio Passos:

EDUCAÇÃO – SAÚDE E SEGURANÇA PÚBLICA

A EDUCAÇÃO acadêmica entendida em toda sua prevalência dos diversos saberes humanos, pressupõe ser a prioridade de qualquer gestão bem sucedida. Na educação molda-se as boas práticas de saúde pública: com a formação de hábitos alimentares mais sadios, de promoção de uma saúde mais preventiva do que curativa, de uma visão do sistema de saúde – SUS – municipalizado e mais humanizado que atenda os usuários (pacientes), em todas as morbidades de agravos em saúde. Educação, no sentido público e universal, gera nas pessoas o conhecimento do livre arbítrio e da sua natureza humana, significando maior facilidade de convivência entre as pessoas e famílias, gerando impactos muito favoráveis na segurança pública, e com achatamento da crescente violência sentida nos extratos sociais da municipalidade.

EDUCAÇÃO como forma de conhecimento secular dispendido na formação das pessoas, embasam o enfrentamento e combate de pandemias, de uso de drogas lícitas e ilícitas. Então nesta pré-candidatura e possivelmente numa candidatura vitoriosa ao cargo de prefeito de Posse, não resta dúvida que a EDUCAÇÃO será uma prioridade na gestão, que encampará e alicerçará todas as demais vertentes da administração pública. 

Blog AC: Quais os planos e políticas tem em mente para enfrentar problemas sociais alarmantes como a violência, drogas e pandemia?

Márcio Passos:

DROGAS, PANDEMIA E VIOLÊNCIA

As drogas – são uma droga mesmo! E, assim devem ser enfrentadas e combatidas com educação sanitária, profilática e medidas de segurança pública e social, em especial com apoio do poder público às entidades e órgãos que promovem o tratamento daqueles que infelizmente se perderam neste tortuoso caminho.

A pandemia do Coronavirus – COVID19 é uma realidade em nosso pais, e em nosso município não é diferente – temos casos confirmados, e as medidas sanitárias de isolamento, de distanciamento social, de profilaxia com medidas de higienização e proteção pessoal e social, trouxeram por um lado – uma nova realidade de vida urbana, estes reflexos somente serão mensurados nas próximas gestões municipais, e devemos ser a gestão criativa e moderna neste enfrentamento das dificuldades econômicas e sociais.

Por outro lado, recursos financeiros públicos foram colocados à disposição dos atuais prefeitos, e no futuro saberemos como foi aplicado este dinheiro, se em favor do povo ou em favor de outros interesses. A violência é bíblica – assim o homem desde a sua criação a prática e convive com ela – ora como executor, ora como vítima desta violência. CAIM MATOU ABEL. A escravidão negra no Brasil foi uma violência contra pessoas inimaginável. As BANDEIRAS e os BANDEIRANTES tiveram sucesso na consolidação das nossas atuais fronteiras – mas o uso da violência como meio e fim são incontáveis. Assim a violência é endêmica, quase pandêmica. Novamente entendo que a educação secular acadêmica e religiosa podem neste contexto de pandemia mundial e distanciamento social, ser os agentes modificadores e criadores de uma nova realidade de controle e repentina diminuição da violência em todos os seus estágios. 

Agradeço a oportunidade deste importante meio de comunicação, o Blog do Antônio Carlos!

Um comentário:

  1. Marcio isso mostra que vc e a pessoa certa pra administrar nossa cidade

    ResponderExcluir